Sínodo Sul-Rio-Grandense



Rua José Júlio da Cunha , 235 Três Vendas
CEP 96065-626 - Pelotas /RS - Brasil
Telefone(s): (53) 3283-2864 | (53) 9842-84556
sinodosr.sul@terra.com.br
ID: 19

VISÃO HISTÓRICA DA COMUNIDADE BOM PASTOR DE CAPITÃO GARCIA

10/03/2024

WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.58.35.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.53.22.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.53.36.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.53.54.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.55.52.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.56.06.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.56.25.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.56.37.
WhatsApp Image 2024-04-09 at 12.56.55.
1 | 1
Ampliar

No último domingo, dia 10 de março de 2024, aconteceu o culto de ação de graças e a tradicional festa que, neste ano, celebrou os 110 anos de inauguração do primeiro templo da Comunidade Bom Pastor da Igreja Luterana de Linha Capitão Garcia, em Sertão Santana/RS. A festa foi prestigiada com a presença de um público recorde: mais de 2.000 pessoas.

A história da Comunidade Bom Pastor é muito semelhante à história da IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil), a qual a comunidade é filiada. Lembramos que a IECLB é uma igreja de imigração que chegou ao Brasil junto dos primeiros imigrantes alemães, em julho de 1824, e que, neste ano, está completando 200 anos de presença luterana em nosso país. Para celebrar esta data, estão previstas grandes festividades em todas as comunidades espalhadas pelo Brasil.

Quando os imigrantes alemães vieram para esse território, nosso país vivia sobre o regime Imperial e o culto luterano não era admitido, apenas tolerado, desde que a casa de culto não tivesse sinal externo que a identificasse como um templo ou igreja, isto é, sem torre, sem cruz, sem sino. Isso mudou quando o Brasil se tornou uma República, e se consolidou com a Constituição de 1891, que separou a Igreja do Estado. Mesmo assim, os luteranos ainda demoraram muito tempo para construir torres em suas igrejas.

Tendo em vista que, naquela época, não haviam escolas públicas e que os colonos luteranos não podiam construir igrejas, esses imigrantes passaram a erguer escolas que, nos domingos, também abrigavam a realização dos cultos. Os poucos pastores que vieram da Alemanha faziam as vezes de professores. Quando não havia párocos para assumir a função em suas localidades, os colonos elegiam entre eles os que assumiriam como professores. Normalmente eram escolhidos aqueles que tinham a melhor letra ou os que não tinham força física suficiente para trabalhar na roça. Eles também realizavam cultos aos domingos em substituição aos pastores itinerantes.

A história da comunidade Bom Pastor de Capitão Garcia teve início entre 1890 e 1891 com a chegada, na região, dos imigrantes de várias etnias, entre elas, italianos, suecos, espanhóis polacos e alemães. Estabelecidos através dos “Núcleos de Colonização” da recém-criada Colônia de Barão do Triunfo/RS. Os imigrantes após desembarcarem do navio no porto de Porto Alegre, foram levados em pequenos barcos, através do Rio Jacuí, até uma pousada em Charqueadas/RS. Dali, os colonos e seus pertences foram levados de carretas puxadas a bois até um local chamado Faxinal e alojados em grandes barracões de lona, organizados pelo Governo.

A partir deste lugar, os imigrantes foram sendo distribuídos em várias linhas, entre elas Linha Alfredo Silveira, Linha Artur Vilela, Linha Fernando Abott e Linha Capitão Garcia. Uma grande parte dos alemães foram alocados em Fernando Abott e Capitão Garcia. Todos os colonos receberam um lote de terras, denominado como “uma colônia” por designação do então Governador do Estado, Borges de Medeiros.

Um desses lotes foi designado para a construção de uma escola. Local onde funcionou a Escola Particular de Capitão Garcia. Nesse espaço, além de escola, eram realizados os cultos, batizados, confirmações e casamentos, sempre que possível com a vinda de um pastor visitante. No ano de 1961, a Associação dos colonos imigrantes mantenedores da escola transferiu a propriedade para o município de São Jerônimo e, no ano de 1992, com a emancipação de Sertão Santana, passou a pertencer ao novo município. O local foi reformado e ampliado e hoje funciona a Escola Municipal de Capitão Garcia.

A fundação da comunidade Bom Pastor de Capitão Garcia se deu em 1907, com a escolha da primeira diretoria, presidida por Eduardo Arndt, e, juntamente, foi criada a Comissão de Construção da Igreja. Sua inauguração ocorreu sete anos depois, em 14 de março de 1914, e contou com a presença do Pastor Carl Tobke. O prédio do templo inaugurado ainda não tinha torre, sendo construída, apenas, alguns anos depois, tendo sua inauguração em 1938 e permanecendo até os dias atuais.

No início, a comunidade era composta por 20 famílias. Mas os anos foram passando e a comunidade foi crescendo, sendo necessário ampliar o espaço para abrigar todos os membros nos dias de culto, o que veio ocorrer no final dos anos 1960 com a reforma e ampliação do prédio. Não demorou muito para a igreja estar novamente pequena, uma vez que a comunidade crescia rapidamente, graças a participação bastante ativa de seus membros.

Com o crescimento da comunidade, foi edificada, ao redor do primeiro templo e preservando a sua torre, uma nova igreja, inaugurada em 1995 e que permanece até hoje. Trata-se do segundo maior templo do Sínodo Sul-Riograndense da IECLB.

Já em 1997, quando a comunidade comemorou seus 90 anos de criação da primeira diretoria da comunidade, foi erguido e inaugurado o atual pavilhão da comunidade. Espaço, este, que, no decorrer do tempo, teve muitas melhorias e investimentos, disponibilizando, atualmente, um excelente espaço para realização de todos os eventos da comunidade.

A comunidade possui atualmente aproximadamente 300 famílias membros. Desde a fundação da primeira diretoria, eleita em 1907, até hoje, passaram vários dirigentes que realizaram trabalhos muito importantes. Atualmente, a presidente é a Sra. Zenaide Schwalm.


*Texto elaborado por Zenar Ecker 


Autor(a): Zenar Eckert
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sul-Rio-Grandense
ID: 72668

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Eu anunciarei a tua fidelidade e te louvarei o dia inteiro.
Salmo 35.28
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
O Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos.
Isaías 58.11
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br