Minha mãe é um anjo!

03/05/2021


 

Na volta da escola, o menino perguntou: Mãe! Anjos existem? Eu nunca vi nenhum. A mãe não confirmou, nem negou. Apenas desafiou: Quem sabe a gente procura e encontra um anjo na rua. É uma boa ideia, disse o menino. Lá se foram os dois. O menino saltitando na frente e a mãe, com dores pelo dia exaustivo de trabalho, seguindo um pouco atrás. De repente, parou junto à farmácia um lindo carro de luxo, donde desceu uma senhora bem vestida com cheiro de flores silvestres e muitas joias brilhantes. Você é um anjo? Perguntou o garoto. Ela nem sequer o enxergou, muito menos lhe respondeu. Apenas seguiu adiante. Então, chegou a mãe suada por apressar o passo. Ele se virou e disse: Mãe! Ela é muito rica e cheirosa, mas não é um anjo. Mas, quem sabe um dia, poderá se tornar um. Emendou a mãe. Um pouco adiante, na praça, o menino encontrou uma jovem vestida de branco, muito bela com lindos olhos azuis como o céu. Parado diante dela, ele perguntou: Você é um anjo? Ela acariciou o cabelo dele e respondeu: Tenho alguém que sempre me chama de anjo. Logo em seguida, ela viu o noivo se aproximando. Mais do que depressa, abandonou o garoto. Tudo foi tão rápido que sequer houve tempo para um “tchau”. Enquanto ela corria aos braços do amado, o menino aguardou a mãe de novo atrasada, que lhe fez um afago no rosto. Aquela moça parece muito com um anjo, mas certamente não é um anjo. Ela me abandonou. O garoto pegou na mão da mãe e disse estar cansado. Então, pediu: Posso deitar um pouquinho no seu colo aqui no banco? É claro, disse a mãe. Vim até aqui justo por isso. O menino a abraçou com força e lhe perguntou: Mãe! Você é um anjo? A mãe sorriu e falou mansinho: Imagine, nenhum anjo estaria fedendo de suor, vestindo roupas com as minhas e sempre atrasado.

REDE DE RECURSOS
+
Muitos bens não nos consolam tanto quanto um coração alegre.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br