Meu castelo!

06/05/2021

 

Na praia, um menino estava ajoelhado escavando com sua pá e enchendo um balde azul. Então, levantando o balde, virou-o. Outra torre estava pronta. Trabalhou a tarde toda. Um castelo de areia foi construído. Na cidade, um homem estava no seu escritório. Números são manipulados e os contratos foram assinados. O lucro estava garantido. Trabalhou assim a vida toda. Um império foi construído. Dois construtores e dois castelos, que têm muito em comum. Dão formas aos pequenos grãos. São diligentes e determinados. Para ambos, o fim chegará. Contudo, este é o ponto onde as semelhanças cessam. Na sua inocência, o menino reconhece o final, enquanto o adulto tenta ignorá-lo. O pôr do sol se aproxima. As ondas chegam. A criança aplaude sua obra. Não há nenhuma preocupação. Apenas sorri, recolhe seus brinquedos, pega na mão do pai e vai para casa. Com o adulto, entretanto, é diferente. Quando a onda desmorona seu castelo ou algum dos seus grandes planos não dá certo, fica sem chão. Enquanto o fim certo se aproxima, precisa sempre de novo aprender a pegar na mão do Pai. Jesus nos incentivou a olhar aos pequenos e assim receber o Reino (Lucas 18.17). Sim! As crianças é que entendem de castelos. Observe e aprenda com elas. Vá em frente. Não pare de construir. Mas, construa com o coração de uma criança. Quando o sol se pôr e a maré subir, siga adiante.

 


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 18 / Versículo Inicial: 17
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 62353
REDE DE RECURSOS
+
Meu Deus e meu Rei, eu anunciarei a tua grandeza e sempre serei grato a ti. Todos os dias, te darei graças e sempre te louvarei.
Salmo 145.1-2
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br