Liturgia | Domingo de Ramos - João 12.12-16

Ciclo da Páscoa - ANO B

19/03/2024

PalmSunday
613d8346-5345-4c9c-ae2c-1955c78d866f_2011
1 | 1
Ampliar

 

 

Pré-Culto

 

Sino:

 

Prelúdio:

Solo: Somos o povo de Deus

 

Procissão de Entrada do Pastor e Oração no Altar:

Senhor, Deus amado, obrigado pelo sentido da história da Salvação em que hoje lembramos ao mesmo tempo tua entrada triunfal em Jerusalém e o início da tua paixão. Dá-nos essa compreensão misericordiosamente no culto de hoje. Amém.

 

Liturgia de Entrada

 

Introito:

L: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Saudação e Acolhida:

L: “Alegre-se muito, ó filha de Sião! Exulte, ó filha de Jerusalém! Eis que o seu rei vem até você, justo e salvador, humilde, montado em jumento, em um jumentinho, cria de jumenta.” Zacarias 9.9

 

Avisos:

 

 

Domingo de Ramos para crianças: Seja um repórter

 

As crianças são chamadas à frente e acontece uma entrevista com um dos discípulos sobre a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. O discípulo entra de surpresa. Assim é contada a história do Domingo de Ramos às crianças. Se elas tiverem perguntas, podem fazer também.

 

Cântico de Entrada:

C: Hosana Hey, Hosana Há – LCI 421

L e M:Roberto Malvezzi

 

 

 

|: Hosana hey! Hosana há!

Hosana hey! Hosana hey! Hosana há! :|

 

1. Ele é o Santo, é o Filho de Maria,

É o Deus de Israel, é o Filho de Davi.

 

2. Vamos a ele com as flores dos trigais,

com os ramos e oliveiras, com alegria e muita paz.

 

3. Ele é o Cristo, é o unificador,

é hosana nas alturas, é hosana no amor.

 

4. Ele é a alegria, é a razão do meu viver,

é a vida de meus dias, é o amparo no sofrer.

 

 

 

 

Confissão de Pecados:

Oração:

L: Senhor Jesus Cristo, cujos momentos de glória acontecem nas costas de um jumentinho, cria de jumenta, e na cruz onde teu sangue foi derramado. Hoje, preparamos o caminho para que tragas transformação à nossas vidas e ao nosso mundo. Tu vens a nós como um rei que serve, de maneira humilde – que não nos escraviza, mas nos faz teus amigos e irmãos. Inauguras um reino onde os menores são os maiores, onde os mansos tem lugar e onde as crianças são o verdadeiro exemplo do que é ser cristão. Em nosso mundo, muitas coisas, porém, chamam a nossa atenção. Muitas coisas querem nos distrair do amor que revelaste por nós. Por isso, confessamos a ti os nossos pecados e dizemos: Hosana! Salva-nos! Bendito és tu que vens em nome do Senhor. Tem piedade de nós, Senhor:

 

C: Pelas dores deste mundo – LCI 056

L e M: Rodolfo Gaede Neto

 

 

Pelas dores deste mundo, ó Senhor!

Imploramos piedade.

A um só tempo geme a criação.

Teus ouvidos se inclinem ao clamor

Desta gente oprimida.

Apressa-te com a tua salvação!

 

 

A tua paz, bendita irmanada

Com a justiça

Abrace o mundo inteiro.

Tem compaixão!

O teu poder sustente

O testemunho do teu povo.

Teu Reino venha a nós!

Kyrie eleison!

 

 

 

 

 

Anúncio da Graça:

L: “Oh! Salva-nos, Senhor, nós te pedimos; Bendito o que vem em nome do Senhor. Da Casa do Senhor, nós os abençoamos.”. Salmo 118.25a, 26.

 

Liturgia da Palavra

 

Oração do Dia:

L: Senhor, nosso Pai no céu! Tu fizeste com que teu Filho amado, nascesse homem e sofresse a morte de cruz, para que nós fôssemos salvos. Concede que imitemos a sua mansidão e participemos da ressurreição, mediante o mesmo Filho teu, Unigênito. Pedimos que envies teu Santo Espírito para que possamos compreender e aceitar tua Santa e amada Palavra nesta noite de Domingo. Isso, ó Pai, nós te pedimos em nome do teu amado Filho Jesus Cristo que, contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, hoje e para sempre. Amém.

 

1ª Leitura

Salmo 118.1-2, 19-29

 

Membro: Deem graças ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. Diga, pois, Israel: “Sim, a sua misericórdia dura para sempre.” Abram as portas da justiça para mim; entrarei por elas e darei graças ao Senhor. Esta é a porta do Senhor; por ela entrarão os justos. Graças te dou porque me escutaste e foste a minha salvação. A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a pedra angular. Isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos. Este é o dia que o Senhor fez; exultemos e alegremo-nos nele. Oh! Salva-nos, Senhor, nós te pedimos; oh! Senhor, concede-nos prosperidade! Bendito o que vem em nome do Senhor. Da Casa do Senhor, nós os abençoamos. O Senhor é Deus, ele é a nossa luz; adornem a festa com ramos até as pontas do altar. Tu és o meu Deus, e eu te louvarei; tu és o meu Deus, eu te exaltarei. Deem graças ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.

 

 

 

Refrão:

L: “O meu servo, o justo, com todo o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades, ele as levará sobre si.” Isaías 53.11.

 

 

Leitura do Evangelho – Ano B:

João 12.12-16

 

L: No dia seguinte, a numerosa multidão que tinha vindo à festa, tendo ouvido que Jesus estava a caminho de Jerusalém, pegou ramos de palmeiras e saiu ao encontro dele, clamando: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e que é Rei de Israel!” E Jesus, tendo conseguido um jumentinho, montou-o, segundo está escrito: “Não tema, filha de Sião, eis que o seu Rei está vindo, montado num filho de jumenta.” Seus discípulos a princípio não compreenderam isso. Mas, quando Jesus foi glorificado, então eles se lembraram de que essas coisas estavam escritas a respeito dele e também de que tinham feito isso com ele.

 

Pregação:

 

Confissão de Fé:

Credo Apostólico

 

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,

Criador do céu e da terra.

 

E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito, nosso Senhor,

o qual foi concebido pelo Espírito Santo,

nasceu da virgem Maria,

padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos,

foi crucificado, morto e sepultado,

desceu ao mundo dos mortos,

ressuscitou no terceiro dia,

subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso,

de onde virá para julgar os vivos e os mortos.

 

Creio no Espírito Santo,

na santa Igreja cristã, a comunhão dos santos,

na remissão dos pecados,

na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém.

 

 

Oração memorial:

L: Pelo batismo, em Cristo, fomos mergulhados na morte, com Cristo fomos sepultados e renascemos para uma nova vida. Com Cristo morremos, com Cristo ressuscitamos e por ele temos a vida eterna.

 

Na esperança da ressurreição, lembramos hoje do falecimento de nome e trazemos a Deus seus familiares enlutados, pedindo que Deus os sustente em sua dor e em sua saudade.

 

Leitura dos Dados:

 

Assim nos disse Jesus: “ – Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá. E rodo o que vive e crê em mim não morrerá eternamente. Você crê nisto?” (João 11.25).

 

Oração:

L: Senhor, intercedemos pela família de nome. Assim como estiveste ao lado de Marta e de Maria quando elas choravam a morte de seu irmão Lázaro e as animaste a crer que tu és a ressurreição e a vida, fica também com esta família que sofre a perda do querido nome. Sê tu mesmo o consolo, o amparo, a esperança e a vida eterna. Amém.

 

Liturgia de Saída

 

Cantos das Ofertas:

C: Hosana ao Rei – LCI 418

L e M: Cláudio Kupka

 

1. Ouvem-se vozes de festa ao longe.

Ouvem-se gritos de grande euforia.

Multidão saudando um homem que chega.

Quem é este que ao povo

é capaz de devolver a esperança?

 

//: Hosana ao Rei! Hosana ao Rei!

Hosana ao que vem em nome de Deus! ://

 

 

2. Ramos e vestes saúdam sua vinda.

Homens, mulheres, crianças cantando.

Sempre sonharam com este momento.

Se calarem este povo,

até mesmo estas pedras clamarão:

 

3. Se a cruz foi seu trono, a coroa espinhos,

o seu Reino é maior que qualquer sonho.

Cristo vive e reina.

Comunhão oferece para todos

que de coração clamarem.

 

 

Oração Geral da Igreja:

L: Sê louvado, Senhor Jesus Cristo, porque vens a nós em nome do Senhor. Deixa-nos peregrinar contigo, nesta Semana Santa, pois tu és o nosso único Salvador e Rei. Recolhe-nos, porque estamos dispersos em meio às preocupações deste mundo. Dá que meditemos com seriedade naquilo que tu fizeste por nós e que participemos da reconciliação com nosso Deus e Pai. Faze com que tua Igreja tenha alegria em anunciar a palavra da cruz, não se importando com as tentações e as tribulações. Dá que haja paz entre todos os povos e que reine a justiça sobre a terra. Esteja em todos os lares, permite que idosos e jovens sejam obedientes assim como tu foste obediente até à morte e morte de cruz. Entra em nossas escolas e faze crescer uma geração que confesse o teu nome com alegria. Assiste todos aqueles que te invocam em suas tribulações e angústias, pobreza e doença. Não permitas que caiamos em desespero e vícios. Não permitas que alguém parta desta vida terrena, sem que esteja reconciliado, por ti, com nosso Pai no céu. Mantêm-nos firmes na tua comunhão, até que possamos cantar hosana e te louvar em teu trono, eternamente.

 

(Orar pelos motivos de intercessão da comunidade e pelos aniversariantes da última semana).

 

C: Pai nosso que estás nos céus,

santificado seja o teu nome.

Venha o teu reino.

Seja feita a tua vontade,

assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dá hoje.

E perdoa-nos as nossas dívidas,

assim como nós também perdoamos aos nossos devedores.

E não nos deixes cair em tentação,

mas livra-nos do mal.

Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

 

Cântico de Saída:

C: Olhai os lírios do campo

Padre Zezinho

 

 

 

Olhai os lirios do campo ô ô ô

Vivei na simplicidade ô ô ô

Não fazes roupas vistosas ô ô ô

Para competir

porém o Pai os sabe vestir

 

Mas vosso irmão padece fome

Vosso irmão não tem mais nome

Porque alguém que diz ser homem

Tem demais e ele tem fome

 

Olhai os lírios do campo ô ô ô

Olhai as aves do céu ô ô ô

E não vos preocupeis ô ô ô

 

Buscai o Reino de Deus

Olhai as aves do céu ô ô ô

O Pai de nenhum se esquece ô ô ô

 

Sabem cantar sem lastimar ô ô ô

Sabem se alegrar

E o mesmo Pai as sabe alimentar.

 

 

Bênção:

 

Envio:

 

Sinos:

 

 

Elaboração: P. William Felipe Zacarias

Paróquia Evangélica de Confissão Luterana Ferrabraz – Sapiranga/RS.

 

 


Autor(a): P. William Felipe Zacarias
Âmbito: IECLB / Sinodo: Rio dos Sinos / Paróquia: Sapiranga - Ferrabraz
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 12 / Versículo Inicial: 12 / Versículo Final: 16
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 72515
REDE DE RECURSOS
+
Há algo muito vivo, atuante, efetivo e poderoso na fé, a ponto de não ser possível que ela cesse de praticar o bem. Ela também não pergunta se há boas ações a fazer e, sim, antes que surja a pergunta, ela já as realizou e sempre está a realizar.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br