Igreja e Sociedade



ID: 2797

Caminhada pela Vida e pelo Fim da Violência contra a Mulher

31/03/2022

WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.31.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.30.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.30 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.31 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.31 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.32 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.32 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.32.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.33 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.33 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.33 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.33.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.34 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.34 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.34.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.35 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.35 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.35 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.35.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.36 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.36 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.36 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.36.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.37 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.37 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.37 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.37.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.38 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.38 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.38 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.38.
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.39 (1).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.39 (2).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.39 (3).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.39 (4).
WhatsApp Image 2022-04-03 at 13.22.39.
1 | 1
Ampliar

PASSEATA E MANIFESTO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER -

“ATO DE REPÚDIO” A FAVOR DA VIDA EM SANTA MARIA DE JETIBÁ - ES

O mês de março é dedicado a ações de reflexão, mobilização e conscientização da sociedade sobre a realidade diante da violência contra a Mulher.

No dia 20 de Março, o município de Santa Maria de Jetibá/ ES passou por mais uma tragédia familiar: um feminicídio e duas tentativas, todas as
vítimas mulheres da mesma família. O silêncio é cumplice diante de tantas mulheres que sofrem a violência a cada dia. Assim, a Secretaria Municipal de Assistência Social organizou um ATO DE REPÚDIO, com uma passeata a favor da vida e contra a violência dirigida às mulheres.

A caminhada aconteceu dia 31 de março último, quinta-feira, com início às 8 horas, na Avenida principal do município. Ao som de um bumbo quebrando o silêncio, caminhamos com cartazes diversos, entre eles a IECLB presente com a campanha “Por um lar sem violências.
Participaram ainda do ato de repúdio, várias esferas da sociedade civil: Alunos e professores de escolas estaduais e municipais também estiveram presentes no ato, assim como os assistidos de projetos sociais da municipalidade e da Terceira Idade, representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, do Conselho Municipal da Mulher, ministras e ministros da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, representantes do Núcleo Feminino Cooperativista, representantes do Hospital Concórdia e das Voluntárias do município e do Instituto Jutta Batista da Silva, além de autoridades políticas e servidores da prefeitura.

 

As pessoas participantes percorreram o Centro do município até o Monumento dos Imigrantes, onde  momentos de falas e compromissos marcaram nossa vida.

 

- Elisabet Lieven, Pastora da IECLB;

- Lucineia Laurett - Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais e Presidente do Conselho Municipal da Mulher;

- Ismar Schiefelbein - Pastor Sinodal da Sínodo Espírito Santo a Belém da IECLB;

- Lilian Hoffmann - psicóloga do CREA.

 

A violência contra mulher deve ser incansavelmente combatida. E esse enfrentamento perpassa por uma série de ações do poder público, aliadas à educação, envolvimento constante das denominações religiosas e a atuação dos mecanismos legais de direito.

 

Mulher! Não se cale! Procure ajuda!

 

CREAS 27 3263.4887

CRAS 27 3263.2374

Defensoria pública 27 3263.1755

Ministério Público 27 3263.1719

190 - Polícia Militar

180 - Central de atendimento à mulher

181 – Disque-denúncia

 

CONHEÇA MAIS SOBRE A CAMPANHA DA IECLB: “Por um lar sem violências!”

A campanha é composta por Cartões e Áudios que podem ser usados nos grupos e também nos cultos! Porque não, no início dos slides preparados para o culto, antes do Prelúdio colocar a cada semana um dos cartões que nos convidam à reflexão!?

A Campanha Por um lar sem violências visa fortalecer a Ação Missionária da IECLB na promoção da vida digna e superação da violência doméstica e familiar, contribuindo para que a Igreja se torne uma referência na construção da paz. A IECLB afirma, com base no Evangelho, que a violência contra as mulheres é pecado, e que nossa missão é acolher, amparar e não deixar as mulheres sós no momento em que mais precisam.

A Campanha da IECLB, em parceria com o Programa de Gênero e Religião da Faculdades EST, chama para a sensibilização de toda a comunidade, no intuito de quebrar o silencio e a invisibilização das situações de violência que acontecem dentro das casas. Ela também visa contribuir na construção de estratégias para fortalecer as mulheres na busca por socorro, denúncia e proteção.

A maioria das mulheres tem dificuldade em pedir ajuda. Como Jesus, que percebeu o sofrimento da mulher encurvada (Lucas 13.10-17) e a ajudou, nós, como Igreja, também queremos estar ao lado de quem sofre, e ajudar.

A primeira fase da campanha Por um Lar Sem Violências consiste na produção e divulgação de cards (cartões) para as redes sociais e de spots para programas de rádio. Convidamos você para participar da Campanha.

Como participar:
• Compartilhando os cards e os spots com a sua rede de contatos no WhatsApp, Facebook, Instagram;
• Utilizando os spots nos programas de rádio organizados por sua Comunidade, Paróquia, Sínodo;
• Orando e zelando pela vida das mulheres e suas famílias em situação de violência, para que a vida seja transformada pelo poder de Deus;
• Quebrando o silêncio que perpetua a violência doméstica, denunciando, falando sobre o tema nas mensagens, reflexões, estudos e pregações.

 Pastora Elisabete Lieven e Pastor Valdeci Foester

Crédito de fotos: Prefeitura Santa Maria de Jetibá/ES


Veja: CAMPANHA Por um lar sem violências! - Cartões e áudios

 


Autor(a): Pª Elisabete Lieven e P. Valdeci Foester
Âmbito: IECLB / Sinodo: Espírito Santo a Belém
Área: Missão / Nível: Missão - Mulheres
Área: Missão / Nível: Missão - Sociedade
Natureza do Texto: Artigo
ID: 66608

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Assim, outros carregam o meu fardo, a força deles é a minha. A fé da minha Igreja socorre-me na perturbação. A oração alheia preocupa-se comigo.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
A fé não pode aderir ou agarrar-se a qualquer coisa que tem valor nesta vida, mas rompe os seus limites e se agarra ao que se encontra acima e fora desta vida, ao próprio Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br