Igreja e Sociedade



ID: 2797

Exposição Nem Tão Doce Lar recebe mais de 400 estudantes em Rondônia

11/03/2022

Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
Exposição Nem Tão Doce Lar em Rondonia
1 | 1
Ampliar


A cidade de Ariquemes (RO) recebeu, entre os dias 7 e 11 de março, uma série de atividades alusivas ao Dia Internacional de Luta das Mulheres, marcado pelo dia 8 de março (#8M). A Jornada Nem Tão Doce Lar contou com oficinas de formação para acolhedoras e acolhedores, exposições, rodas de diálogo sobre o protagonismo das mulheres nas igrejas e sobre masculinidades saudáveis, além de vídeo debates com foco na superação da violência doméstica e familiar.

Mais de 400 estudantes dos ensinos médio e fundamental de escolas da rede municipal e da rede estadual visitaram a exposição no campus da UNIFAEMA. Simultaneamente, a mostra também esteve aberta para visitação guiada pela equipe de acolhedoras no IG Shopping.

Segundo Iriane Schrammel, coordenadora da Escola para Vida (ABEVI) e presidenta da Paróquia Crescendo no Amor (IECLB), a visitação permitiu observar e acompanhar crianças que apresentaram sinais de violência em seu contexto familiar.

As alunas e os alunos da ABEVI realizaram a visita à exposição acompanhados de três profissionais da instituição. Na ocasião, foi possível observar as reações diante dos objetos presentes na casa. Alguns [itens] chamaram a atenção e houve um diálogo sobre o impacto causado.”

Ítalo Adão Aguiar Oliveira, psicólogo escolar da Escola Ricardo Cantanhede, completou falando sobre os impactos que a semana gerou nas e nos estudantes. “A visita de alunas e alunos à casa levantou demandas latentes, trouxe questionamentos e proporcionou compreensões atualizadas sobre as diferentes formas de violência.”

A iniciativa marca o retorno presencial da metodologia diaconal de superação da violência doméstica e familiar em 2022. Há previsão de outras 11 exposições em seis estados e também no Distrito Federal. Todo esse movimento busca fomentar e assessorar, tanto comunidades luteranas como instituições diaconais, para o chamamento público das organizações que integram as redes locais de apoio.

A jornada gerou possibilidades de temas a serem trabalhados com públicos diversos, como homens e lideranças religiosas, em espaços antes não alcançados pela rede de enfrentamento local. A metodologia nos deu uma maior dimensão dos aspectos sutis da violência e toda a amplitude de danos à sociedade a serem combatidos e superados”, comentou a Rev. Elineide Ferreira Oliveira, assistente social, coordenadora da Casa Noeli dos Santos (IEAB), presidenta do conselho da mulher (COMDIM) e coordenadora da rede de enfrentamento à violência de Ariquemes (RO).

As atividades encerraram no sábado, dia 12 de março, com a Roda de diálogo ecumênica sobre o Protagonismo das Mulheres na Bíblia e na Reforma, na cidade de Porto Velho (RO). As formações foram realizadas pela pastora Renate Gierus, assessora em Justiça de Gênero da FLD-COMIN-CAPA, por Rogério Oliveira de Aguiar, assessor de projetos em Diaconia e Direitos Humanos da FLD-COMIN-CAPA, e por Cléber Rocha, psicólogo Clínico e social do CRAS de Cacaulândia (RO).

Vinte e três mulheres participaram da roda conduzida por Renate. Para Iriane, foi um encontro de muita partilha e aprendizado. “A pastora Renate Gierus ministrou nossa primeira Roda de Conversa com o tema Maravilhosas Mulheres e Mães. Através dela, foi possível conscientizá-las de que elas têm valor e capacidade de crescer, cada qual na sua realidade, potencializando seus sonhos, frisando que todas têm seu valor e merecem respeito.”

A roda de conversa sobre masculinidades também promoveu espaços seguros de diálogos. “Foi muito importante como forma de troca de experiências através da vivência e da compreensão das diferentes formas e constituições de masculinidades na nossa região. Teve uma abertura saudável, que permitiu aos homens presentes falar sobre suas questões pessoais, promovendo novas construções acerca do que realmente é ser homem nos tempos atuais”, comentou Ítalo.

Sônia Carvalho, enfermeira, integrante da Rede Municipal de Enfrentamento à Violência e professora da UNIFAEMA, comentou sobre a oportunidade de atuar na prevenção da violência doméstica e familiar de maneira ativa e consciente. “Nenhuma vítima é capaz de esquecer [a violência sofrida], mas um atendimento acolhedor, receptivo e, acima de tudo, humano pode ajudar a superar. Me impactou constatar o poder libertador que o conhecimento promove na pessoa em situação de violência. Mostra que estamos no caminho certo em sermos ombro e porta de acolhimento.”

A Jornada Nem Tão Doce Lar na região do Vale do Jamari é fruto de uma parceria entre a Fundação Luterana de Diaconia (FLD), a Rede de Enfrentamento à Violência de Ariquemes, Ministério Público Estadual, UNIFAEMA, Casa Noeli dos Santos (IEAB), Comunidade Luterana de Ariquemes (IECLB), Associação Beneficente Escola para a Vida (ABEVI) e Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Porto Velho (RO).

As atividades previstas para esse ano contam com o apoio da Igreja Evangélica de Confissão Luterana (IECLB) através do Fundo de trabalho com vítimas de violência doméstica, constituído a partir do plano de ofertas nacional.


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Deus diz: trabalha, deixa de preocupar-te, eu te vou dar tudo. Depois de Ele o ter dado, aí, sim, deves empenhar o teu cuidado, distribuindo de forma justa o que recebeste, assim que não o guardes para ti, mas que dele possam usufruir a tua família e outros mais.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Cristo, juntamente com todos os santos, assume a nossa forma pelo seu amor, luta ao nosso lado contra o pecado, a morte e todo o mal. Em consequência, inflamados de amor, nós assumimos a sua forma, confiamos em sua justiça, vida e bem-aventurança.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br