Pessoas com Deficiência



Telefone(s): (51) 3284-5400
ID: 2784

Pella Bethânia: uma história de 130 anos eternizada em livro

Lançamento do livro que conta a história da instituição foi lançado no sábado

05/11/2022

Livro foi lançado no dia 5 de novembro (1)
Livro foi lançado no dia 5 de novembro (2)
Martin Dreher foi o autor do livro alusivo aos 130 anos da Pella Bethânia (2)
Martin Dreher foi o autor do livro alusivo aos 130 anos da Pella Bethânia (1)
Dreher autografando exemplares do livro para a família Haetinger
Dreher autografou exemplares do livro ao final da solenidade
Solenidade de lançamento iniciou com apresentações dos residentes (1)
Solenidade de lançamento iniciou com apresentações dos residentes (2)
Solenidade de lançamento iniciou com apresentações dos residentes (3)
Solenidade de lançamento iniciou com apresentações dos residentes (4)
Coordenador geral da Pella Bethânia, Dério Milke
Presidente da Associação Beneficente Pella Bethânia, Romério Schrammel
Presidente da Alivat, Deoli Gräff
Pastor Sinodal do Sinodo Vale do Taquari, Gilciney Tetzner
Vereador Leandro Mariante, representando o poder público de Taquari
1 | 1
Ampliar

 

“Pella e Bethânia são sinônimos de refúgio e acolhida. Foi isso que aconteceu no município de Taquari/RS, junto às margens do rio do mesmo nome”. Este trecho do livro “Pella Bethânia 130 anos: uma história de amor ao próximo”, lançado na tarde de sábado, dia 5 de novembro, resume a essência da entidade ao longo de sua trajetória, sendo hoje a instituição de longa permanência mais antiga do Brasil em atividade.

Uma história de 130 anos que não podia passar em branco e, sim, ser eternizada! E nada melhor que as páginas de um livro para resumir um pouco desta trajetória iniciada em 19 de novembro de 1892, pelo pastor itinerante Michael Haetinger e sua família, cujos princípios ainda norteiam a Pella Bethânia nos dias atuais.

E tudo isso ficou em evidência no sábado, quando ocorreu a solenidade de lançamento do livro “Pella Bethânia 130 anos: uma história de amor ao próximo”, escrito pelo historiador e pastor Martin Norberto Dreher. Momento este que, junto ao auditório da instituição, oportunizou às autoridades presentes, representantes de comunidades e sínodos, patrocinadores e comunidade em geral uma pequena viagem no tempo.

E com o livro, vem uma descoberta atestada pelo próprio autor na publicação, que, durante a pesquisa, constatou que a Pella Bethânia é a instituição de longa permanência mais antiga do Brasil em atividade. “Ela não só uma das mais antigas instituições, mas como de fato é a instituição de longa permanência mais antiga do Brasil. E não somente isso. A instituição é pioneira em inúmeras iniciativas ao longo de sua história”, afirmou.

Dreher ressaltou que a Pella Bethânia, por meio de seu fundador, Michael Haetinger, passou a ser um ensaio para a formação da IECLB, tendo em vista que o pastor itinerante aglutinou as igrejas luteranas do Brasil com o propósito de auxiliar a instituição. “Michael Haetinger foi a São Paulo, Espírito Santo e outros estados para coletar dádivas para o seu trabalho em Taquari”, observou.

Também foi na Pella Bethânia que foi instalada a primeira máquina para produzir sagu do Brasil. A mais antiga caixa de aposentadoria e pensões do Brasil também foi criada na instituição, bem como a primeira escola de formação de professores luteranos do país (hoje instalada em Ivoti), conforme observou o autor.

Dreher ressaltou que a Pella Bethânia é consequência de profundas transformações que estavam acontecendo na Europa, não restando a muitas famílias outra alternativa a não ser migrar para o Brasil. “Haetinger, em suas andanças pelo Rio Grande do Sul, vai se deparar com situações deploráveis que muitos imigrantes estavam passando, especialmente crianças, viúvas, pessoas idosas e com deficiência. E assim nasce a Pella Bethânia, um lugar de refúgio e acolhida para quem passava necessidades”, explanou.

O autor também afirmou que Pella Bethânia só existe por ser uma instituição de amor ao próximo. “Fico feliz que, mesmo após todos os percalços que houve ao longo de seus 130 anos, Pella Bethânia segue sua obra. Pella Bethânia tinha que ser tombada como memorial de trabalho em prol das pessoas mais necessitadas no Brasil”, ressaltou.

Para o presidente da Associação Beneficente Pella Bethânia, Romério Schrammel, a obra escrita por Martin Dreher é uma pílula de inspiração. “Ela traz situações que, embora em momentos diferentes, nós vamos revivendo e superando. Nos 10 últimos anos a Pella Bethânia passou por transformações significativas em sua gestão, para oferecer cada vez mais qualidade de vida às pessoas acolhidas. E muito disso é possível graças às inúmeras pessoas que contribuem com a instituição”, pontuou.

O coordenador geral da instituição, Dério Milke, afirmou que, quando conheci a Pella Bethânia, me apaixonei por ela por sua história. “Hoje é bom saber que a gente faz parte desta história. De alguma forma, cada um de nós faz parte desta história. Por isso, é uma das nossas missões fazer com que mais pessoas se apaixonem por esta história. Temos hoje aqui, uma história de valor. Não são todas as instituições que completam 130 anos de história. São 130 anos buscando cuidar das pessoas”, sublinhou.

O pastor sinodal do Sínodo Vale do Taquari, Gilciney Tetzner, afirmou que a Pella Bethânia representa a igreja em sua essência. “A Pella Bethânia é uma das instituições diaconais mais tradicionais e mais valiosas. É uma daquelas instituições que refletem e testemunham o Evangelho de Jesus Cristo de uma forma única, grandiosa e transformadora há 130 anos. Para nós, enquanto IECLB, é uma honra poder falar da Pella Bethânia e de sua obra em favor das pessoas”, colocou.

Representando o poder público de Taquari, o vereador Leandro Mariante ressaltou que o lançamento do livro é sempre motivo de grande comemoração. “Para mim é especial e importante estar aqui. Tenho alegria de fazer parte desta história, pois já trabalhei aqui e presenciei algumas das transformações que a Pella Bethânia passou para seguir sua missão. Quem completa 130 anos tem muita história e credibilidade, que estão traduzidas na obra lançada hoje”, destacou.

O presidente da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat), Deoli Gräff, enalteceu o trabalho realizado pela instituição e pelo autor do livro. “Estar presente num evento desses é no mínimo emocionante, porque a história contada por Martin Dreher é riquíssima. Para nós é uma honra poder estar aqui, no lançamento de mais um livro no Vale do Taquari. Pella Bethânia significa vida! E o trabalho do Martin Dreher é extraordinário, e com um adjetivo a mais: o que está escrito é verdade”, frisou.

Após a solenidade, os convidados puderam adquirir exemplares do livro e pegar seu autógrafo do autor, além de degustar os produtos da instituição durante o coquetel e fazer uma visita guiada às instalações internas da Pella Bethânia. Um pouco da essência da Pella Bethânia também pode ser conferida durante as apresentações dos residentes, coordenadas pelos professores Thales Nogueira e Bruno Marques, no início da solenidade, na explanação do projeto pedagógico da instituição feita pela professora Carla Oliveira, na exposição Colcha de Retalhos coordenada pela arteterapeuta Maria Elaine Rosa Martins junto ao auditório e no vídeo comemorativo alusivo aos 130 anos.

O livro

“Pella Bethânia 130 anos: uma história de amor ao próximo” é o 50º livro do historiador e pastor Martin Norberto Dreher, que é considerado uma das principais referências em imigração alemã no Brasil. Em 128 páginas, o autor traz aspectos históricos e curiosos da Pella Bethânia, fazendo um resgate dos antecedentes, dos primórdios, dos fatos mais importantes e do momento mais atual da Pella Bethânia.

O livro conta com diversas fotografias antigas e atuais, que ajudam a contar a história e a evolução da instituição. A publicação ainda traz, em 12 páginas, histórias de vida que marcaram e que ainda marcam a instituição, uma colaboração do jornalista Édson Luís Schaeffer, que, em momentos distintos, entrevistou os residentes.

O livro pode ser adquirido ao valor de R$ 50,00 diretamente na Pella Bethânia em Taquari, na sede do Sínodo Vale do Taquari em Teutônia ou no site da Editora Oikos. A publicação também pode ser solicitada junto às Comunidades Evangélicas de Confissão Luterana da IECLB. Os valores arrecadados com a comercialização do livro serão revertidos em investimentos paras pessoas acolhidas pela instituição.

A publicação do livro foi possível graças aos patrocinadores, todos da região do Vale do Taquari: Exata Contabilidade, Faleiro e Kirchheim Sociedade de Advogados, Colégio Evangélico Alberto Torres (CEAT), Cooperativa Certaja Energia, Cooperativa Languiru, Cooperativa Sicredi Ouro Branco, Sollar Sul Energia Solar, Adama e Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas (OASE) do Sínodo Vale do Taquari.

Programação dos 130 anos segue

O lançamento do livro foi um dos pontos altos da programação dos 130 anos, mas mais atividades vão ocorrer durante o mês. Quarta-feira, dia 9 de novembro, às 13h30min, também no auditório, ocorre um momento com as prefeituras que possuem convênio com a Pella Bethânia. Na ocasião, haverá apresentação de vídeo comemorativo, exposição de trabalhos dos residentes, culminando com um passeio pela instituição e momento festivo.

No dia 19 de novembro, data oficial dos 130 anos da Pella Bethânia, está previsto um almoço festivo entre os trabalhadores da instituição. Já à tarde, serão plantadas 130 mudas de árvores pelos trabalhadores e residentes, mudas estas que foram doadas pela Cooperativa Certel, de Teutônia.

E no dia 26 de novembro, pela manhã, ocorre a assembleia festiva dos associados da Associação Beneficente Pella Bethânia, junto ao auditório. Na oportunidade, além de deliberarem assuntos que estarão em pauta, estão previstas várias surpresas aos associados da entidade.

Além destas atividades, também estão preparadas ações com as pessoas acolhidas durante todo o mês de novembro, culminando com o bolo de aniversário no dia 19 de novembro. As dezenas de oficinas ministradas semanalmente com os residentes também trabalharão a temática dos 130 anos.

Desde 1892, a Pella Bethânia transforma vidas para melhor. Por meio do atendimento e acolhimento especializado, resgata em seus residentes e suas residentes a alegria de viver, além de oportunizar qualidade de vida e estimular a autonomia. Hoje, o legado iniciado há 130 anos pelo pastor itinerante Michael Haetinger segue norteando a missão da instituição por meio de profissionais capacitados e especializados. Acolhendo atualmente 140 pessoas idosas e pessoas com deficiência acima dos 18 anos, a Pella Bethânia é a instituição de longa permanência mais antigas do Brasil em atividade.

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer

CRÉDITOS DAS FOTOS: Édson Luís Schaeffer/divulgação
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
A lei inteira se resume em um mandamento só: ame os outros como você ama a você mesmo.
Gálatas 5.14
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br