Bandeira Preta - Alerta de altíssimo risco de contágio pelo Coronavírus

25/02/2021

1
2
1 | 1
Ampliar

Aqueles que temem o Senhor aprenderão com ele o caminho que devem seguir”
Salmo 25.12

Na busca constante pela preservação da vida e pelo bem estar das pessoas, procuramos aprender com Deus qual o melhor caminho diante da difícil situação vivida neste momento pelo alto contágio do Coronavírus.

Temos, nesta semana, o maior número de regiões classificadas em bandeira preta que somam 68,4% da população gaúcha em situação de risco altíssimo para o esgotamento da estrutura hospitalar e velocidade de propagação do vírus. Em nenhum momento anterior, desde o início da pandemia, estivemos num risco tão alto.

A Comissão de reflexão e apoio do Covid19, ministros e ministras e a diretoria do Sínodo, conversaram longamente, ponderando os diversos e diferentes pontos e cenários, levando em conta as necessidades locais e priorizando o cuidado e a vida de toda uma população, decidiu novamente chamar os membros da IECLB na região do Sínodo Nordeste Gaúcho à sua responsabilidade e compromisso do bom testemunho.

Para tanto, a comissão encaminha a decisão de que as atividades presencias (cultos, grupos e reuniões) sejam suspensas enquanto permanecer vigente a bandeira preta na sua região.

Em suma, não se trata de discutir a cor da bandeira, uma vez que sabemos da permissão de cogestão dos municípios e que, vários deles, optaram em abrandar as medidas, enquanto que, boa parte dos municípios optou em seguir seriamente às restrições da bandeira preta.

Independente de cor da bandeira precisamos ser solidários em gestos de cuidado. Precisamos nos perguntar com o que podemos contribuir para “parar” a circulação do vírus. Estamos irmanados e irmanadas pela mesma fé no Salvador Jesus Cristo que cuida de nós para cuidarmos das pessoas que nos são próximas. Nesse momento crucial é fundamental evitar qualquer tipo de atividade que possa motivar aglomeração de pessoas.

Caso a situação de superlotação de internações ambulatoriais e em UTIs venha a piorar, os médicos já anteveem a difícil tarefa de decidir a quem socorrer e a quem não socorrer.

Desta forma seguimos com o apelo do testemunho de solidariedade para que nos irmanemos em toda a Igreja, junto com toda a população gaúcha, para permanecermos em distanciamento social, e seguirmos as restrições da bandeira preta, especialmente permanecendo em casa das 20h até às 5h.

Que o Evangelho, que ensina o valor e a importância da vida, seja a bandeira que determina nossas atitudes de amor e respeito ao próximo.
 

COMUNICAÇÃO
+
Mal tenho começado a crer. Em coisas de fé, vou ter que ser aprendiz até morrer.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br