Jornal Evangélico Luterano

Ano 2016 | número 800

Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

Porto Alegre / RS - 11:20

Atualidade - P. Oneide Bobsin

Para onde vamos?

   Não sei para onde caminha a humanidade. Quando souber, vou para o outro lado. É uma frase sábia do Escritor gaúcho Luis Fernando Veríssimo. De fato, ele sabe – e nós também sabemos – que a humanidade caminha como ovelha que vai para o matadouro. Mesmo que haja minorias que já estejam caminhando para o outro lado e busquem outra civilização, diferente da capitalista e consumista, há mais desesperança que esperança.

   Ao olharmos para os dados a respeito dos gases do efeito estufa e para a impotência dos Governos diante da insustentabilidade do nosso modo de vida, tendemos a concordar com o Teólogo Leonardo Boff , que chega ao extremo de dizer que o mundo sobreviverá melhor sem a presença da humanidade. Mesmo assim, Boff , incansavelmente, assessora o Papa Francisco, uma personalidade internacional mais ouvida pelos de fora que pelos seus, da própria Igreja Católica, quando se trata do cuidado respeitoso com a Criação de Deus. Boff e Francisco estão indo para o outro lado.

Não sei para onde caminha a humanidade

   Quando testemunhamos, ecumenicamente, que a salvação, as pessoas e a natureza não estão à venda, já estamos caminhando para o outro lado. Da mesma forma, quando buscamos outras fontes de energia renováveis, já sabemos que caminhamos ao contrário da maioria. Ao largarmos o comodismo do automóvel particular e usarmos meios de transportes coletivos, já estamos indo para o outro lado.

   Para que lado caminhamos como Comunidades de fé? Estamos caminhando como a maioria da humanidade ou para o outro lado? Sabemos que não é fácil caminhar no sentido contrário da maioria. É mais cômodo seguir a marcha das ovelhas, que vão sem berrar para o matadouro, que ser um cidadão e uma cidadã que andam para o outro lado.

   A mentalidade dominante dos nossos tempos e templos não quer ouvir sobre a necessidade de confessar pecados e fazer uma ‘meia-volta radical’. Não queremos pregadores e pregadoras que nos acusem de pecadores, mas que acalentem as nossas almas.

   Se escutarmos a Palavra, que sempre indica o caminho para o outro lado, não daremos ouvidos aos sonhos dos novos pastores midiáticos, que se enriquecem com aqueles que buscam sonhos. O profeta que tem sonho, conte-o como apenas sonho, mas aquele em que está a minha palavra fale a minha palavra com a verdade (Jeremias 23.28).

   Já sabemos para onde caminha a humanidade do nosso mundo desenvolvido, ocidental. Logo, podemos ir para o outro lado!

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Consulta, primeiro, a palavra do Senhor.
2Crônicas 18.4
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br