Programas de Rádio



ID: 2938

Advento - Deus está abrindo um novo ciclo para nossas vidas

Prédica

28/11/2020

Marcos13.24-37

Estimados(as) ouvintes da radiowebluteranos.com
Irmãos e irmãs na fé:

No séc. XIV (no ano de 1.300), a peste negra devastou a Europa. Estima-se que 200 milhões de pessoas morreram. Hoje nós sabemos a doença foi transmitida pelas pulgas dos ratos que vinham nos navios que faziam o comércio com o Oriente. A Europa daquele tempo era um lugar com precaríssimas condições de higiene. Portanto, a peste negra foi uma doença que se propagou por falta de saneamento básico, por falta de água limpa e esgoto tratados. Naquele tempo, não se sabia nada disso. Mas como o ser humano tem uma necessidade de culpar alguém pelas coisas ruins que acontecem, alguém começou a espalhar o boato - fake News - que as causadoras da peste eram as mulheres solteiras, curandeiras e benzedeiras. E começou assim a caça às bruxas.

Há quase 11 anos atrás, no dia 12.01.2010, um terremoto devastou Porto Príncipe, a capital do Haiti, o país mais pobre das Américas. Em menos de 1 minuto morreram 220 mil pessoas. Muitos corpos nem puderam ser resgatados debaixo dos destroços. As igrejas fundamentalistas dos Estados Unidos disseram que o terremoto foi um castigo de Deus por causa da idolatria do povo haitiano, que ainda preserva muitas religiões africanas, em especial o vodu.

Nesse ano de 2020 o corona vírus mudou nossa vida. No final do ano passado nós tínhamos medo de sair de casa por conta da violência nas ruas. Hoje temos medo de sair de casa com medo que alguém nos abrace ou nos beije no rosto. E como sempre o ser humano precisa culpar alguém.

Quando falamos sobre epidemias e catástrofes, muitas pessoas dizem que estamos chegando ao fim do mundo e que resta pouco tempo para esse mundo se acabar. Logo Deus virá para a terra, para destruir tudo. As estrelas vão cair do céu, sol e lua irão escurecer (Mc 13.24-27). Uma cena apocalíptica.
Mas, Jesus não veio para nos anunciar o caos, ele veio para nos alertar que o fim do mundo significa o fim de um tipo de mundo. O mundo de injustiças, de mentiras, onde um irmão denuncia o outro, onde pessoas da mesma igreja e do mesmo país começam a odiar uns aos outros por suas convicções políticas, onde as pessoas têm prazer em machucar as outras com suas críticas .... esse mundo que perdeu os valores como solidariedade, como justiça, como amizade, como alegria, como compaixão, esse mundo sim Deus vai destruir. Não ficará pedra sobre pedra. Esse mundo da maldade será destruído por Deus. Essa maldade humana, que muitas vezes se julgou vitoriosa e vencedora, esse mundo será destruído por Deus. Por isso, o dia do juízo final será um dia de desespero para todas as pessoas que pactuaram e apoiaram que o mundo é dos espertos, que quem tem poder está acima de qualquer suspeita. Esse mundo de injustiças, de mentiras vai desabar com a vinda do Filho do Homem....

Nos anos de 2005 até 2015 eu vivia no Equador e aprendi muito da cultura indígena. Por exemplo, para os povos indígenas dos Andes, a vida é constituída de ciclos. Um ciclo se fecha e o outro se abre. A grande sabedoria da vida está em aprender com os erros no ciclo anterior e não repetir esses mesmos equívocos no próximo ciclo. Por isso, a autoridade dos mais velhos é tão importante. A sabedoria dos velhos está em nos lembrar o que não se deve fazer.
Portanto, cada novo ciclo traz a possibilidade de deixar para trás as coisas ruins e recomeçar um novo ciclo com uma melhor experiência de vida. Um novo ciclo é a possibilidade de fazer mudanças, de começar uma vida melhor. E isso faz com que a vida seja possível e que a humanidade tenha continuidade.
Mas essa mudança de vida não acontece automaticamente. A oportunidade de melhorar está aí, mas cada pessoa precisa decidir se quer mudar de vida ou não. Por isso, é preciso ficar atento, é preciso observar e prestar atenção.

Os povos indígenas não ficam culpando os outros por suas tragédias ou catástrofes. Diante de uma seca ou uma enchente, diante de uma doença eles fazem uma autoavaliação e procuram neles mesmos as causas da situação ruim que se formou. Eles avaliam a forma como eles tem tratado a Natureza e os outros seres humanos e quando encontram algo errado tratam de reparar o malfeito.
Seria interessante que aprendêssemos com esses povos indígenas algo importante para as nossas vidas. Ao invés de culpar os outros pelo mal que sofremos, seria importante primeiro fazermos uma autoavaliação. E para isso é importante cada qual fazer a si mesmo essa pergunta: Qual a minha parcela de culpa/participação nisso que está acontecendo?

É claro que às vezes o mal vem de fora. Nem tudo está sob a nossa responsabilidade. Mas antes de culpar alguém de fora, é importante fazer essa autoavaliação. De repente vamos nos dar conta que para sair de um grande problema, basta apenas uma atitude de nossa parte. De vítimas, nos vamos dar conta que também somos a solução do problema. Pense nos seus problemas. Pense nas dificuldades que você está passando. Qual a sua parcela de culpa nisso que está acontecendo?

Lá no século XIV por conta do corona vírus, milhares de mulheres foram mortas por conta de um boato que se espalhou, quando a verdadeira causa da peste negra eram os piolhos e a falta de água limpa e saneamento básico.

Hoje algumas pessoas acusam os chineses de espalhar o corona vírus no mundo, mas essas mesmas pessoas se esquecem que o corona vírus se espalha pela falta de cuidado delas mesmas. Ainda tem pessoas hoje que não acreditam no corona vírus, que acreditam que esse vírus é um vírus político da China para dominar o mundo. Pessoas que acreditam nisso são transmissores em potencial do corona vírus. Na sua ignorância eles estão infectando pessoas vulneráveis, como pai, mãe, avô, avó. E a pessoa infectada não pode morrer por conta dos chineses, mas sim por conta da falta de cuidado e da ignorância.

E no Haiti, a culpa pelo terremoto era mesmo dos haitianos que conservam suas tradições e a religiosidade africana? Será que é assim mesmo, que Deus castiga quem tem outra religião?

Eu estive em Porto Príncipe depois do terremoto. O que me chamou a atenção foi a grande quantidade de destroços pelas ruas. Os terrenos e as ruas estavam tomados por restos de construção. Era difícil de caminhar entre tantos blocos de cimento. E o que me chamou a atenção foi que quase não encontrei sinais de barras de ferro no meio dos destroços. As casas foram construídas sem uma estrutura de ferro entre os blocos de cimento. Isso porque a pobreza das pessoas não dava para comprar blocos de cimento e barras de ferro. A pobreza fez as pessoas dispensarem o ferro e por isso, com o tremor de terra, as casas, edifícios vieram abaixo como um castelo de cartas. O que causou a morte de 220 mil pessoas no Haiti não foi o castigo de Deus, nem o vodu ou as religiões africanas, mas sim a situação de pobreza daquela gente.

Portanto, a sabedoria dos povos indígenas nos ensina que o fim de uma fase da vida é também o inicio de um novo ciclo. Deus nos dá a oportunidade de deixar os erros do passado para trás e recomeçar a vida com novos pensamentos e novas atitudes. Com o tempo de Advento começa o novo ano da igreja, começa um novo ciclo também em nossas vidas. O Advento nos diz mais uma vez que Jesus vem ao encontro do ser humano para transformar a vida das pessoas. Ele veio para falar e mostrar que Deus é amor, é misericórdia, é perdão, é possibilidade de recomeços, de uma vida melhor a cada dia. Terminamos um ciclo de vida e estamos começando outro.

Portanto, as Palavras do Evangelho de hoje nos alertam sobre necessidade de avaliar nossa conduta, nossa forma de conviver com outras pessoas, nossa maneira de ver e tratar a Boa Criação de Deus.

O Advento nos anuncia que Deus está brindo um novo ciclo para nossas vidas. A mudança que Jesus nos pede é acolher e viver os valores do Evangelho que são a solidariedade, a justiça, a amizade, a alegria, a compaixão, o perdão. Podemos incluir esses valores nesse novo ciclo de nossas vidas. Não usar a Bíblia para atacar ninguém, não culpar em primeiro lugar os outros pelo que estamos passando, mas perguntar-se a si mesmo: Qual a sua parcela de culpa nisso que está acontecendo?

No Advento nós anunciamos o nascimento de Jesus, mas Jesus já está no meio de nós. E ele mais uma vez nos chama para que orientemos nossa vida pela vontade de Deus, busquemos a orientação de Deus através da oração e assumamos os ensinamentos de Jesus como o nosso projeto de vida.
Assim nos alerta o apóstolo Paulo:
Escutem! Este é o tempo em que Deus mostra a sua bondade! Hoje é o dia de ser salvo. (2Cor 6.2)
Amém.

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
REDE DE RECURSOS
+
Quem quiser ser cristão, que aprenda a abrir mão de toda preocupação e de todo pensamento angustioso e coloque-os nas costas de Deus, pois Ele tem ombros fortes e é bem capaz de carregá-los.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br