Sínodo Norte Catarinense



Rua Jaguaruna , 99 - Centro
CEP 89201-450 - Joinville /SC - Brasil
Telefone(s): (47) 3433-9977
sinodonc@terra.com.br
ID: 13

Relatório do Conselho Sinodal

16ª Assembleia Sinodal

03/05/2013

(período junho 2012 a maio 2013)

Sob a vivência e contínua busca da proteção e bênção de Deus, estamos apresentando o relatório do Conselho Sinodal deste último período, com base em algumas palavras que encontramos no capítulo 11 do 1º Livro de Paulo aos Coríntios:

Existem tipos diferentes de dons espirituais.
Mas é um só e o mesmo Espírito quem dá esses dons.
Existem maneiras diferentes de servir, mas o Senhor que servimos é o mesmo.
Há diferentes habilidades para realizar o trabalho.
Mas é o mesmo Deus quem dá a cada um a habilidade para fazê-lo.
Para o bem de todos, Deus dá a cada um, alguma prova da presença do Espírito Santo.
Para uma pessoa o Espírito dá a mensagem de sabedoria e para outra o mesmo Espírito dá a mensagem de conhecimento.
Para uma pessoa o mesmo Espírito dá fé e para outra dá o poder de curar.
Uma pessoa recebe do Espírito poder para fazer milagres, e outra recebe o dom de anunciar a mensagem de Deus.
Ainda outra pessoa recebe a capacidade para saber a diferença entre os dons que vêm do Espírito e os que não vêm dele.
Para uma pessoa o Espírito dá a capacidade de falar em línguas estranhas e para outra ele dá a capacidade de interpretar o que essas línguas querem dizer.
Porém é um só e o mesmo Espírito quem faz tudo isso.
Ele dá um dom diferente para cada pessoa, conforme ele quer.

Com muita alegria, quando do encerramento dos trabalhos da 15ª Assembleia Sinodal em Rio Cerro, a Paróquia Vale do Iguaçu, apresentou sua candidatura para sediar a 16ª Assembleia Sinodal do Sínodo Norte Catarinense – SNC.

Logo no início, uma das preocupações foi sobre a distância, mas como parte integrante da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB, o Sínodo Norte Catarinense não se deixou abater e nem desanimar sobre esta primeira barreira.

Com o apoio do pastor Sinodal, da Diretoria do Conselho Sinodal, enxergávamos uma alegria contagiante das lideranças e demais voluntários, ao se sentirem privilegiados em poder sediar esta 16ª Assembleia Sinodal, pois, além disso, a Comunidade de Porto União da Vitória comemora em 2013, seus 100 anos de existência.

Nos primeiros contatos, foram se delineando, dentro de sua aptidão, vontade e capacidade, qual o papel de cada um neste processo, para a realização de uma Assembleia Sinodal, que além de toda a forma legal, também é de grande congraçamento e confraternização entre as lideranças do Sínodo Norte Catarinense.

E isto é o que queremos apresentar, nós lideranças do Conselho Sinodal, juntamente com as lideranças da Paróquia Vale do Iguaçu.

Antes, porém, cabe-nos trazer alguns esclarecimentos e comunicados, que nós, lideranças do Conselho Sinodal queremos compartilhar.

.................................................

Neste período, tivemos e compartilhamos momentos de muita alegria e emoção, com ordenações e instalações de Ministros Religiosos em Campo de Atividade Ministerial - CAM do âmbito do Sínodo Norte Catarinense.
Grandes momentos também, em cultos festivos, dos mais variados motivos, que ficarão na memória para sempre, principalmente com o acolhimento carinhoso por parte das lideranças paroquiais e comunitárias.
Aconteceram apresentações de palestras, explorando os mais variados temas que dizem respeito à IECLB, ao Sínodo Norte Catarinense, às Paróquias e aos Departamentos, dentre os quais: estatuto, administração, financeiro, competências, e assim por diante.
O apoio de todos os membros da Diretoria do Conselho Sinodal tem sido muito significativo nesta tarefa.
Mas nem tudo é só alegria.
Tivemos e temos, de continuar a nos ocupar com problemas também.
E lidar com pessoas, seus pensamentos e opiniões, não tem sido fácil.
Na busca da compreensão sobre quem sabe mais ou tem maior poder, por vezes tem nos levado em inúmeras oportunidades, a exercitar o sentimento, de que é muito mais prudente e vale e pena recuar um passo, para avançar na caminhada.
Mas sempre com o extremo CUIDADO, para ratificar o objetivo da IECLB na atualidade, que tem o SER, PARTICIPAR e TESTEMUNHAR de nossos membros como Tema neste ano de 2013.
Não é propósito de ninguém jamais, em tempo algum, dispersar, dividir ou afastar pessoas, mas também precisamos entender que o consenso, a busca do entendimento seja o primeiro ato.
Na tentativa de diminuir as diferenças que insistem em afastar, para sempre buscar as convergências e aumentar o que aproxima, tem sido a semente espalhada pela diretoria do Conselho Sinodal.
O apoio da Comissão Jurídica Doutrinária do SNC - CJDSNC está sendo de extrema importância, pois na hora em que tem sido convocada, prontamente se apresenta para exercer suas funções.
Agradecemos aos seus componentes, pela dedicação e encaminhamentos apresentados.
Todos os dias somos desafiados a praticar o diálogo.
Ainda restam feridas, mas que lentamente estão cicatrizando.

.......................................................

Uma matéria que estava pendente versa sobre a implantação do Regulamento do Processo Eletivo no SNC, no qual se propunha a Regulamentação dos Artigos 50 a 54 do Regimento Interno do SNC.
O trabalho, conforme moção aprovada na 13ª Assembleia Sinodal estava ao encargo da Comissão Jurídica Doutrinária do Sínodo Norte Catarinense.
Após o grupo se reunir para coleta de materiais e sugestões utilizadas em outros Sínodos, aconteceu a elaboração uma proposta prévia.
Esta proposta foi encaminhada às Paróquias em reunião do Conselho Sinodal em novembro de 2012.
Após o prazo concedido (até 28 de fevereiro de 2013) para sugestões ou mudanças, que por sinal foram bem poucas, novamente a CJDSNC se reuniu e avaliou que tinha recebido dentro deste mesmo prazo.
Depois disso, aconteceu o encaminhamento para a Diretoria do Conselho Sinodal, solicitando a apresentação e votação em Reunião do Conselho Sinodal.
Isto efetivamente aconteceu na última reunião deste período, no mês de abril de 2013, em Videira.
Após explanação sucinta, posto em votação, sendo aprovada por unanimidade pelos membros do Conselho Sinodal presentes.
Com isto então, a partir da próxima Assembleia onde acontecem Eleições regulares, contamos com um Regulamento para Processo Eletivo em âmbito do SNC.
O Regulamento do Processo Eletivo no Sínodo Norte Catarinense, definitivamente homologado, será incluído no CD distribuído após a 16ª Assembleia Sinodal.

........................................................

Nesta caminhada também, estamos apoiando e participando de Grupos de Trabalho na IECLB.
Tanto no GT Sustentabilidade, como no GT Subsistência Ministerial.
Tem sido gratificante participar de discussões sobre o que a IECLB pretende hoje, bem como a médio e longo prazo.
No GT Sustentabilidade, não somente as finanças em si são uma preocupação, mas também as responsabilidades legais, seus desdobramentos e sua continuidade.
Temos nos esforçado para estarmos presentes e contribuir com a nossa experiência e principalmente aprender com as experiências dos demais.
No GT Subsistência Ministerial também tem sido significativa a participação.
O saber e conhecer de várias realidades dentro deste imenso Brasil, onde a IECLB está estabelecida, com seus Ministros em atividade, contribui em muito para que possamos enxergar a necessidade de uma ampla reforma na Política de Subsistência Ministerial.
Este é um assunto com desdobramentos instituídos do próprio Concílio Geral da Igreja. Nada de novo foi inventado ou criado.
Neste sentido, em 06 de abril de 2013, nas dependências da Cel de São Bento do Sul, aconteceu uma reunião, com os Presidentes Paroquiais e Ministros no âmbito do SNC, para esclarecimentos dentro das nossas possibilidades de conhecimento, sobre a Proposta de uma Política de Subsistência Ministerial na IECLB, a ser implantada até 31 de dezembro de 2017, passando a vigorar integralmente a partir de 01 de janeiro de 2018.
Neste encontro, frisado que estava sendo uma oportunidade para que Comunidades, Paróquias e Ministros, onde possam discutir, apontar, criticar, sugerir, sobre os destinos financeiros de cada uma das instâncias.
Sim, esta proposta também toca bem fundo na realidade e manutenção financeira das Paróquias e da Igreja como um todo.
O prazo para que estas instâncias se manifestassem, foi encerrado em 20 de maio de 2013.
Ato contínuo, a Diretoria do Conselho Sinodal tem prazo até o dia 31 de maio de 2013, para enviar ao Conselho da Igreja, de forma sintetizada, o pensamento, as sugestões das Comunidades, Paróquias e Ministros do SNC sobre esta Proposta.
Assim, com todos os relatórios dos demais Sínodos, o Conselho da Igreja deverá elaborar um documento único.
Novamente será encaminhado para os Sínodos, para que tomem conhecimento da proposta final, que será encaminhada ao Concílio Geral da Igreja em 2014.
Pensa-se também que todo este trabalho, deverá exigir avanços, renúncias e compreensão no sentido de que somos diversos dentro de uma UNIDADE.
Tudo isto está, como dito anteriormente, em prazos previstos pelo Concílio Geral da Igreja.
Nada de novo foi criado ou inventado.

..................................................

Com tudo isso, o sentimento que continua nos movendo é para que a ordem legal e as Normas e Documentos do Sínodo Norte Catarinense, bem como de toda a IECLB, principalmente no que concerne ao nosso jeito e Identidade Luterana, sejam respeitados e obedecidos.
Para melhorar nem sempre é preciso mudar, mas simplesmente reformar o que alguém já fez.
E é neste pensamento, de SER, PARTICIPAR e TESTEMUNHAR, que ratificamos nossa FÉ, GRATIDÃO e COMPROMISSO.
.................................................

Lembramos novamente em destacar a atividade do Fundo de Solidariedade Missionária.
No ano de 2012, os projetos encaminhados e que foram homologados pelo Conselho Sinodal, foram agraciados com subvenções.
O Conselho para Ação Missionária que coordena os pareceres para às liberações de recursos, tem sentido grande satisfação em avaliar os projetos.
Porém cabe salientar, mesmo sabedores que tudo o que fizemos na IECLB, é Missão, e isto não resta qualquer dúvida, alguns projetos por vezes, não são agraciados, pelos próprios critérios do Regulamento.
Resta lembramos neste ato, que os projetos agraciados devem enviar sua prestação de contas, por mais simples que seja, para o Conselho Sinodal.
A transparência com os recursos que todos nós ajudamos a constituir, é fundamental para a continuidade do Projeto Missionário a que se propõe o Conselho Sinodal do Sínodo Norte Catarinense.

ATIVIDADES SINODAIS
• Reuniões da Diretoria – A Diretoria Sinodal tem se reunido ordinariamente conforme a agenda: 30/06/2012, 27/07/2012, 29/09/2012, 16/11/2012, 14/12/2012, 08/02/2013; 23/02/2013; 19/04/2013. Além disto, dentro da disponibilidade e aproveitamento de oportunidades, têm acontecido reuniões informais.

• Reuniões do Conselho Sinodal – O Conselho teve reuniões ordinárias em: 27/07/2012 (Garuva), 17/11/2012 (Campo Alegre); e 20/04/2013 (Pel Rio das Antas – Cel de Videira).

Queremos aqui fazer um comentário adicional: as reuniões do Conselho Sinodal tem por vezes, caráter informativo, mas também em muitas oportunidades, caráter deliberativo, como homologação de criação de Comunidades/Paróquias, bem como autorização de alienação/negociação de imóveis das mesmas, e outras situações compreendidas no Estatuto do SNC, que carecem de análise e aprovação pelo Conselho Sinodal.
Palestras ministradas por convidados especiais também estão acontecendo, com informações de toda a sorte, à respeito de nossa Igreja.
Por isto ratificamos para que as Paróquias, Departamentos e Instituições com assento no Conselho, elejam e enviem pessoas interessadas e comprometidas com o trabalho da Igreja.
Não somente que seja alguém que por acaso, não tem nada para fazer naquele fim de semana.
Afinal, cada um também é investido nas suas funções, durante um Culto em suas Paróquias.
Insistam com seus representantes pela sua presença, e igualmente façam a devida cobrança, sobre o que tem sido apresentado.
É este representante, o elo entre a Diretoria do Conselho Sinodal, com os demais entes componentes, e que deve merecer atenção especial.
E ainda podemos mencionar o que alguém já disse anteriormente: “eu sou responsável pelo que eu falo, mas não o que você ouve e de que forma retransmite”.
Da mesma forma, as atas das Reuniões do Conselho Sinodal, são sistematicamente enviadas para o próprio Representante Paroquial junto ao Conselho Sinodal, ao Presidente Paroquial, ao(s) Ministros nos CAM, e à própria Secretaria Paroquial (basta manter o endereço eletrônico atualizado).
Lembramos ainda que o Representante Paroquial junto ao Conselho Sinodal é membro nato em todas as reuniões das lideranças da própria Paróquia.
Igualmente penso justo informar que as datas escolhidas para as reuniões não são definidas de forma aleatória.
Todo um contexto é analisado.
Se por ventura ocorrem datas de conflito com festividades em Paróquias e Comunidades, ou ainda em “feriadões”, não pensem que seja uma afronta ou competição de poder.
Igreja não tem “férias”, ou deixa de atuar nos “feriadões”.
Ou por acaso alguém deixou de “falecer” entre os meses de Janeiro e Fevereiro, porque é período de férias do (a) Pastor (a)?

• Reuniões do Conselho Fiscal – O Conselho Fiscal por opção própria, e sob a coordenação do Sr. Felipe Bublitz, está se reunindo com frequência e agenda própria, para facilitar os seus trabalhos. As reuniões têm acontecido de forma itinerante, para facilitar o intercâmbio entre os integrantes.
Fazemos aqui, um agradecimento especial ao Sr. Felipe Bublitz, que tem se dedicado a apoiar a Diretoria do Conselho Sinodal, em situações de regularização, tanto em âmbito Sinodal, como em qualquer situação que exija sua atenção. Que o bondoso Deus continue iluminando o Sr. Felipe Bublitz neste compromisso voluntário.

• Reuniões do Conselho para Ação Missionária do SNC – Este Conselho tem se reunido para estudar, avaliar e apresentar sugestões, buscando facilitar o entendimento sobre e quais as formas de se fazer Missão. A Comissão tem a incumbência de avaliar os projetos que estão solicitando subvenção. Que Deus continue iluminando seus integrantes, nesta tarefa de exortar e prover a missão, tanto em área do SNC, como o previsto no próprio regulamento.

• Reunião do Pastor Presidente da IECLB com Pastores, Presidentes e Tesoureiros Sinodais – Em setembro de 2012, estiveram o Pastor Sinodal Inácio Lemke, o Presidente do Conselho Sinodal Elemer Kroeger, e o Tesoureiro do Conselho Sinodal Vander Meier.
Tivemos a oportunidade de participar de forma mais incisiva, pois como membro do GT Sustentabilidade, fomos desafiados a apresentar as propostas básicas na implantação de mecanismos de acompanhamento da situação financeira em toda a IECLB.
Também contribuímos com alguns subsídios, na discussão sobre a proposta de correção da Subsistência Ministerial, a ser apresentada no Concílio de 2012. Tem sido gratificante participar de forma mais direta, nas discussões que dizem respeito à IECLB, neste amplo Brasil, com suas muitas diversidades, mas sempre primando pela UNIDADE.

OUTRAS ATIVIDADES E PARTICIPAÇÕES:
• Como Presidente do Conselho Sinodal, tenho recebido convites e convocações, para participar de reuniões e assembleias no âmbito do SNC.
Quando as condições e a agenda permitem, tenho procurado estar presente. Uma presença em especial, foi ter participado como palestrante na Reunião do Pastor Presidente com Pastores Sinodais, no mês de Março/2013, em São Bento do Sul.
O assunto, que não poderia deixar de ser, era falar sobre as Propostas de Trabalho do GT Sustentabilidade.
A instituição das Comissões de Finanças nos Sínodos, bem como a uniformização de informações financeiras, advindas dos Sínodos, Paróquia e Comunidades.
Bons momentos investidos na causa da IECLB.
• Igualmente temos recebido convites para participar de festividades, cultos especiais, inaugurações e outros eventos ainda.
Aqui faço menção aos Vice-Presidentes, Sra. Edeltraud Fleischmann Nering e Sr. Elói Witt, que tem apoiado em muito esta tarefa.
• Temos participado de reuniões em diversas instâncias e instituições, onde o SNC é parceiro ou associado.
• E ainda em outras oportunidades, os demais membros da diretoria, como também os membros do Conselho Sinodal, foram representantes do SNC, junto aos mais diversos eventos.
Agradeço a Deus sempre pela disposição de todos nesta caminhada.
• Quero novamente me desculpar e justificar minha não presença em alguns cultos de instalação ou despedida de Ministros. O fato não se deve a qualquer divergência ou animosidade. Tão somente por motivos particulares e/ou colidência de agenda.

CONCLUSÃO

Neste mesmo tempo, quero ratificar que continuamente estamos experimentando momentos de grande aprendizado, principalmente no que concerne a troca de experiências e conhecimento, sobre pessoas e pensamentos no jeito de viver o “ser Luterano”, mas sempre buscando a convergência de opiniões, compartilhando pensamentos e ações.
Nem sempre conseguimos agradar ambos os lados.
Quando terceiros são chamados para decidir, sempre haverá alguém descontente com os desdobramentos.
Por isto temos solicitados que em casos de desavenças ou conflitos, sejam pessoais ou coletivas, sempre se busque primeiro o consenso interno.
É o mais sensato.
Com esta premissa, pretendemos caminhar para mais um período, sob as bênçãos e proteção de Deus.

AGRADECIMENTOS

Com a mais absoluta certeza que tudo tem sido feito conforme os mandamentos de Deus, na motivação e no ensinamento de Jesus Cristo, quero agradecer a todos com os quais tive a oportunidade de trabalhar neste último ano.
Peço desculpas novamente se algum momento fui rude ou grosseiro.
É o meu jeito de ser.
Me penitencio por isto.
Tenho a mais absoluta convicção de que muitas vezes cometo erros, mas estou sempre buscando melhorar, para corrigir o máximo possível.
Mas como aprendizado, com certeza valeu a pena cada instante.

Quero agradecer especialmente àqueles que estiveram conosco neste tempo: Pastor Sinodal Inácio Lemke; Pastor Vice-Sinodal Renato Creutzberg, até janeiro de 2013; Pastor Vice-Sinodal Marcos Aurélio de Oliveira, a partir de fevereiro de 2013; 1ª Vice-Presidente Edeltraud Fleischmann Nering; 2º Vice-Presidente Elói Witt; Tesoureiro Vander Meier; Vice-Tesoureiro Carlo Kadur; Secretária Suzana Karina Tribess Stricker; Vice-Secretária Renilda Tribess, ao Ademar Gaedke e ao Valdir Speckhann (Representantes do SNC junto ao Conselho da Igreja, nas atividades neste último período), à Diácona Valmi Ione Becker, à Catequista Mariane Noely Bail da Cruz. Também ao Nivaldo Klein, pelo apoio na área de Comunicação e informática. Igualmente a Roselei Stresser, secretária do Sínodo, e à Terezinha Millnitz, responsável pela limpeza, e pela preparação do café, quando das reuniões na sede sinodal.

Também agradecemos aos Ministros dos vários Ministérios, tanto em atividade em CAM, bem como os eméritos; aos membros do Conselho Fiscal, que sempre se dedicaram com afinco, às verificações das finanças sinodais; aos membros da CJDSNC; aos Coordenadores de Departamentos Sinodais; aos representantes do SNC em instâncias da IECLB, as Paróquias e Comunidades que nos recepcionaram nas reuniões do Conselho Sinodal; aos próprios membros do Conselho Sinodal; aos que aceitaram participar das Comissões de Avaliações, a todos enfim, que tem demonstrado grande compreensão, na continuidade neste processo de amadurecimento no cargo de Presidente do Conselho Sinodal do Sínodo Norte Catarinense.

Para minha família, como sempre agradeço que ainda compreenderam minha vontade e determinação em continuar à frente da presidência do Conselho Sinodal, por mais este período.

Enfim, a todos indistintamente, o meu sincero e fraterno muito obrigado.

Que Deus continue nos abençoando a todos.

Elemer Kroeger
Presidente do Conselho Sinodal do Sínodo Norte Catarinense

Jaraguá do Sul, 25 e 26 de maio de 2013.

Acompanhe abaixo, o desenvolvimento dos trabalhos de preparação da 16ª Assembleia Sinodal do SNC.

Leia também:
Mensagem da Assembleia à Comunidade
Porto União vive a Assembleia Sinodal de 2013
Chega o dia da 16ª Assembleia Sinodal Ordinária
Relatório do Pastor Sinodal
Relatório do Conselho Sinodal
Assembleia Sinodal 2013 será em Porto União
Cartaz
Convite do Pastor Sinodal
Convite do Presidente da Assembleia
Convocação
Reunião preparatória para a 16ª Assembleia Sinodal do SNC
 


Autor(a): Elemer Kroeger
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense
Natureza do Texto: Prestação de contas
Perfil do Texto: Relatório
ID: 21027

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Nós não anunciamos a nós mesmos. Nós anunciamos Jesus Cristo como o Senhor.
2Coríntios 4.5
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Senhor, tu és bom e compassivo, abundante em benignidade para com todos os que te invocam.
Salmo 86.5
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br