Missão com Crianças



ID: 2781

A criança dentro de nós

28/06/2010

Quando Deus faz nascer uma criança, ele a entrega a um lar e diz: “Alimentem este ser precioso e me devolvam esta criança bem nutrida”. Depois Deus entrega esta mesma criança à igreja e diz: “Ensinem a ela o meu amor e a minha lei. Tratem-na com ternura, e ela se tornará fonte de bênçãos e não de maldição”. Esta mesma criança Deus entrega à nação, à sociedade e diz: “Sejam bondosos para com ela, pois ela é a maior riqueza e esperança de vocês”.

Certa vez uma senhora, integrante do ministério de visitação de sua comunidade, chegou à casa de uma mãe, de vários filhos, e perguntou: Como a senhora está se saindo na tarefa de criar seus filhos, pois é uma tarefa nada fácil nesses tempos em que vivemos? E a mãe respondeu: Estou me saindo muito bem. Veja: na segunda-feira levo alguns ao grupo de escoteiros; na terça levo outro para aprender música; na quarta alguém tem aula de dança; na quinta outro ainda tem grupo de teatro; na sexta mais outro tem aula de canto; no sábado levo-os ao cinema; e no domingo levo-os, de vez em quando, ao culto das crianças na igreja.

Então a visitadora indagou: Por que durante a semana a senhora leva suas crianças com regularidade às diversas atividades culturais, esportivas e sociais, e no domingo, ao culto das crianças, só de vez em quando? A senhora acha que está fazendo o suficiente pela vida espiritual de seus filhos? E a mãe argumentou: Que idéia mais esquisita! Claro que isso é o suficiente!

Será o suficiente o que nós fazemos pela vida espiritual de nossos filhos? Nada é mais importante na vida de uma criança do que investir no seu desenvolvimento espiritual. Pois do que adianta investir em tantas coisas – todas boas – na vida de seus filhos e negligenciar o principal. Você pode e deve investir em muitas coisas que ajudam seus filhos a se desenvolver sadiamente; mas não esqueça do mais importante, que é investir e ajudar a criança a conhecer e amar a Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor; ajudá-la, acima de tudo, com o seu bom exemplo na caminhada da fé cristã.

A CRIANÇA DENTRO DE NÓS

Quem não receber o reino de Deus como uma criança, de maneira nenhuma entrará nele – diz Jesus Cristo em Marcos 10.15. Como foi a sua infância? Como você se sentiu enquanto criança? Talvez os mais idosos dirão: Ah, no meu tempo a gente tinha que se comportar como pequenos adultos, trabalhar muito e brincar pouco! Outros, talvez, possam falar de uma infância livre, alegre e feliz.

Jesus era fascinado por crianças. Em diversas ocasiões o encontramos rodeado de crianças. O que fascina numa criança? Certamente é a sua espontaneidade, a sua naturalidade, a sua maneira aberta e destemida de olhar nos olhos e acreditar no que estamos dizendo; a sua alegria de experimentar a vida com todos os sentidos, de ser um corpo com milhares de reações; de ainda conhecer a linguagem do sentir, sem dissimulação nem mentira.

Quando Jesus convida, com tanto carinho, que as crianças venham até ele, então, com certeza, isto vale PARA A CRIANÇA QUE ESTÁ DENTRO DE VOCÊ! Esta criança dentro de nós é a coisa mais genuína, fascinante, original, criativa e livre no ser humano.

Mas, quando nos permitimos “deitar e rolar”, brincar e correr, dançar e sentir, certamente vem alguém, muito adulto e certinho dizendo: “Não seja tão criança”. “Olhe a sua idade”. “Comporte-se”. E aí a criança dentro de nós murcha e chora...

Jesus, ao contrário desses “xerifes” da vida, ama as crianças todas, quer tê-las perto de si e, igualmente, deseja curar e afagar a criança ferida dentro de cada um de nós. Na presença de Jesus, esta criança, tantas vezes traumatizada e ferida, pode sarar, brincar, rir, amar e crer! E os limites de amor que Jesus coloca, são os limites amplos da liberdade...

Quem vem a Jesus como estas crianças, experimenta a cura de sua criança interior. E assim curado, poderá, nova e intensamente, compreender também as crianças, ser um auxílio para elas em suas dores e perdas. Perto de mim, perto de você há crianças carentes, desabrigadas e mal-amadas. Dentro de mim e dentro de você há, provavelmente, uma criança sufocada, pisada... querendo viver.

DEIXA A CRIANÇA QUE ESTÁ DENTRO DE VOCÊ chegar a Jesus, não a impeça, não a censure! Jesus quer aceitar e curar nossa criança interior ferida e, através de nossas mãos e corações curados e cheios de vida, levar também a outros pequeninos esta cura, bem concretamente.

Certa vez perguntaram a uma criança: “O que é para ti a morte?” A resposta dela foi: “Ter que deixar de brincar”. Creio que a maioria das pessoas sente prazer e satisfação com uma boa risada, poder cantar um cântico, fazer um passeio, uma brincadeira. A atividade lúdica é uma necessidade tão fundamental da mulher e do homem como comer, descansar, trabalhar, amar e ser amado. O brincar é um estimulante para o nosso desenvolvimento integral. Brincando, nos permitimos ser espontâneos. Na brincadeira vivemos, por um momento, a experiência com todo o nosso corpo.

Pular corda, fazer bolinhas de sabão, brincar de roda, pega-pega, esconde-esconde... SEJAMOS COMO AS CRIANÇAS!

O apóstolo Paulo recomenda aos adultos: Irmãos, não sejais meninos no juízo; na malícia, sim, sede crianças; quanto ao juízo, sede homens amadurecidos (I Coríntios 14.20).

P. Zulmir Ernesto Penno
Pastor da IECLB em Juiz de Fora/MG


Autor(a): Zulmir Penno
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste
Área: Missão / Nível: Missão - Criança
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 7603

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
REDE DE RECURSOS
+
Felizes aqueles que ajudam os pobres, pois o Senhor Deus os ajudará quando estiverem em dificuldade!
Salmo 41.1
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br