Paróquia Martinho Lutero

Sínodo Norte Catarinense



Avenida Governador Celso Ramos , 2657
CEP 89248-000 - Garuva /SC - Brasil
Telefone(s): (47) 3445-2825
ieclbgaruva@hotmail.com
ID: 240

Aviãozinho missionário...

15/08/2021

 


Vou te apresentar o Tomé. Aos 8 anos ele perdeu seus pais num acidente de automóvel. Ele escapou, mas ficou paraplégico. Uma tia solteira o acolheu em seu apartamento. Ela não deixava faltar nada. A comida era boa. As roupas sempre limpas e cheirosas. Porém, havia pouco diálogo. Os dois moravam num pequeno prédio no centro da cidade. Agora, durante a pandemia a situação ficou pior, pois não tinha mais contato com os colegas de escola. Tomé mantinha diálogo apenas um amigo chamado Tiago, o qual continuava a visitá-lo, sendo seu único e melhor amigo. Quase todos os dias Tiago aparecia para bater um papo, mesmo que fosse bem rápido.

Acontece que, certo dia, o amigo apareceu bem afobado com duas notícias: Uma boa, outra nem tanto. Curioso, Tomé optou em receber primeiro a ruim. Tiago disse que o banco onde seu pai trabalhava transferiu-o para outra cidade. Ou seja, a família iria se mudar e as visitas não teriam a mesma frequência, quem sabe só nas férias. Tomé ficou muito triste, pois perderia seu único amigo. Mas, enfim, perguntou então pela boa notícia. O amigo retirou do bolso e entregou-lhe um envelope. Tomé abriu e viu uma nota de R$ 100,00. Quero que você compre um presente que servirá para se recordar da nossa amizade. É difícil! Disse Tomé: Não posso sair do apartamento, por causa da Covid. Tenho comorbidades. Então, como vou comprar algo? Tiago fez uma proposta: Pense naquilo que você mais deseja. Eu compro e te encaminho. Tomé lembrou-se, então, do passado, onde os pais em vida seguiam todos os domingos ao culto. Ele participava do Culto Infantil. Ouvia, com atenção, muitas histórias de Jesus. Agora a tia não gostava da igreja. Também, não lhe contava histórias, sequer tinham Bíblia. Corajosamente, ele disse: Eu quero uma Bíblia, de preferência ilustrada.

Os dois se abraçaram e se despediram. Tiago prometeu providenciar o presente. Naquele mesmo dia, à tarde, alguém bateu à porta. A tia atendeu. Era a moça da livraria com um pacote. A tia encaminhou-a ao sobrinho e afilhado. Ela ficou só espiando. Por fim, também, ficou contente com o presente. Tomé passou a ler a Bíblia com dedicação. Acordava e já pegava na Palavra. Substituiu o diálogo com Tiago por longas orações. Jesus se tornou seu grande amigo. Aliás, é bom sempre lembrar que Jesus não deixava ninguém na solidão. Apesar das dificuldades, ele era um menino feliz, pois havia encontrado o maior amigo: JESUS.

Certo dia, Tomé descobriu que Jesus tinha muitos discípulos, aos quais deu uma missão. Eles deveriam falar sobre seu nome. Tomé sentiu uma enorme necessidade de testemunhar aos outros sobre Jesus. Assim, toda vez que a tia aparecia, ele lhe contava uma história ou uma descoberta do Evangelho. Assim a intimidade e o diálogo entre os dois foi crescendo mais e mais. Todavia, Tomé queria mais. Outros precisavam ouvir a respeito do grande amigo. Certa noite, antes de dormir, em oração, pediu a Deus a oportunidade de falar mais sobre o Salvador. Na manhã seguinte, quando acordou, de imediato viu no armário, em frente à sua cama, um monte de cadernos velhos. A partir daquele momento, todos os dias, pela manhã e à tarde, ele escrevia um versículo bíblico que lhe chamava a atenção em especial numa folha de caderno. Em seguida, fazia um avião, atirando-o pela janela na esperança de alguém o ajuntasse e lesse a mensagem. Assim, de sua maneira, Tomé estava evangelizando.

Certa manhã, perto do meio dia, alguém bateu à porta. A tia atendeu. Tomé escutava tudo de seu quarto. Era alguém de voz rouca, que perguntava sobre um “aviãozinho” que atingiu a sua cabeça. Continuou: Eu vi que o avião veio aqui de cima. Eu quero falar imediatamente com quem o jogou. O menino se encolheu na cama, pois sabia que receberia uma correção. A tia acompanhou o moço. Tomé escutava os passos e se encolhia debaixo do cobertor. Ele entrou e pediu licença para sentar ao seu lado da cama, dizendo à tia que queria uma conversar em particular com o menino. Ela respeitou. Tomé estava ali de olhos arregalados.

O homem se apresentou: Eu sou Alberto. Vou te contar uma breve história. Você quer ouvir? Tomé assentiu. Ele continuou: Dias atrás passei por uma tragédia. Meu único filho foi atropelado por um motorista bêbado. Ele morreu. De imediato, Tomé lembrou-se de seus pais. O moço continuou: Hoje estava por aí. Não sabia bem para onde ir. De tanta dor no coração, até pensei em tirar a minha vida. Mas, de repente, esse avião veio e bateu na minha cabeça. Peguei, abri e li “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu único Filho, para todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” (João 3.16). Comecei a chorar, pois lembrei que Deus também tinha só um filho. Ele morreu sendo inocente. Ele morreu para nos trazer a vida. Somente agora entendi o meu menino está ao lado de Jesus. Sei que ele está bem cuidado. O seu “aviãozinho” de papel e a palavra me trouxeram grande conforto. Por isso, vim aqui e faço questão de lhe agradecer. Eu quero ser teu amigo.

Daquele dia em diante, todos os domingos, Alberto vinha de carro buscar Tomé e a tia para levá-los à igreja. Muitas vezes iam até a praça da cidade para passear. Quando cansavam paravam e faziam um estoque de aviões para Tomé jogar pela janela com seus versículos preferidos.

Ouça o arquivo anexado...
 

baixar
ARQUIVOS PARA DOWNLOAD
Vou Testemunhar - Sonete.mp3


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 3 / Versículo Inicial: 16
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 63979

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quem quiser ser cristão, que aprenda a abrir mão de toda preocupação e de todo pensamento angustioso e coloque-os nas costas de Deus, pois Ele tem ombros fortes e é bem capaz de carregá-los.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Se cada um servisse a seu próximo, o mundo inteiro estaria repleto de culto a Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br