Luteranos em Contexto



ID: 2650

Martin Dreher palestra em Indaial (SC) no encerramento do 2º. Simpósio Internacional de Lutero

10/09/2013

P9100002
P9100004
P9100007
P9100008
P9100010
P9100011
P9100013
P9100014
P9100017
P9100019
P9100020
P9100021
P9100022
1 | 1
Ampliar

Na noite desta terça-feira (10), um dos nomes mais renomados quando o assunto é história da Igreja, Dr. Martin Norberto Dreher, pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e professor da Universidade do Rio dos Sinos, em São Leopoldo (RS), esteve na Paróquia de Indaial (SC). Ele conduziu a palestra “Perguntas de Lutero ao mundo ‘evangélico’ do século XXI”.

Dr. Martin apresentou um panorama do desenvolvimento das religiões ao longo dos séculos. Falou que no início a fé era algo sobrenatural; as pessoas acreditavam que o bem e o mal estavam ligados aos mitos e às crenças. Muito tempo depois a religião fundiu-se ao estado e ele passou a comandar a vida das pessoas. A fé era imposta por reis, imperadores ou governantes.

“O conceito de comunidade só vai começar a existir nos últimos 500 anos. As pessoas vão se identificar com uma igreja. Uma revolução começa a mudar toda a história da Igreja. A religião se separa do estado e a sociedade passa a ser formada por crentes e descrentes. As pessoas tem acesso à Bíblia. Os padres questionam o poder centralizado da Igreja Católica”.

Há menos de 50 anos, o conceito religioso passa mais uma vez por uma profunda transformação. Hoje, o mercado é quem manda e desmanda. “Esta é a era pós-moderna , do consumismo, do ultrarrealismo. As pessoas compram a fé. Vão nas igrejas pentecostais e neopentecostais e compram algum produto religioso. Uma teologia da glória, de falsas promessas e de enganação. Não mais é por graça e fé, mas sim, a partir de uma ótica de um Deus que só abençoa, caso receba pago. Que Deus é este?”, questionou.

A Igreja, segundo Lutero, é um espaço de pessoas justas e pecadoras. Pessoas que, a partir do Batismo, foram justificadas pela graça e pela fé, e passam a fazer parte do corpo de Cristo. “Este é o espírito dos ensinamentos de Lutero. Viver em comunidade, com pessoas que testemunham a fé, que se deixam conduzir pela mão de Deus e que lutam por um mundo mais justo é o que Lutero pregou. Deus nunca vai vender sua bênção. Deus nunca vai vender sua misericórdia. Ele ama seus filhos. A comunidade é um espaço de comunhão de pessoas agraciadas e solidárias”.

O evento foi promovido pelo Sínodo Vale do Itajaí e pela Faculdade Luterana de Teologia e encerrou o 2o Simpósio Internacional de Lutero, que teve como tema central ‘Reforma e Igreja’. Ministros e leigos estiveram reunidos no Centro de Eventos Rodeio 12, em Rodeio (SC), nos dias 9 e 10 de setembro e participaram de painéis e debates sobre o legado do reformador Martin Lutero.


 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O Espírito Santo permanece com a santa congregação, ou cristandade, até o dia derradeiro. Por ela, nos busca e dela se serve para ensinar e pregar a Palavra, mediante a qual realiza e aumenta a santificação, para que, diariamente, cresça e se fortaleça na fé e em seus frutos, que ele produz.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Devemos orar com tanto vigor como se tudo dependesse de Deus e trabalhar com tanta dedicação como se tudo dependesse de nosso esforço.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br