Vida Celebrativa - Ano Eclesiástico


ID: 2654

Mateus 22.1-14 - 19º Domingo Após Pentecostes - 11/10/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

11/10/2020

11/10/2020 – 19º Domingo após Pentecostes
Pregação: Mt 22.1-14; Leituras: Is 25.1-9; Fp 4.1-9
Estagiária Mirian Bartz – Paróquia do Araguaia - GO


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Com alegria e gratidão saúdo a cada um e a cada uma que participa deste culto. Como é bom podermos nos reunir enquanto comunidade cristã, partilhar nossos prazeres e nossos pesares, louvar a Deus e orar em conjunto. A palavra bíblica que quer nos acompanhar durante essa semana vem de Isaías 25.9: “Naquele dia, todos dirão: Ele é o nosso Deus. Nós pusemos a nossa esperança nele, e ele nos salvou.”

Somos uma igreja aberta e ficamos felizes quando pessoas nos visitam. Convido quem está nos visitando que se apresente... E quem está perto dê um abraço ou aperto de mão de Boas-vindas... Sintam-se bem em nosso meio.

CANTO DE ENTRADA
Nº 7 - Livro de Canto da IECLB – Bom é estarmos unidos

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Lembramos que nos reunimos em nome do Trino Deus e invocamos a sua presença cantando Nós estamos hoje aqui.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 17 – Livro de Canto da IECLB – Nós estamos hoje aqui

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Em comunidade também é necessário reconhecer que falhamos. Pedir perdão diante de Deus e ao sairmos daqui agir em compromisso com a graça recebida. Por isso, entreguemos a Deus nossos pecados.
Ó Deus de infinita bondade e misericórdia, estamos diante de ti para pedir perdão. Perdão porque muitas vezes assumimos ser parte da tua igreja, mas não agimos em conformidade com a Tua Palavra, com os ensinamentos de teu Filho Jesus Cristo. São tantos motivos que nos desviam do caminho que leva ao teu Reino. Perdão por darmos prioridade às nossas vontades, ao invés de confiar em ti e seguir aquilo que é da tua vontade. Perdão pelas vezes que nossas palavras, pensamentos e ações estão voltadas para prejudicar as outras pessoas e a tua criação, ao invés de nos ocuparmos com aquilo que é verdadeiro, respeitável, justo e amável. Tem misericórdia de nós, é o que te pedimos, de coração aberto e sincero, em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda a maldade.” (1 Jo 1.8-9)

KYRIE
Se olhamos a nossa volta, se prestamos atenção nos noticiários, se temos contato com pessoas de outros lugares, não é difícil perceber que o mundo sofre. Que a natureza sofre. Que pessoas sofrem. (Acrescentar situações atuais.) Por isso clamemos cantando.
Nº 64 – Livro de Canto da IECLB – Senhor, tem piedade de nós

GLÓRIA IN EXCELSIS
Apesar do sofrimento pelo qual clamamos, sempre temos motivos de gratidão e louvor. Por esses motivos glorifiquemos cantando.
Nº 66 – Livro de Canto da IECLB – Glória a Deus

ORAÇÃO DO DIA
Para ouvir e receber a Palavra de Deus é bom que estejamos de coração aberto. Oremos, para que o Espírito de Deus nos ilumine.
Ternura Divina, que és tu nosso Deus. Agradecemos por tudo que já vivenciamos neste culto, por aquilo que trouxemos e aquilo que vamos levar. Pedimos que através do teu Santo Espírito abra nossas mentes e corações, para ouvirmos e recebermos aquilo que tu tens a nos falar. Usa-nos como instrumentos para a proclamação e testemunho do teu Evangelho. Por Jesus Cristo, nosso irmão, é que oramos. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 25.1-9

Aclamação do Evangelho: Aclamemos o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo cantando.
Nº 188 – Livro de Canto IECLB - Ale, ale, aleluia

2ª Leitura Bíblica: Mateus 22.1-14

3ª Leitura Bíblica: Filipenses 4.1-9

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 152 – Livro de Canto da IECLB – Pela Palavra de Deus

PREGAÇÃO
Quais convites você têm recebido? E o que você tem feito em relação a esses convites?
Em Mateus 22.1-14, Jesus conta uma parábola que fala de um convite de casamento.
Os convidados aguardados para a importante festa foram convidados com antecedência e, depois, foram notificados quando a festa estava pronta, mas esses convidados recusaram o convite de forma persistente. O rei não só repete graciosamente seu convite, como também descreve a grandiosidade da festa a fim de incentivar o comparecimento. Porém os convidados não comparecem por motivos mundanos e egoístas. Eles insultam o rei, cujo convite é uma honra e uma ordem.
Esta parábola apresenta o auge das acusações que Jesus tem a levantar contra os mais importantes líderes de seu povo. Através dela Jesus faz uma acusação muito grave de que os líderes do povo estão recusando o convite de Deus. E, assim, também negando a obediência a Ele. Que a atitude que tiveram em relação ao convite levou ao assassinato dos que Deus enviou para comunicar o Seu chamado. A rejeição do chamado de Deus, comunicado por meio de Jesus, não levou a uma neutralidade qualquer, mas sim à luta contra Deus.
O ponto central da parábola está no convite que o rei faz aos hóspedes que ele já havia convidado. Jesus está por trás da parábola. É por meio dele que é emitido o último chamado decisivo a seu povo.

Portanto, considerando que o foco da parábola é convite como ilustração para o chamado de Deus manifesto por meio de Jesus, as demais figuras que aparecem na parábola estão a serviço do convite. Registro aqui algumas dessas figuras: o rei como Deus, o banquete como reino de Deus, os empregados como enviados de Deus: profetas, apóstolos, mensageiros e mensageiras de hoje. Deus é o rei eterno e seu reino é o banquete de alegria, onde todas as lágrimas estarão enxugadas. Profetas, apóstolos, mensageiros e mensageiras de hoje são seus empregados, que apenas cumprem a vontade dele.
Já a parte final da parábola traz uma nova perspectiva. Até então a parábola está se dirigindo com advertência e até ameaça ao povo de Israel, apresentando-lhe a seriedade da decisão que tinha de tomar diante de Jesus. Agora o final se volta àquelas pessoas que receberam o convite depois que os primeiros convidados o rejeitaram. Estes últimos, na parábola, eram estrangeiros que receberam o convite quase por acaso, pelo menos sem qualquer mérito.
Com essa parte final, Jesus se dirige à comunidade dos que crêem nele. Da mesma forma como na parábola do joio no meio do trigo (13.24ss), Jesus está dizendo que pertencer à comunidade ainda não é a decisão de tudo, que também essa comunidade pode ter elementos impuros. Portanto, pertencer à comunidade não constitui uma garantia total e jamais pode ser uma almofada de repouso sobre a qual nossa fé pode descansar, pois a última decisão será tomada somente sob o olhar de Deus.
O fato de uma pessoa não estar vestida de maneira adequada na festa é uma advertência. Alerta a comunidade que o chamado que ela recebeu lhe impõe a responsabilidade de viver de acordo com essa vocação. Ou seja, receber o convite e fazer parte da comunidade que recebeu este convite de Deus, por meio de Cristo, implica que o nosso viver, o nosso agir, esteja em conformidade, em todos os lugares e momentos. De nada adianta aceitarmos o convite de Deus e continuarmos com as nossas maneiras próprias de viver. Desde muito cedo, na vida, recebemos convites e somos orientados e orientadas sobre como devemos reagir a eles. A partir de certa idade também começamos a orientar outras pessoas sobre tais atitudes e decisões. Penso que a parte final da parábola nos auxilia nesses desafios. Mostrando que ao recebermos a mensagem de Cristo, devemos nos revestir de seus ensinamentos e agir, tomar nossas decisões, com base neles. Para que sejamos coerentes com aquilo que recebemos em amor e graça. Tornando ativo o compromisso que assumimos ao fazer parte da comunidade cristã através do batismo.
Jesus fala que o homem, apesar de convidado, não se preparou de forma aceitável para a festa. Assim, embora o convite seja muito abrangente, não resulta que todos que responderam positivamente a ele permaneçam, de fato, para o banquete. Por isso, nos preparemos de acordo com a resposta que demos a esse convite tão importante recebido de Cristo Jesus.
Assim como seu Santo Espírito esteve presente com o povo ao longo da história, Ele também está conosco, nos acompanhando e orientando, se assim permitirmos. Para que possamos responder da maneira mais adequada ao convite de Deus. Amém.

CONFISSÃO DE FÉ
Após ouvir a pregação da Palavra de Deus, convido vocês para confessarmos a nossa fé no Trino Deus, com as palavras do Credo Apostólico:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 472 - Hinário – Graças, Senhor, eu rendo muitas
ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________


Deus, tu que, como um pai e uma mãe amorosos, nos acolhes como teus filhos e tuas filhas, ouve nossas preces quando agora nos colocamos diante de ti em oração.
Agradecemos por vires a nós também através da Palavra, que é orientação para nossa vida. Que é conforto nas aflições, esperança no desânimo, motivação e impulso quando estamos parando. Gratidão por permitires que façamos parte da história do teu povo. Intercedemos, Deus de amor, pelas pessoas enfermas, hospitalizadas e por aquelas que necessitam de cuidados especiais. Que através de ações concretas possamos levar o teu cuidado para essas pessoas. Intercedemos pelas famílias enlutadas, que perderam pessoas queridas por motivos diversos. Seja tu o consolo delas, por meio da fé em Cristo Jesus. Também intercedemos pela tua Igreja, que está presente em tantos lugares em nosso país, que leve a tua Palavra através de comunidades da IECLB. Concede-nos clareza sobre o trabalho que fazemos e comprometimento com o teu Reino. Intercedemos pelo nosso país, por todas as pessoas que exercem funções governamentais, seja em nível nacional, estadual ou municipal. Pedimos que teu Santo Espírito esteja com essas pessoas, para que façam aquilo que é justo e exerçam suas funções com responsabilidade, visando o benefício de todo o povo. Deus criador, intercedemos por tua criação, a natureza com suas belezas e riquezas, fonte de tantos alimentos e matéria-prima. Que nós, seres humanos, façamos bom uso dela, para que as futuras gerações também possam desfrutá-la com alegria. Tudo mais que trazemos em nossas mentes e corações entregamos a ti, quando em conjunto oramos, como Cristo nos ensinou:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Recebam a bênção de Deus.
O Senhor de abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém.

ENVIO
Que o sopro do Espírito nos dê criatividade e nos comprometa a servir ao Senhor com alegria, em todos os dias. Amém.

CANTO FINAL
Nº 639 – Livro de Canto da IECLB – Desperta em nós o teu chamado


Autor(a): Estagiária Mirian Bartz
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 19º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 22 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 14
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 58419

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O verdadeiro arrependimento inicia com amor à justiça e a Deus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas.
2Coríntios 2.14
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br