Por Jesus...

Senhas diárias

27/06/2020

SENHAS DIÁRIAS - 27.06.2020
Algumas marcas da ação de Deus permaneceram na memória do povo e depois foram redigidas nos escritos sagrados. Entre elas temos o chamado de Deus para Abraão e a consequente formação do povo e depois a libertação do Egito, a qual permaneceu como referência maior para o povo. Este ato, bem como a condução para a terra prometida tornou-se o ato maior e símbolo do cuidado e da escolha de Israel para ser povo de Javé, o Senhor. O salmista usa estes fatos como referência para sua súplica e para procurar mover o coração de Deus em favor do povo mais uma vez. Assim como Deus agiu com poder e misericórdia no passado, ele pede para que haja agora também. Seu clamor é para que Deus não esqueça de tudo o que já fez por Israel e permaneça como Senhor e Deus de seu povo. É assim que oramos também, procurando fazer Deus lembrar de seu amor incomparável em jesus Cristo quando pedimos ou intercedemos por algo. Nós sempre lembramos Jesus Cristo no final de nossas orações por dois motivos: Um é a ordem do próprio Jesus de pedirmos em seu nome. Outro é para lembramos Deus de tudo o que Ele já fez através de Cristo Jesus e de quanto valemos diante dele. E podemos confiar, pois Ele sabe muito bem tudo o que já aconteceu e que sua marca sempre foi Graça e misericórdia infinitas.
Paulo exorta a que os coríntios percebam o quanto Jesus já fez por nós e que podemos confiar, sem qualquer mínima sombra de dúvida, de que seu amor é infinito. Ele nos deu sua condição de Filho de Deus, e nos tornou também filhas e filhos de Deus, e assim somos o que de mais precioso existe aos olhos do Senhor. Nós recebemos sua vida e Ele tomou sobre si nosso pecado e nossa morte. A riqueza de Jesus, a qual nos foi dada, é a riqueza da salvação e esta nos coloca na presença de Deus, o Pai. Cristo, ao vir à terra, se fez pobre para viver com os pobres, literalmente, e assim assumir as dores do mundo, inclusive e especialmente dos mais pobres. Ao fazer isso, Ele repassou para nós sua riqueza divina nos tornando parte da vida de Deus. Isso também faz parte do grande amor de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, o qual viveu para nos transportar para seu Reino de luz, amor, paz e bem. Vivamos segundo o amor de Deus e auxiliando para que os pobres se tornem ricos em salvação e qualidade de vida.


Autor(a): P. Luiz Carlos
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste / Paróquia: Rio Claro (SP)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 57439
REDE DE RECURSOS
+
O meu Deus é a minha força.
Isaias 49.5
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br