Não há diferença...

Senhas diárias

21/10/2021

SENHAS DIÁRIAS - 21.10.2021
Rute 1.16 – Rute disse: Não me proíba de ir com a senhora, nem me peça para abandoná-la! Onde a senhora for, eu irei; e onde morar, eu também morarei. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus.
Gálatas 3.28 – Não existe diferença entre judeus e não judeus, entre escravos e pessoas livres, entre homens e mulheres: todos vocês são um só por estarem unidos com Cristo Jesus.
A tragédia havia se abatido sobre a vida a família de uma hora para outra. Noemi, mãe e sogra, havia perdido seu esposo e seus dois filhos. Por seu lado, as duas noras haviam perdido seus esposos. Num piscar de olhos as três mulheres se acharam sozinhas para enfrentar a vida. O que fazer? Não havia pensão do INSS, não havia Bolsa Família, não havia qualquer outro fundo para manter aquelas três mulheres. Noemi, Rute e Órfa se acharam numa situação muito ruim. Não tendo condições nem de manter a si própria, Noemi decidiu liberar suas noras para que voltassem à terra de seus pais e buscassem ajuda neles e ela própria voltaria para a terra de sua família. Em princípio, esta era a melhor solução para elas. Não sabemos como Noemi era como pessoa. Talvez fosse uma pessoa boa de conviver ou talvez não. Órfa aceita a decisão e volta para a terra de seus pais. Rute não tem a mesma atitude e, numa decisão que aponta para o amor à Noemi e uma mostra de que se sentia bem ao lado dela, decidi acompanhar a sogra onde ela for. Suas palavras são lindas, decisivas e marcantes e muitas vezes usadas para reflexão e motivação em bênçãos matrimoniais: Onde tu fores, eu irei; onde tu morares, eu morarei. O teu povo será o meu povo e o teu Deus o meu Deus também. É uma palavra de cumplicidade, de parceria e, especialmente, mostra que um sentimento benéfico, de amor, de carinho, estava por trás delas. Para Rute não importava o jeito de ser do povo de Noemi. Importava, isso sim, jeito de ser da sogra. Ela era o referencial para que a nora a acompanhasse onde fosse. As pessoas marcam na vida umas das outras e ajudam a que se tome decisões e se aceite muitas situações por amor.
Paulo diz aos gálatas que o ponto de referência e de união entre as pessoas é Cristo Jesus. Ele venceu tudo o que precisava vencer para que a fraternidade se espalhasse sobre a terra, para que a tolerância e a união se tornassem os maiores objetivos a serem buscados entre todas as pessoas. Ele diz que a raça, a condição social, o sexo ou outras diferenças não são mais referenciais e razões para que exista discriminação ou hegemonia de umas pessoas sobre as outras. Em Cristo não há privilégios de uns sobre os outros. Há, isso sim, uma disposição para o servir, para o cuidado, para o amor em forma de atitudes bem concretas de carinho e alívio para quem está em dificuldades. Não há diferenças entre irmãs e irmãos, entre as pessoas, pois Cristo Jesus é tudo em todos. Quem mantém diferenças e privilégios, quem mantém discriminações e preconceitos, mesmo que fale em ter a Cristo como Senhor e Deus, está mostrando que Jesus não faz diferença em sua vida. A afirmação é algo da boca para fora. O coração não é um lugar de paz e bem. Não existe diferença entre judeus e não judeus, entre escravos e pessoas livres, entre homens e mulheres: todos são um só por estarem unidos com Cristo Jesus. Façamos assim. P. Luiz Carlos 


Autor(a): P. Luiz Carlos
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste / Paróquia: Rio Claro (SP)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 64908
REDE DE RECURSOS
+
Cada qual deve se tornar para o outro como que um Cristo, para que sejamos Cristos um para o outro e o próprio Cristo esteja em todos, isto é, para que sejamos verdadeiros cristãos.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br