Lamentações 3.1-9,19-24 - Sábado da Paixão - 30/03/2024

17/02/2024

30/03/2024 – SÁBADO DA PAIXÃO

Prédica: Lm 3.1-9,19-24; Leituras: * 1 Pedro 4.1-8; João 19.38-42

A cor litúrgica é violeta ou preta
P. Teobaldo Witter – Cuiabá – MT

LITURGIA DE ABERTURA
ACOLHIDA
Gratidão pela sua disposição em visitar-nos neste lugar de comunhão com Deus e entre nós. É um
grande e profundo momento de vida e fé. Aqui Deus se encontra conosco, vai falar e vai servir. Sejam
bem-vindos.
Acolhemos nominalmente (identificar visitantes)
Hoje é o sábado do silêncio. Silêncio para criar consciência de nossos atos e fatos. O tema do culto
nesse sábado da paixão é a compaixão de Deus. “O Senhor se levanta, para se compadecer de vocês”,
Is 30.18. A compaixão expressa a vontade de ajudar alguém a superar os seus problemas, consolando
e dando suporte. Ser solidário, acolher alguém com dor, fome, abandonado, sofrimentos, errantes ou,
então, perdoar e reconciliar são exemplos de ações da compaixão. Por compaixão, Deus se encarnou
em seu filho, viveu, ensinou e permitiu a crucificação. Seu sofrimento é vicário, isto é, em favor de
outros e outras. Ou seja, em nosso favor. Que maravilha.
CANTO DE ENTRADA
HINO: LCI, Nº 006 – Aqui você tem lugar
SAUDAÇÃO TRINITÁRIA
Iniciamos em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Nosso socorro, nosso vigor, nossa
esperança, nossa fé, nosso amor vêm de Deus que criou a terra e o ceu. Amém.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo
fosse salvo por ele (João 3.17).
CANTOS DE INVOCAÇÃO
HINO: LCI, Nº 003 –Deus Trino
CONFISSÃO DE PECADOS
Deus. Sabemos que falhamos em nossa maneira de viver e de nos relacionarmos entre nos, contigo e
com a natureza. Falhamos em ações, palavras, pensamentos e omissões. Somos teus filhos e tuas
filhas infiéis. Clamamos por justiça no mundo em que vivemos, pedimos pela tua justiça, mas, em
vários momentos nós temos práticas injustas em relação ao nosso próximo e tua criação. Perdoa-nos,
quando não zelamos pela maravilhosa criação que Tu deixaste a nós para que a cuidássemos. Nossa
infidelidade te ofende, ofenda nosso próximo e ofende a natureza. Se olharmos para nos mesmos,
então, estamos sem saída. Ensina-nos a honramos Jesus Cristo que por nós sofreu e ressuscitou. Ouve,

2

ó Deus, a nossa confissão, e te pedimos, perdoa-nos e nos ajude a melhoramos nossa de vida de fé e
ações. Tem piedade de nós, Deus. Em nome do Teu Filho Jesus Cristo nós suplicamos. Amém.
ANÚNCIO DO PERDÃO
Todos somos fracos desde o nascimento, a nossa vida é curta e muito agitada (Jo 14.1). Em meio à
nossa fragilidade percebemos que somos dependentes de Deus. Diante do sincero arrependimento dos
pecados, experimentamos o perdão de Deus. Às pessoas que se arrependeram e confessaram seus
pecados, Deus anuncia perdão. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Pode seguir em paz,
porque assim como você cre, assim será. Amém.
KYRIE
Arimatéia e Nicodemos tomaram, pois, o corpo de Jesus e o envolveram nos lençóis em que
espalharam a mistura de óleo e mirra que trouxeram consigo, como os judeus costumam fazer, na
preparação para o sepulcro.
E havia um horto naquele lugar onde Jesus fora crucificado, e no horto um sepulcro novo, em que
ainda ninguém havia sido posto. Ali, pois, sepultaram a Jesus (João 19.40-42).
Fazer um minuto de silêncio, por compaixão humana.
GLORIFICAÇÃO
Deus é Deus da compaixão, do amor, da misericórdia. Ele não condena, mas salva. “Porque Deus
enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo
por ele. Quem crê nele não é condenado, João 3.17-18a

ORAÇÃO DO DIA
Agora de forma especial ocupamos nossos pensamentos, nossa razão, nossos conhecimentos e nossa
sensibilidade no ouvir a tua Palavra. Gratidão, Deus, por estar conosco neste lugar. Fala ao nosso
coração, também hoje. Que nada atrapalhe as leituras da tua palavra e a pregação. Providencia para
nós mente aberta e nosso coração sensível. Derrama teu Santo Espírito, e age em nós e através de
nosso ouvir e meditar da tua Santa Palavra. Em nome de Jesus, que contigo e com o Espirito Santo
vive e governa hoje e sempre. Amém.
LITURGIA DA PALAVRA
HINO: LCI, Nº 155 -Deus é meu amparo
LEITURAS BÍBLICAS
Leitura de 1 Pedro 4.1-8
Leitura de João 19.38-42
Prédica: Lamentações 3.1-9,19-24
HINO: LCI, Nº 160- como tu queres

3

Deus, a tua Palavra é uma ponte onde o amor vai e vem. Tua Palavra é lâmpada para nossos pés e luz
para nossos caminhos. Permita que a possamos entender, pregar e viver. Amém.

Lembro-me da minha tristeza e da minha solidão, das amarguras e dos sofrimentos. Penso sempre
nisso e fico abatido, (Lm 3.19-20). Situação humana que Jesus encontra e assume. Lucas escreve:
“Entrando em agonia, Jesus orava com mais insistência. Seu suor tornou-se como gotas de sangue que
caíam no chão (Lc 22, 44).
Amada comunidade:
Sábado da Paixão na vida da comunidade, que sentido tem? O sábado é como qualquer outro dia. Se
algum dia for santo, então todos são santos, pois, todos os dias foram criados por Deus. Na
comunidade primitiva, o sábado da paixão tinha sentido. Era um dia importante de encontro da
comunidade de forma especial, quando se ora, jejua, fala e reflete sobre causas das mortes e dos
sofrimentos. Por que Jesus foi preso, torturado e morto? O que machuca e fere as vidas humanas e da
natureza hoje?
Tem gente que gostaria de pular de quarta-feira para domingo de manhã, ignorando os acontecimentos
de quinta, sexta e sábado. Não é possível. Antes da ressurreição, Jesus tem a travessia do horror,
provocado por nós, os humanos, expressos nestes três dias da compaixão.
Hoje é sábado do silêncio. Dia de orar, estudar a palavra, jejuar e pensar. Passaram os dias da prisão,
acusação, condenação, tortura, crucificação, morte e sepultamento de Jesus Cristo. E agora? Sábado
do silêncio.
Estamos em ressaca, O cenário estava movimentado e prenhe de personagens. Todos se
posicionaram. O povo com os gritos de crucifica-o. Os discípulos saindo de fininho para não serem
vistos. O galo que cantou. A mulher que perguntou: tu, também, és deles? A negação dos discípulos.
Os dois crucificados ao lado de Jesus. O centurião romano com seu testemunho. O pessoal da corte
condenatória. Pilatos deu a última palavra. As mulheres olhando de longe. José de Arimateia
providenciando o sepultamento de Jesus. Quem me representa nestes cenários? Quem sou eu nesta
história.
O quadro de Aleijadinho, em Ouro Preto: No quadro da crucificação de Jesus, o artista brasileiro
Aleijadinho retrata o cenário da crucificação em detalhes. E as pessoas carregam os pregos que
cravam no corpo de Jesus. E ninguém fica fora: até mesmo uma criancinha traz um enorme prego e o
dá para sua mãe pregar em Jesus. É, parece que o Aleijadinho entendeu que aquele povo no cenário da
crucificação somos nós. Hoje, estamos sendo convidados para pensarmos sobre os pregos que nós
pregamos no corpo de Jesus. Quem bem nos representa no cenário da crucificação é Barrabás (Marcos
15.1-15). Ele mereceu a morte, como nós, mas foi liberado, porque Jesus foi crucificado. E Jesus
“levou os nossos pecados no seu corpo sobre a cruz, (1 Pedro 2.24a). Quem te representa, quem me
representa no cenário da crucificação de Jesus?
Mas a esperança volta quando penso no seguinte: O amor do SENHOR Deus não se acaba, e a sua
bondade não tem fim. Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs; e como é grande a
fidelidade do SENHOR! Deus é tudo o que tenho; por isso, confio nele, Lm 3.21-24)
Além da reflexão e oração, as comunidades agiam. Promoviam reconciliações, jejuavam para cuidar
da fome do outro e da outra, davam abrigo para forasteiros e migrantes. Este é o Sábado do silêncio,
nas primeiras comunidades cristãs. Em silêncio para repensar a vida; para transformar crendice em fé;
indiferença em solidariedade; vingança em perdão; solidão em comunhão; morte em vida.

4

No Domingo de Páscoa, as comunidades se reuniam ao nascer do sol, em diversos locais comuns,
para cantar, ler as escrituras, estudá-las e orar. Os locais eram nas casas, na praça, nos cemitérios. Ali
comemoravam o fato da Ressurreição do Senhor e a esperança da nossa ressurreição. Lembrando:
foram as comunidades cristãs que iniciaram a prática de sepultar os mortos, como nós o fazemos hoje.
Sempre em amor ao outro, em vista da fé e esperança da ressurreição.
O amor de Deus é sem fim. Sua fidelidade é para sempre. Ela não muda. Em Deus confio. Amém.
CONFISSÃO DE FÉ
Depois de ouvirmos a palavra de Deus e a sua mensagem para nós, convido-os para confessarmos a
nossa fé no Deus único, poderoso e amoroso, e fazemos isso com as palavras do Credo Apostólico...
Creio em Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito,
nosso Senhor, o qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder
de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu ao mundo dos mortos, ressuscitou no
terceiro dia, subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso, de onde virá para julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na santa Igreja cristã, a comunhão dos santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém.
CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
HINO: LCI, Nº170- Meu irmão, tu precisas falar
ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
Oremos:
Gratidão, querido Deus, porque tu nos amas. Gratidão, porque não nos impões sacrifício e
sofrimentos. Gratidão, porque tu nos libertas. Deus, agradecemos por este culto e pela palavra
lançada em nossos corações. Que possamos reconhecer os nossos pecados e crer na pessoa e obra de
Jesus em nosso favor. Que Jesus também seja o amor de nossas vidas. Agradecemos pelos
aniversariantes. Sabemos que a vida é dádiva das tuas mãos. Que o Senhor conceda saúde e renove a
fé e a esperança em suas vidas. Queremos interceder pelas pessoas que precisam de cuidados
especiais...
(Pode-se mencionar os pedidos anotados acima).
Intercedemos por todas as pessoas que tem autoridade legitima em nosso país: família, comunidade,
bairro, município, estado, país. Dá a cada um a sabedoria e discernimento no exercício de seu ofício.
Senhor, abençoa todas as atividades de nossa comunidade e paróquia, do sínodo, da IECLB, da tua
Igreja no mundo. Conduze-nos em nossa vida. Assim pedimos e agradecemos em nome de Jesus
Cristo, nosso Senhor e Salvador. E tudo o mais queremos incluir na oração que Jesus Cristo nos
ensinou a orar:
PAI NOSSO
Pai nosso ...
BÊNÇÃO
Que Deus os abençoe e guarde. Que Ele os cuide em todos os seus caminhos, por onde andarem. Que
Ele os guarde dos caminhos do mal, das trevas e da morte. Que Deus os proteja de todos os danos e
perigos. Que Ele os conduza no caminho do bem, caminho da vida digna. Em nome de Deus Pai,
Filho e Espírito Santo. Amém.

5

ENVIO
Agora, vamos em paz. Caminhamos nos caminhos da paz, na graça do Espírito Santo de Deus, cientes
do nosso compromisso cristão de ensinar e viver por fé, na graça de Deus, na perspectiva do Reino de
Deus que, em Jesus Cristo. Enquanto caminhamos, vamos dizer ao mundo todo que o Deus é bom,
justo e, através do perdão, mediante confissão, faz acontecer vida e salvação. Amém.
CANTO FINAL
HINO: LCI, Nº 289- Benção da Irlanda


Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 72329
REDE DE RECURSOS
+
É a fé que nos comunica a graça justificadora. Nada nos une a Deus, senão a fé: e nada dele nos pode separar, senão a falta de fé.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br