Assembléia Sinodal Noroeste Riograndense

Temos fome, temos muita fome física, espiritual, mental... Nestes tempos modernos, temos inclusive, muitas fomes diferentes. Isto pode ser bom, desde que nossas fomes sejam direcionadas por Deus.

Na oração do Pai Nosso,  Jesus nos ensina a orar “O pão nosso de cada dia nos dá hoje”. Nossa fome precisa levar em conta este coletivo, “o pão nosso”.

Buscamos por demais o pão meu, a segurança minha, a vida minha...

Por outro lado, a nossa fome precisa levar em conta que é preciso saber colocar a vida nas mãos de Deus. Temos muita fome de segurança e buscamos saciá-la em meras questões materiais. Por segurança material deixamos de lado a confiança na proteção de Deus, nos preocupando com nosso futuro, não conseguimos confiar em Deus a cada novo dia.

Nesta Assembleia, recebemos mais uma vez o desafio de sermos instrumentos de transformação neste mundo, a partir de nossas comunidades. O servir diaconal precisa ser sempre mais, o servir nosso de cada dia.

E que Deus possa nos dar hoje o pão nosso de cada dia.

Que a vida nossa de cada dia possa estar sempre mais nas mãos de Deus.

Crissiumal – RS, 11 de setembro de 2010

Delegados e delegadas da 13º Assembleia do Sínodo Noroeste Riograndense.

Deus, ao atender uma oração, atende-a de modo maravilhoso e rico, assim que o coração humano é por demais apertado para poder compreendê-lo.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br