Diaconia - A fé ativa pelo amor



ID: 2660

A morte não é nada

Falecimento da Diácona Vera Schrader

23/06/2017

       “ A morte não é nada. Apenas passei ao outro lado do mundo. Eu sou eu. Você é você. O que fomos um para o outro ainda o somos. Dá-me o nome que sempre me deste. Fala-me como sempre me falaste. Não mudes o tom a um triste ou solene. Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos. Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo. Que o meu nome se pronuncie em casa como sempre se pronunciou, sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra. A vida continua significando o que significou: continua sendo o que era. O cordão da união não se quebrou. Por que eu estaria fora dos pensamentos apenas porque estou fora da tua vida? Não estou longe; somente estou do outro lado do caminho. “

Mesmo tristes, assim a Comunhão Diaconal deseja lembrar de sua colega e amiga:
                                             

    DIÁCONA VERA SCHRADER

Vera nasceu em 29.05.1949 em Sarandi/RS, sendo filha de Engeberto Wilibaldo Schrader ( em memória) e Amanda Brandt Schrader com 97 anos de idade. Filha segunda de sete irmãos, uma irmã e um irmão a antecederam. Desde cedo foi responsável pelos cuidados com a casa e irmãos enquanto pais trabalhavam na agricultura. Após estudos iniciais, decidiu vir para São Leopoldo e entrou na Irmandade da Casa Matriz de Diaconisas. Estudou na Escola Evangélica de Ivoti formando-se professora catequista. Como integrante da Irmandade trabalhou na comunidade de Novo Hamburgo, na Creche Cantinho do Girassol em Ceilândia Norte/Brasília No retorno para o sul, decidiu sair da Irmandade e entrou como membra na Comunhão Diaconal/COD que congrega Diáconas/os da IECLB. Inicio de 1980 iniciou sua atividade junto a Casa da Criança em Alvorada, como educadora e secretária assumindo a direção da casa onde trabalhou por mais de 34 anos, até sua aposentadoria, com dedicação e carinho. No ano de 1994 foi surpreendida com um câncer de mama, após mastectomia e tratamento venceu a doença. Conviveu durante 15 anos com Lour Rodrigues de Macedo , falecido a 8 anos. Após falecimento do esposo, transferiu residência para Sapiranga onde auxiliou sua irmã Sônia Neuvald, com os cuidados da mãe idosa. Em setembro de 2015 foi surpreendida novamente com um tumor maligno no pâncreas . Fez cirurgia seguida de longo tratamento de quimioterapias. A luta da Vera foi árdua, mas com fé, perseverança e na firme esperança de cura enfrentou muitos tratamentos. Mas a doença a venceu, veio a falecer no dia 16 de junho de 2017 no Hospital de Sapiranga na companhia de seus irmãos Wilmar e Sônia Neuvald e Diácona Isolde Schweder Mödinger. Foi velada em Sapiranga e, como era do seu desejo, cremada no Crematório Cristo Rei em São Leopoldo. Suas cinzas serão depositadas junto ao túmulo do pai em Ati- Açu/ Sarandi- RS.

Vera, em toda sua vida sempre foi muito dedicada a família, ao trabalho diaconal e a todas pessoas de seu relacionamento. Pessoa justa, de muita fé e sempre preocupada com o próximo, esquecendo muitas vezes de si própria. Na Comunhão Diaconal/COD, foi membra sempre ativa, participando dos encontros e eventos da comunhão dando sua contribuição na vivência da comunhão, sendo que era a Coordenadora da Regional Sul da COD. Foi ativa no Sínodo Rio os Sinos, integrando desde 2011, a Diretoria do Conselho Sinodal. Deixa enlutados a mãe, 02 irmãos, 02 irmãs e demais familiares como também toda sua Comunhão Diaconal. Como nos disse Sônia, sua irmã: “ Era chamada de mãezona pelas irmãs e irmãos. “

A família agradece com carinho a todas/os pelo apoio recebido durante o longo período da doença e também nos momentos difíceis de despedida.
“ Eu sou aquele que vos consola, diz o Senhor! “ IS. 51.12

Pela Comunhão Diaconal/COD – IECLB
Diácona Marli Clair Blos / Presidente da COD
  


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça e calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a Boa Notícia de paz.
Filipenses 6.14-15
REDE DE RECURSOS
+
Tudo o que está nas Escrituras foi escrito para nos ensinar, a fim de que tenhamos esperança por meio da paciência e da coragem que as Escrituras nos dão.
Romanos 15.4
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br