Cuidado com a Criação



ID: 2691

Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) recebe prêmio da Assembleia Legislativa do RS

CAPA foi primeiro colocado na categoria institucional do prêmio Pioneiras da Ecologia edição 2017

06/12/2017

CAPA recebe prêmio da Assembleia Legislativa do RS
CAPA recebe prêmio da Assembleia Legislativa do RS
1 | 1
Ampliar

O Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) recebeu nesta quarta-feira (06) o Prêmio da 5ª edição Pioneiras da Ecologia, categoria institucional, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. O CAPA foi selecionado em primeiro lugar dentro da sua categoria com o tema Comida Boa na Mesa, pela organização Socioambiental ou Socioeconômica.

Os prêmios foram entregues pelo presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, deputado Altemir Tortelli (PT), acompanhado dos deputados Valdeci Oliveira (PT), que representou o presidente da Assembleia, deputado Edegar Pretto (PT); Adolfo Brito (PP), Miriam Marroni (PT) e Silvana Covatti (PP).

A coordenadora do CAPA, Rita Surita, falou sobre como é importante ter iniciativas como esta, que reconhecem o trabalho de quem busca produzir alimentos de forma sustentável e com respeito à natureza, mas também lembrou do momento difícil e do retrocesso atual que as políticas públicas para a agricultura familiar vem sofrendo. “Esse prêmio é muito importante para o reconhecimento do trabalho realizado pelo CAPA e outras entidades na área de agroecologia, mas apesar de o momento ser de alegria continua sendo também de grande preocupação, já que tanto em nível federal como estadual, estamos passando por um período onde não há políticas públicas para a agricultura familiar, camponesa e para as comunidades tradicionais. E são justamente essas pessoas que cuidam do ambiente enquanto produzem nosso alimento diário, colocando comida boa nas nossas mesas”, frisou Surita.

Altemir Tortelli ressaltou o pioneirismo das mulheres que inspiram a premiação e afirmou que “a luta por elas travada continua como exemplo para um movimento que ainda não é de toda a sociedade”, especialmente nesta conjuntura de retrocessos sociais e também ambientais. Ele afirmou que a ecologia e o meio ambiente sustentável constituem “tema estratégico para as próximas gerações”. Valdeci Oliveira, pela presidência da Assembleia, alertou para a repercussão no meio ambiente das ações dos governos federal e estadual quando reduzem custos e fecham instituições consagradas ao estudo ambiental, como aconteceu com a Fundação Zoobotânica, “estão fragilizando todo um sistema”, afirmou.

Além do CAPA, a Associação Regional de Produtores Agroecologistas da Região Sul/ARPA-Sul, também foi premiado na área da cadeia produtiva.

Estiveram presentes ainda na solenidade de entrega a Secretária Executiva da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), Cibele Kuss e também o secretário Adjunto para Missão e Diaconia da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Pastor Altemir Labes.

Neste ano, disputaram a indicação ao Prêmio Pioneiras da Ecologia 47 projetos ambientalistas vinculados a 31 municípios, onde uma comissão escolheu 6  iniciativas que foram premiadas.

Pioneiras da Ecologia

Inspirado na luta de Hilda Zimmermann, Giselda Castro e Magda Renner, precursoras do movimento de luta pelo meio ambiente no estado, o Prêmio Pioneiras da Ecologia reconhece e valoriza pessoas e instituições que contribuam na realização de ações que objetivam dar visibilidade à questão ecológica do nosso Estado além de estimular iniciativas que visam a luta por um ambiente ecologicamente correto e a melhoria da qualidade de vida socioambiental.

Conferido anualmente, este prêmio tem a finalidade de reconhecer publicamente as ações que envolvem a melhoria do nosso meio ambiente, influenciando a sociedade de maneira positiva e assim, recuperando a qualidade de vida.

O Prêmio foi instituído pelo Legislativo através da Resolução n° 3.096, de 30 de agosto de 2012, por iniciativa da ex-deputada Marisa Formolo (PT), como reconhecimento público às pessoas e instituições que atuam pelo desenvolvimento ambientalmente sustentável.

A premiação está dividida em duas categorias, individual e institucional. Na categoria individual, recebem distinção os projetos e experiências na área rural, ativismo político e profissional. Na categoria institucional, são premiadas as iniciativas de Organização socioambiental ou sócio-econômica; geração e acesso ao conhecimento; e cadeia produtiva.

Texto: Rocheli Wachholz | CAPA
Fotos: Roni Bonow | CAPA
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas.
2Coríntios 2.14
REDE DE RECURSOS
+
Meu Deus e meu Rei, eu anunciarei a tua grandeza e sempre serei grato a ti. Todos os dias, te darei graças e sempre te louvarei.
Salmo 145.1-2
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br