Missão com Mulheres


- Brasil
Telefone(s): (51) 3284-5400
secretariageral@ieclb.org.br

Uma mulher determinada pela fé

Representando o Dia da Mulher, a Pastora da IECLB em Lajeado aprende a cada dia com suas variadas missões

06/03/2017

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Pastora Miriam da IECLB é exemplo em suas variadas funções
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Pastora Miriam da IECLB é exemplo em suas variadas funções
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Pastora Miriam da IECLB é exemplo em suas variadas funções
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Pastora Miriam da IECLB é exemplo em suas variadas funções
1 | 1
Ampliar

Lajeado - Ela é mãe, esposa, dona de casa, pastora e mulher. Muitas mulheres têm diariamente que cumprir seus variados papéis com a cabeça erguida. A Pastora Miriam Diefenthaeler (40) da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana (IECLB) define ser mulher como uma obra de arte diária onde a tinta mais usada é aquela que tudo apaga e permite recomeçar. Para ela é um exercício de autoconhecimento e de construção coletiva. É um escutar compassivo diário e um viver constante daquilo que compartilha em termos de ideias a respeito da família, da educação e da fé.

No Mês da Mulher a Pastora Miriam aconselha que todas busquem coletivamente a garantia de direitos, que construam relações pacificadoras e que continuem a fomentar a participação na igreja e a vivência da fé engajando-se, no que afirma o tripé da OASE (Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas – o maior grupo organizado de mulheres da América Latina) na: comunhão, no testemunho e no serviço.

Miriam entende que todo o ser humano nasce livre e precisa ter garantida essa liberdade. Isso tem alguns perigos, o da libertinagem, o de fazer surgir poderes totalitários e isso vale para homens e mulheres. “A pessoa cristã é livre sobre todas as coisas e não está sujeita a ninguém. A pessoa cristã é servidora de todas as coisas e sujeita a todas (LUTERO)”, diz a Pastora, citando o Reformador Lutero. O ser humano é livre pela fé e preso no amor. A independência deveria ser isso para homens e mulheres, o que fugir dessa dimensão é dominação, destaca.

A maior missão de vida da Pastora é viver uma vida carregada de sentido e que não prejudique as pessoas ao redor. “Quero, junto com membros da Comunidade Evangélica de Lajeado, buscar viver a fé para dentro da realidade, buscar compreender-me constantemente”, salienta. Ela afirma que o fundamental no ensinamento de Cristo é a graça da fé e cita uma canção que diz assim “só é seu aquilo que você dá”!

Profissão: Pastora

Desde pequena a Pastora viveu o que diz o livro de provérbios “ensina a criança o caminho que deve andar”. Entende que a vida boa não é aquela que é longa ou curta demais, não é aquela que é destituída de sofrimento, doença, suor, mas sim que não se apequena diante dos desafios e que, em constante construção, toca outras vidas e se permite tocar. “A vida boa é aquela vivida na base sólida que é Jesus Cristo e seu amor salvífico, o qual nos faz olhar para o passado, nos move no presente e nos leva à eternidade”, diz. Ela acredita que estudar teologia e deparar-se com as questões mais profundas de todo o ser humano, tais como, o nascer, o viver e o morrer; a partir do ministério pastoral, é viver com sentido.

Na opinião de Miriam ainda falta para a população eleger prioridades e não entrar cegamente naquilo que a mídia diz que é importante e necessário para viver bem. “Precisamos também aprender que, como dizia Foucault o poder é dinâmico e é preciso conceder às pessoas o poder de falar, o poder de ouvir”. Conforme a Pastora se julga demais as escolhas, as atitudes das pessoas, mas não se está disposto a andar 100 metros ao lado delas.

Autoestima 10

E além de todos os cargos que a Pastora Miriam tem durante sua semana, ela não deixa de se cuidar e manter a autoestima elevada. Ela entende que Deus, ao criar o ser humano, o fez com maestria, beleza e aos olhos Dele todos são obras primas de suas mãos.

No ano passado a Pastora passou a cuidar mais de sua saúde e com a ajuda de profissionais como os médicos André Luís Berner, Fernanda Goulart Ruthner e a terapeuta Rita Gandolfi Hamerski; teve força de vontade e emagreceu 23 quilos. “Estamos bem pertinho do Dia Internacional da Mulher e é preciso resgatar esse entendimento balizador da vida e das relações. Todo o ser humano deve-se permitir o confronto diário com seu passado e ser protagonista de sua história, entendendo-se diariamente como criatura de Deus”, diz a Miriam, que busca a cada dia agregar mais conhecimento em sua vida. “Precisamos de mulheres e homens que tenham essa consciência sem que seja necessário agredir, levantar a voz, incendiar mulheres e homens. Isso passa pela vivencia da fé, pela educação e pela justiça restaurativa”, completa.

Legenda: Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Pastora Miriam da IECLB é exemplo em suas variadas funções

Crédito: Renata Leal
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A Bíblia é uma erva: quanto mais se manuseia, mais perfume ela exala.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Quando Deus parece estar mais distante, mais perto de nós Ele se encontra.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br