Ministério com Ordenação



ID: 2681

IV Seminário do Período Probatório reúne Ministros e Ministras em Chapada dos Guimarães/MT

16/08/2018

IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
IV Seminário do Período Probatório - Chapada dos Guimarães/MT
1 | 1
Ampliar

 

Entre os dias 14 e 16 de agosto aconteceu a quarta edição do Seminário do Período Probatório na Casa Meribá na Chapada dos Guimarães/MT. Participaram 15 ministros e ministras: P. André Luiz Belard, Pa. Bruna Schneider Belard, P. Benito Holz Konflanz, P. Bruno Kessler Gauthier, P. Diogo Rengel, P. Felipe Baumann Friske, P. Gustavo Griggio, P. Jan Luciano Meyer, P. Marcelo Luiz Hofstätter, P. Rafael Bull, P. Renato Francisco Pagung, Pa. Anelise Knüppe, Pa. Camila Elisa Schütz, Pa. Lenira Kloss Germi e Pa. Maíze Katiane Dhein. O encontro é uma das ações do Programa “Cuidado com os/a Ministros/as”, uma das prioridades da Presidência (e de toda a IECLB, uma vez que assim foi aprovado no XXIX Concílio em Rio Claro).

O Estatuto do Ministério com Ordenação em seu texto no § 1º do Art. 33 diz: “O primeiro envio de ministra e ministro será considerado estágio probatório”. Sendo o Ministério com Ordenação fundamental para que a Igreja cumpra sua função de dar testemunho, pregar e administrar os sacramentos, é de vital importância fazer este acompanhamento aos/às novas ministros/as na sua tarefa. Alguns Sínodos também desenvolvem atividades especiais para este grupo, o que é muito louvável, visto que está prevista uma avaliação especial ao final dos primeiros três anos.

P. Marcos Bechert, Secretário do Ministério com Ordenação, dirigiu a acolhida. Coube ao P. Sinodal Nilo Orlando Christmann, Sínodo Mato Grosso, que acompanhou o seminário, a direção da meditação inicial. Baseado no texto de Marcos 9.2-9, o pastor compartilhou: “... a maioria de nós fomos ensinados a crer que, se estivermos no caminho certo, a bondade de Deus sempre se traduzirá em alegrias aqui na terra: que Ele irá nos curar; libertar, nos isentar das doenças e da dor. Mas isto não é assim. Se ouvimos que a estrada esburacada era o lugar certo para estar, cada solavanco do caminho simplesmente confirma o fato de estarmos na estrada certa. Quando chegarmos ao fim de todos os vales, entenderemos que cada caminho foi selecionado, entre todas as opções possíveis, para o nosso bem. Deus, na realidade, não poderia nos ter levado por nenhum outro caminho. Nenhuma outra estrada teria sido tão segura e tão infalível quanto aquela pela qual viemos. E se pudéssemos ver o teríamos escolhido.” (David Roper – Salmo 23)

P. Marcos dirigir o primeiro tema do seminário: “Desenvolvimento Pessoal”. A partir de uma representação pessoal construída em argila, cada pessoa se apresentou. A dinâmica envolveu um segundo momento, que levou o grupo a falar do contexto em que cada um/a está inserido/a, contextos muito diferentes entre si e com desafios próprios.

Parte importante do programa de acompanhamento é o diálogo pastoral individual com cada participante. O diálogo foi dirigido pelo P. Sinodal Nilo Orlando Christmann, P. Teobaldo Witter, P. Pedro Puentes Reyes e P. Marcos Bechert.

O P. Dr. Pedro Puentes Reyes, Secretário de Missão da IECLB, falou sobre “Impulsos para o Ministério” na assessoria do segundo dia. A partir de 2 Coríntios 5.17-20 enfatizou que o ministério tem seu fundamento em Cristo e este tem como objetivo principal a reconciliação. “Somos convidados para o ministério de Cristo, que cria, inspira, sustenta e configura o sacerdócio geral de todas as pessoas que creem na forma de reconciliação. O ministério da reconciliação tem a tarefa de unir duas partes em conflito, restabelecer as relações, restaurar a amizade rompida, normalizar a harmonia interrompida”.

O turno da noite foi dedicado para um diálogo sobre assuntos relacionados à Secretaria do Ministério com Ordenação, especialmente relacionados a encaminhamentos que dizem respeito ao ministério, à seguridade ministerial e outros temas da atuação ministerial.

O programa do dia 16 de agosto, terceiro dia do Seminário, foi dedicado ao testemunho e à celebração. Convidado para falar a respeito da história de sua vocação e para compartilhar alguns exemplos de onde a presença do pastor foi importante na vida de pessoas, o P. Teobaldo Witter compartilhou momentos do início da sua caminhada ministerial em 1977 no Mato Grosso, quando atuou em Sinop/MT, Tangará da Serra e outros. Relatou das distâncias e das dificuldades de 30 anos atrás. P. Teobaldo também foi P. Distrital da Região Eclesiástica VIII de 1995 – 1997 e P. Sinodal do Sínodo Mato Grosso de 1998 – 2002. Citou exemplos em que a presença pastoral foi importante, sendo bastante impactante sua fala de que já realizou ao menos um sepultamento em todos os cemitérios vinculados a comunidades da IECLB no Mato Grosso. Atuou também como Ouvidor Público e ainda mantem tarefas, como o magistério em educação superior.

A meditação de encerramento foi conduzida pelo P. Marcos Bechert. Disse que “neste seminário dialogamos com pessoas que são vocacionadas. Trata-se de pessoas que tem sonhos, mas também frustrações. Não se trata, pois, de pessoas extraordinárias, que estão além das mazelas de nosso tempo. Nada diferente do que as pessoas que Jesus chamou para serem seus discípulos. Quando Jesus envia os pescadores mais uma vez para o lago, não há garantia de que as redes vão se encher de peixes. Mesmo assim os pescadores aceitam o convite de Jesus, onde encontramos o milagre da Bíblia: confiar no Senhor.”

Continuou: “Isto é fundamental em nossa vocação: deixar-se enviar e confiar. A fé se manifesta no atender ao chamado, mesmo que ainda vacilantes e cansados. O resultado da pescaria deixa os pescadores desnorteados, com temor, não se sentindo digno de estar na presença do Senhor. Mas aí Jesus “reforça” o envio, ele confia no seu potencial: vocês serão pescadores de gente. Isto se dá não pela capacidade dos pescadores, mas pela acolhida da Palavra de Deus. Isto não é diferente para nós: todos vivemos sob o perdão de Deus, que vai nos capacitando para o envio às pessoas.”

Com um abraço pessoal entregou o certificado de participação e suplicou a bênção para a tarefa que todos receberam de Deus nos campos de trabalho.

Programa de Acompanhamento a Ministros e Ministras da IECLB
Secretaria do Ministério com Ordenação
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.
Salmo 100.2
REDE DE RECURSOS
+
Que o Senhor, nosso Deus, esteja conosco. Que Ele nunca nos deixe nem nos abandone!
1Reis 8.57
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br