Auxílios Homiléticos - Proclamar Libertação


ID: 2911

Homenagem aos Pioneiros de Proclamar Libertação

16/11/2014

Arnoldo Mädche
Baldur van Kaick
Bertholdo Weber
Dario Schaeffer
Edson Streck
Erhard Gerstenberger
Ervino Schmidt
Gottfried Brakemeier
Günter Wehrmann
Heinz Ehlert
Hilmar Kannenberg
Klaus Maria van der Grijp
Lindolfo Weingärtner
Manfredo Siegle
Martin Volkmann
Nelson Kilpp
Nelson Kirst
Ricardo Wangen
Uwe Wegner
Walter Altmann
Wilfrid Buchweitz
Wilhelm Bösemann
1 | 1
Ampliar

Um grupo relativamente pequeno de pastores viu que era chegada a hora de começar a elaboração de auxílios homiléticos em terras brasileiras. Isso aconteceu há 40 anos atrás. E a jornada, encetada em 1975, perdura até os dias de hoje.

Os colaboradores de primeira hora estiveram atentos ao kairós. Colocaram mãos à obra, abriram caminhos, superaram obstáculos e o resultado esta aí – uma obra prodigiosa de 40(+2) volumes. Feita em mutirão, a coleção de Proclamar Libertação reúne mais de 2.000 textos. Ano a ano, pastores e pastoras foram se revezando na tarefa de elaboração de estudos e subsídios para a pregação.

O título da série traz o escopo do seu propósito – Proclamar Libertação. Inconformidade permanente com o status quo e indignação ética perpassam as suas páginas. Seus textos, situados no tempo e no espaço, estão comprometidos com a causa do reino de Deus e realçam a promoção dos valores da paz, da justiça e da equidade.

Gratidão aos pioneiros deste empreendimento coletivo. Gratidão pela participação das 332 pessoas ao longo das quatro décadas de existência. Ele é motivo de alegria e satisfação. Ele representa um sinal afirmativo de solidariedade a ajuda mútua em meio a uma cultura marcada pelo individualismo e pela competição.

Que o Espírito de Deus continue a soprar sobre todos e todas que estão comprometidos e comprometidas na missão de proclamar libertação!


Veja a página especial - Auxílios Homiléticos - Proclamar Libertação
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Não somos nós que podemos preservar a Igreja, também não o foram os nossos ancestrais e a nossa posteridade também não o será, mas foi, é e será aquele que diz: Eu estou convosco até o fim do mundo (Mateus 28.20).
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Um cristão não pode ser ofendido a tal ponto que não possa mais perdoar.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br