Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Ecumene


Quando sentamos juntos para refletir o legado de Lutero

04/03/2017

 

Inspirados nas palavras e ações do Papa Francisco, em seu determinado esforço em aprofundar o ecumenismo com nossos irmãos e irmãs luteranos, reunimo-nos no último sábado, 04 de março, para aprofundar o legado espiritual de Martinho Lutero (1483-1546), pela iniciativa Rezar com os Místicos, promovida pelo CEPAT, em sua sede, em Curitiba, Paraná.

Aproveitando esse rico momento das comemorações dos 500 anos da Reforma (1517-2017), passamos o dia juntos, em estudo, partilha e oração, contando com a assessoria do Pastor Werner Fuchs (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil), liderança religiosa incontestável na luta e defesa intransigente dos mais pobres, com uma marcante história de atuação na Comissão Pastoral da Terra, no Paraná, resistência à ditadura militar e, atualmente, um entusiasta da defesa da agroecologia, das sementes crioulas e do direito humano a uma alimentação digna e saudável.

Iniciamos o encontro com a verificação bíblica da profunda prece de Jesus: “Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti. Que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste” (Jo 17,21). A busca pela unidade dos cristãos deve ir além dos exaustivos e importantes debates teológicos, deve ocorrer no meio do povo, onde as pessoas se reúnem. Na melhor tradição latino-americana, deve se dar nas experiências de trabalho popular.

É a partir deste enfoque, com os pés no chão, que o Pastor Fuchs nos apresentou alguns traços da personalidade de Martinho Lutero, demonstrando que o homem Lutero jamais deixou de enfrentar as tentações (a presença do mal) que procuravam lhe distanciar de sua reta consciência, da inquirição sobre o desejo de Deus para a sua vida. Foi a partir de seu discernimento espiritual que encontrou as razões e motivações mais profundas para enfrentar uma cultura religiosa em descompasso com aquilo que Deus inspirava em seu coração.

Nesse sentido, foi imbuído pela Palavra de Deus, tornando-a o centro de sua vida, passando a reconhecer que apesar da fraqueza humana, em Deus encontramos a nossa fortaleza. Entre as 95 teses fixadas à porta da Igreja do Castelo em Wittenberg, em 31 de outubro de 1517, estava: “O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus”. Esta convicção fez de sua forte personalidade um instrumento de Deus para alcançar muitos corações desolados por uma estrutura eclesial hierárquica, que pouco facilitava uma relação mais direta e estreita com Deus.

Lutero abandona-se inteiramente nas mãos de Deus, arriscando sua própria vida, ao enfrentar um implacável sistema político e religioso, sem trair sua própria consciência. Fator que nos faz lembrar as palavras do Papa Francisco, recentemente, em Lund, Suécia: “a experiência espiritual de Martinho Lutero interpela-nos, lembrando-nos que nada podemos fazer sem Deus”.

A partir de uma análise da conjuntura eclesial, socioeconômica, política e cultural, o Pastor Fuchs também nos permitiu fazer comparações entre os momentos de tribulações vividos por Martinho Lutero e o que presenciamos hoje, diante da atual conjuntura. Em geral, é muito forte em nossas análises a forte presença do mal, mas devemos buscar as razões de nossa esperança e confiança em Deus. Nesse sentido, é preciso que os cristãos tenham a coragem de enfrentar as problemáticas humanas, sem fugir, mas encontrando em todas as provações oportunidades para o crescimento na fé. Como dizia a tese 95 de Lutero, “esperem mais entrar no reino dos céus através de muitas tribulações do que mediante consolações infundadas”.
Que ao reconhecer nossos limites, nossa condição de pecadores, também saibamos reconhecer a grandeza de Deus e de tudo o que é possível a partir de sua graça, consolo e salvação!

Abaixo, reproduzimos a oração “Sou um vaso” (25/09/1527) e “Hino Castelo Forte”, atribuídos a Lutero, que foram trabalhados pelo Pastor Werner Fuchs em nosso encontro ecumênico.

Sou um vaso (25/09/1527)

“Vê, Senhor, que sou um vaso que carece muito de ser preenchido.
Meu Senhor, enche o vaso, pois sou fraco na fé.
Fortalece-me, pois sou frio no amor.
Aquece-me e torna-me quente, para que meu amor transborde para o próximo.
Não tenho fé robusta e forte, acontece que sou acometido de dúvidas, não podendo confiar em ti inteiramente.
Ó Senhor, ajuda-me, faze crescer minha fé e confiança.
Tudo o que tenho se encerra em ti.
Eu sou pobre, tu és rico e vieste para receber em misericórdia aos pobres.
Eu sou pecador, tu és justo.
Comigo está a doença do pecado, em ti está a plenitude da justiça.
Por isso quero ficar contigo, não preciso dar de mim para ti: de ti posso receber. Amém.”

Hino Castelo Forte

1. Deus é castelo forte e bom, defesa e armamento.
Assiste-nos com sua mão, na dor e no tormento. O rei infernal das trevas do mal, com todo o poder e astúcia quer vencer: Igual não há na terra.

2. A minha força nada faz, sozinho estou perdido. Um homem a vitória traz, por Deus foi escolhido. Quem trouxe esta luz?
Foi Cristo Jesus, o eterno Senhor, outro não tem vigor; triunfará na luta.

3. Se inúmeros demônios vêm, querendo exterminar-nos:
Sem medo estamos, pois não têm poder de superar-nos.
Pois o rei do mal, de força infernal, não dominará;
Já condenado está por uma só palavra.

4. O Verbo eterno vencerá as hostes da maldade.
As armas o Senhor nos dá: Espírito, Verdade.
Se a morte eu sofrer, se os bens eu perder: que tudo se vá!
Jesus conosco está. Seu Reino é nossa herança!

Fonte: IHU - Adital


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Jesus Cristo diz: Eu sou a luz do mundo; quem me segue nunca andará na escuridão, mas terá a luz da vida.
João 8.12
REDE DE RECURSOS
+
É necessário pregar com o objetivo de que seja promovida a fé Nele, para que Ele não seja apenas o Cristo, mas seja o Cristo para ti e para mim e para que Ele opere em nós o que Dele se diz e como Ele é denominado.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br