Jubileu dos 500 Anos da Reforma



ID: 2929

Dia da Reforma Protestante é comemorado em sessão solene - Curitiba/PR

01/11/2017

Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
Sessão Solene Câmara de Vereadores - Curitiba/PR (Foto: Chico Camargo/CMC)
1 | 1
Ampliar

A Câmara Municipal de Curitiba celebrou, na noite desta quarta-feira (1), os 500 anos da Reforma Protestante. A solenidade foi promovida por iniciativa do vereador Dr. Wolmir Aguiar (PSC), autor da lei (15.022/2017) que inclui o Dia da Reforma Protestante, 31 de outubro, no Calendário Oficial de Curitiba. A sessão solene contou com a presença do presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular do Paraná, pastor Irineu Rodrigues, e várias lideranças evangélicas.

Dr. Wolmir afirmou que o momento não é só de comemoração, mas de “reflexão”. Falou que o momento é de “intolerância religiosa afrontando os cristãos protestantes” e de “guerra ideológica”. “Que essa disputa, a discussão, não venha para o lado material e vire confronto.” Segundo o parlamentar, é necessário preservar a família. “Vemos que essas mudanças, essa guerra ideológica, para desconstituir a família, está sendo um período de retrocesso e estagnação. Temos hoje investidas em nossos filhos, crianças para desconstituir a família e nossa sociedade.”

Para Thiago Ferro (PSDB), a reforma “está entre os acontecimentos incisivos na história mundial”. Ele citou influências em diversas áreas: “Na música, na arte, deu grande impulso à educação. Sem ela o mundo certamente seria diferente em muitos aspectos.”

“Lutero sempre defendeu a propagação do verdadeiro evangelho, o da cruz. Ele sempre com muita coragem combatia o comércio da fé. Ele lutou pelas pessoas carentes, a verdadeira religião é estender a mão para o órfão e a viúva. Precisamos orar para que a igreja atual não seja igual à que Martinho Lutero quis mudar. Algumas igrejas estão preocupadas em acumular ouro e prata, construir pequenos reinos, não foi para isso que Jesus nos chamou”, alertou o pastor Irineu Rodrigues.

Odair Braun, pastor do Sínodo Paranapanema na Igreja Evangélica da Confissão Luterana no Brasil, ressaltou a trajetória de Martinho Lutero e a revelação que teve sobre a passagem bíblica de Romanos, capítulo 1, versículo 17: “O justo viverá por fé”. Segundo Braun, a partir dali, “a liberdade é descoberta”. “Deus passou a ser sinônimo de amor.”

“Ele [Deus] não nos aprisiona, não traz algemas, mas a sociedade quer voltar a colocar algemas em nós. Infelizmente a própria igreja continua oprimindo, colocando cabresto”, reforçou o pastor Jonas Eduardo Lindner, do Distrito Paraná Leste da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (Ielb), sobre o conceito de liberdade cristã.

Já o pastor Alexandre Monteiro, que representou o Bispo Cirino Ferro na solenidade, incentivou os fiéis a serem “sacerdotes” nas suas próprias casas. “É o lugar que podemos aplicar os valores de uma reforma, por mais que a sociedade esteja mudando, tenho certeza que baseados nos princípios de Deus podemos fazer uma grande reforma em casa, na maneira como relacionamos com nossos filhos, esposa.”

A cerimônia contou com uma apresentação do solista Gilberto Bachmann e do coral da Igreja Luterana Martin Luther, regido pela organista Pauline Roeder Siqueira. Participaram também os vereadores Osias Moraes (PRB), Ezequias Barros (PRP), Professor Euler (PSD), o comandante do 7º Grupamento de Bombeiros, tenente coronel Ricardo Silva, o comandante do 1º Grupamento de Bombeiros, tenente coronel Samuel Prestes, Fernando Klinger, representando o prefeito Rafael Greca, além de diversas lideranças evangélicas da cidade.

31 de outubro
O dia 31 de outubro é a data em que o monge católico Martinho Lutero, no ano de 1517, fixou na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha, 95 teses protestando contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica Romana, propondo uma reforma no catolicismo. “O monge católico estava conclamando o povo e os eruditos a repensarem o modo como interpretavam e viviam o cristianismo”, defendeu Aguiar no dia a aprovação do projeto de lei que instituiu a data comemorativa em Curitiba.

Fonte: Câmara dos Vereadores de Curitiba
 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A Palavra de Deus é a única luz na escuridão desta vida. É Palavra da vida, de consolo e da toda bem-aventurança.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
A Deus, aos pais e aos mestres, nunca se poderá agradecer e recompensar de modo suficiente.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br