Sínodo Uruguai



Avenida General Osório , 95D - Jardim Itália
CEP 89802-265 - Chapecó /SC - Brasil
Telefone(s): (49) 3329-3583
sinodouruguai@yahoo.com.br
ID: 20

PARÓQUIA EVANGÉLICA DE IRAÍ

Histórico

Celebração de Reinauguração do templo de Iraí 01.08.2010
DSC00927
DSC00931
DSC00942
DSC00952
Encontro sinodal OASE (3)
Templo de Frederico inaugurado em 21.10.2008
1 | 1
Ampliar

Não há um registro oficial de quando veio a primeira família evangélica luterana para Iraí. Certo é que não tardou para que os Evangélicos de Confissão Luterana rumassem em direção ao norte do Rio grande do Sul e então se defrontassem com o Rio Uruguai. Aqui em Iraí tomaram parte ativa no processo de desbravamento e desenvolvimento do então distrito de Palmeira das Missões.

A Comunidade Evangélica de Iraí primeiro chamava-se “Irmandade Evangélica Alemã de Iraí”. Foi fundada em primeiro de junho de 1925 com sede nesta cidade e filiada ao Sínodo Riograndense. Constam de seus princípios e finalidades “...manter na Igreja a Doutrina Cristã entre seus associados e os membros de suas famílias e observar as normas da vida evangélica, com base na Sagrada Escritura e nas Confissões da reforma Luterana.

Nos primeiros anos as famílias se reuniam nas casas de membros e ali faziam estudos bíblicos, leituras e cantos. A Bíblia, o hinário, o Catecismo e o Haussgebettebuch eram os livros que ajudavam a orientá-los na vida de fé. Alguns anos se passaram sem receber a visita de um pastor. Por isso os encontros eram dirigidos por uma pessoa escolhida pelo grupo. Depois de várias tentativas e contatos em busca de atendimento pastoral, a Comunidade recebeu a visita do pastor da Paróquia de Palmitos. Devido à dificuldades próprias da época: poucos pastores, dificuldades de locomoção, grande área geográfica sob responsabilidade de um só pastor, travessia do rio Uruguai(apenas de canoa em determinada época do ano). Estes são apenas alguns dos motivos, as visitas à Iraí eram esporádicas, tendo épocas em que, por mais de um ano na havia culto celebrado por um pastor. Além de Palmitos, mais tarde Iraí também recebeu algumas visitas e atendimento de pastores vindo da Paróquia de Mondaí.

Do surgimento das primeiras comunidades até a fundação da Paróquia muita água rolou. Por longos anos as comunidades eram atendidas por pastores que vinham de paróquias vizinhas, porém, passavam meses e, as vezes, até mais de ano sem atendimento. Na maioria das vezes Iraí era atendida pela Paróquia de Palmitos, onde inclusive ajudou a construir a casa pastoral. Consta em protocolo de 14.10.1945 que cada membro de Iraí contribuiu com CR$ 200,00 (duzentos Cruzeiros) para a construção da casa pastoral.

A Comunidade Evangélica de Águas Frias, que já existia desde 1925, foi a primeira a solicitar filiação à Comunidade Evangélica de Iraí. Este pedido foi aceito em Assembléia Geral Extraordinária em 05 de Janeiro de 1944.

Águas Frias era então o 1º Distrito de Iraí. Em Assembléia Geral do dia 10 de Março de 1946 registra a ata que “... pediu a palavra o pastor Augusto Ernesto Kunnert que, com sua fluente e reconhecida verbosidade, passou a expor à Assembléia a necessidade urgente e imperiosa de serem lançados desde já, os alicerces da futura Paróquia de Iraí, o que não seria difícil conseguir, uma vez que fosse possível criar-se, além da filial em Águas Frias, outras em Paredão, Barra Grande e Lagoa da Figueira ou Vila Prado.Após esta decisão de criação da Paróquia o trabalho teve continuidade e, por algum tempo, o atendimento pastoral ainda foi efetivado por pastore que vinham de outras localidades. Na Assembléia Geral do dia 30 de Março de 1947 a Comunidade Evangélica de Farinhasinhas também é aceita como a 2ª filial da Paróquia. Passaram-se mais dois anos e então foi eleita a primeira diretoria paroquial. Isso aconteceu no dia 13 de abril de 1949 e ficou assim constituída: Presidente Emílio Teifke; Secretário Eugênio Fellenberg; Tesoureiro Julio Pöttker. Nesta mesma Assembléia se decidiu construir uma casa pastoral, para residência do futuro pastor. Para a construção cada “sócio” deve contribuir com 100,00 cruzeiros e ainda será feita uma campanha de donativos.

Neste ano a Paróquia contava com cerca de 162 famílias, sendo assim distribuídas: Iraí 85; farinhas 40; Barra Grande 10; Águas Frias 14 e Paredão aproximadamente 13 .

Em março do ano de 1950 a Paróquia Evangélica de Iraí saúda e cumprimenta seu primeiro pastor que vai morar em Iraí, o pastor Harold Röpke. Nesta mesma assembléia se discute a possibilidade de abrir novamente a Escola da Comunidade e já se fixou o valor da contribuição para cada aluno. Com a vinda do pastor os trabalhos ganharam novo impulso.

Porém, infelizmente, menos de um ano depois já se havia criado o conflito com o primeiro pastor da Paróquia e a comunidade sede. Em 14 de Janeiro de 1951 veio o representante Sinodal, pastor Jost de Ijuí para dar encaminhamento e encontrar uma solução.

O pastor Röpke e em seguida o pastor Walter Wartschow atendiam as comunidades, tendo ainda como meio de transporte o cavalo. Em reunião do dia 27 de outubro de 1952 pela primeira vez se fala na necessidade da compra de um veículo. Já havia várias comunidades e as distâncias a percorrer aumentavam. No início de 1953 fala-se novamente que o cavalo não é mais apropriado para o deslocamento. É necessário uma condução mais rápida para atender as filiais. Finalmente em julho/agosto de 1953 foi comprado o primeiro veículo automotor um Ford 29. Agora as Comunidades podiam ter cultos a cada 40 ou 50 dias e algumas passaram a ter cultos mensais.

A formação da Paróquia estava solidificada. Nos anos seguintes muitos momentos de alegria marcaram a caminhada da nova Paróquia. Porém, dificuldades também não deixaram de existir. Pelo empenho e dedicação de muitas famílias houve uma caminhada muito significativa em busca de concretizar sinais do Reino de Deus.

Aproximadamente na metade da década de 90 a Paróquia viveu o seu auge, chegando a contar com 10 comunidades e dois Pontos de Pregação e um total aproximado de 330 famílias membro. A área de abrangência da Paróquia são os municípios de Iraí, Frederico Westphalen, Alpestre, Ametista do Sul e Planalto. A única Comunidade que tem acesso por rodovia asfaltada é Frederico Westphalen. A maior dificuldade enfrentada é a perda do poder aquisitivo de seus membros e o conseqüente êxodo rural. Como conseqüência desses dados houve uma acentuada diminuição do número de membros, sendo que atualmente somos em torno de 880 membros batizados, que equivalem um total aproximado de 190 famílias.

A sede da Paróquia localiza-se em Iraí, junto à comunidade local. Possui uma casa pastoral construída sob os lotes nº 16 e 17, na Rua João Carlos Machado e Av. Flores da Cunha. Lotes estes doados pela prefeitura na administração do Sr. Vicente de Paula Dutra, conforme o artigo 67 do regulamento das terras públicas do Estado e decreto nº 5.368, este termo de doação gratuita consta no livro de registros da Prefeitura Municipal, ata nº 122 de 11 de Janeiro de 1934. O termo de doação inclui ainda os lotes 11 e 12 da mesma quadra onde atualmente se encontra construída a Igreja da Comunidade Evangélica de Iraí e a antiga Escola. O telefone da Paróquia é (55) 3745 1131 e o endereço postal: caixa postal, 33 – Iraí – RS – CEP 98460 000.

Os membros que compõem a atual diretoria paroquial são os seguintes: Presidente: Ervídio Schneider; Vice presidente: Léo Küch; Tesoureiro: Romeu Schnell; Vice tesoureiro: Alberto Rembold; Secretária: Alícia Nienow; Vice secretária: Maria Ignez Schneider; Conselho Fiscal: Clara Janzen, Alberto Heydt e Belanir Konrad.

Fazem parte da Paróquia de Iraí as seguintes Comunidades: Iraí, Frederico Westphalen, Águas Frias, Duas Pontes, Farinhas Grande, Farinhas Alpestre e Barra Grande e ainda os seguintes Pontos de Pregação: Volta Grande, Alpestre, Planalto e Gorete.
Visando manter acesa a chama da fé, os pontos altos de vivência comunitária continuam sendo os cultos e celebrações festivas, os encontros da OASE, Casais Reencontristas e demais grupos de reflexão e estudo da Palavra. Há também a preocupação de ser uma paróquia que se integra às atividades sinodais e a nível nacional.

Fatos mais recentes e marcantes para a paróquia que gostaríamos de destacar são os seguintes:
- Encontro, jantar e baile Sinodal de Casais Reencontristas na Comunidade de Frederico Westphalen, no ano de 2001;
- Preparação e realização do Reencontro, para ingresso de novos casais reencontristas no Sínodo Uruguai 28 a 30 de agosto de 2009 na Comunidade de Frederico Westphalen;
- Encontro Sinodal da OASE no dia 11 de Setembro de 2010 em Iraí, reunindo em torno de 650 pessoas


Sobre o trabalho da OASE gostaríamos de destacar ainda que o grupo de Frederico Westphalen realiza anualmente visita ao Lar dos Deficientes e o Lar de Idosos desta Comunidade com o objetivo de levar uma mensagem de fé e esperança aos que lá residem e também realiza uma confraternização. Trabalho semelhante realiza o Grupo da OASE de Iraí que anualmente realiza visita a APAE e visitas domiciliares à pessoas idosas ou enfermas celebrando a Ceia no ambiente familiar e com o grupo. Aliás, esse é um ponto comum de todos os grupos visitas a enfermos e idosos.

Quanto ao lema bem presente da IECLB, na pessoa do seu pastor presidente: cuidar bem do bem da IECLB temos a alegria e satisfação de compartilhar que a Comunidade de Farinhas Grande substituiu o seu antigo Templo de madeira por um Templo de Alvenaria; a Comunidade de Frederico Westphalen inaugurou seu novo Templo no dia 21 de outubro de 2008. A Comunidade de Iraí restaurou seu Templo depois de mais de meio século. A Comunidade de Farinhas Alpestre realizou pintura interna e externa e se prepara para substituir o forro da Igreja. A Comunidade de Barra Grande realizou uma ação entre amigos visando melhorias no templo que é o único em nossa paróquia que ainda é construção de madeira.

Sabemos que o bem da IECLB não são apenas os templos e patrimônios, mas isso mostra que as pessoas que estão a frente dos trabalhos e que também fazem parte desse bem maior preocupam-se em zelar aquilo que lhes foi confiado.

Apesar de Iraí, sede da Paróquia, estar situada na região mais pobre do sul do Brasil, segundo fontes do IBGE e com grande demanda de seus membros para regiões que ofereçam maiores perspectivas de vida e progresso. Mesmo com essa evidência não queremos parar e nem desanimar, nosso próximo passo dentro do PAMI (Plano de Ação Missionária de Da IECLB) é trazer um PPHMista para a realização de seu período prático na cidade de Frederico Westphalen, visando tornar a nossa querida Igreja mais conhecida num contexto predominantemente católico.

Entregamos tudo nas mãos poderosas de Deus e colocamo-nos a disposição para servir com alegria, cada qual a partir do dom recebido, que o bom Deus nos acompanhe, ilumine e oriente nesta caminhada.

PASTORES QUE ATUARAM NA PARÓQUIA DE IRAÍ
Harold Röpke, Walter Wartschow, Godofredo Boll, Manfred Hasenack, Arno Wartschow, Seno Budke, Osmar Zizemmer (estudante), Manfred Zilly, Gastão Breuning, Louraini Christmann, Henrique Schefer (estudante), Valdemar Witter, Edu Grenzel e atualmenta Adi Pfeiffer.

 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quem quiser ser cristão, que aprenda a abrir mão de toda preocupação e de todo pensamento angustioso e coloque-os nas costas de Deus, pois Ele tem ombros fortes e é bem capaz de carregá-los.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br