Fé, Gratidão e Compromisso


ID: 2756

Da finalidade e da modalidade da contribuição

Se devemos a Deus o que somos e possuímos, não dispomos de bens materiais em termos definitivos. Também não estabelecemos um vínculo necessário entre riqueza e bênçãos de Deus. Na verdade, somos meros administradores transitórios dos recursos de que dispomos. A finalidade dos bens não pode, portanto, ser a de conservá-los egoisticamente ou a de multiplicá-los a qualquer custo, mesmo ameaçando os direitos e as necessidades dos outros. Os bens precisam ser administrados de forma responsável e de modo a se constituírem em instrumentos a serviço do amor e da justiça. Como cristãos evangélicos enfatizamos a função social dos bens, sejam eles de natureza pecuniária, imóvel, intelectual ou espiritual. A finalidade da contribuiçao é a do serviço a Deus e ao próximo.

O princípio bíblico da contribuição para a Igreja é o dar com liberdade, com gratuidade e de acordo com as posses de cada um. O apóstolo Paulo fala em contribuir na medida de suas posses (II Coríntios 8.3), isto é, segundo o princípio da proporcionalidade. A proporcionalidade procura resguardar a relação e o equilíbrio entre as possibilidades de cada um, de modo a que ninguém seja sobrecarregado nem tampouco subestimado. A proporcionalidade da contribuição financeira ajusta-se melhor às mudanças na realidade sócio-econômica dos membros.

A proporcionalidade em relação às posses precisa ser respeitada em todos os níveis da existência da Igreja no mundo. Isso significa que também na Igreja como instituição as expectativas devem ser adequadas às diferentes situações das Paróquias, tomando em consideração suas condições e possibilidades.

 

Quer saber mais?

Contribuição e Ofertas

Contribuição - uma palavra inicial

Da natureza da contribuição

Da capacidade de contribuir

Da motivação para a contribuição proporcional

Do uso dos recursos


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Um coração repleto de alegria vê tudo claro, mas, para um coração triste, tudo parece tenebroso.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Um coração puro é aquele que observa e pondera o que Deus diz e substitui os seus próprios pensamentos pela Palavra de Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br