Culto e Liturgia


ID: 2653

Símbolos na Liturgia

A palavra “símbolo” se origina do grego symbolon. O verbo symbállo significa “juntar”, “unir” dois pedaços que estavam separados. O significado de símbolo é “algo juntado”, “unido”. Entre nós, há muitos significados para a palavra símbolo, mas na liturgia interessa dizer que símbolo é um sinal visível (uma imagem, um objeto, uma expressão corporal, um gesto, um movimento) que nos permite perceber ou experimentar (nos “ligar”, “unir”) uma realidade invisível, transcendente, ou seja, a realidade de Deus.

O símbolo cristão nos remete para uma realidade muito diferente da nossa. A realidade de Deus é tão profunda e inefável que não conseguimos exprimi-la apenas por palavras. Por isso, recorremos à linguagem dos sinais e símbolos. Um símbolo está relacionado ao significado que ele adquire para nós e à experiência que fazemos com ele.

Os símbolos podem ter um significado para as pessoas individualmente, mas também podem ter um mesmo significado para um grupo de pessoas. A Igreja cristã, por exemplo, possui símbolos comuns ao povo de Deus, e muitos deles estão presentes na liturgia: o peixe, o grão de trigo, a estrela, a cruz, a pomba, a coroa, a manjedoura, a vela, a videira, a ovelha. Estes e tantos outros se originam quase todos da linguagem figurada da Bíblia. 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Se reconhecemos as grandes e preciosas coisas que nos são dadas, logo se difunde, por meio do Espírito, em nossos corações, o amor, pelo qual agimos livres, alegres, onipotentes e vitoriosos sobre todas as tribulações, servos dos próximos e, assim mesmo, senhores de tudo.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor é o Deus verdadeiro. Ele é o Deus vivo, o Rei eterno.
Jeremias 10.10
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br