Os braços de Cristo...

01/09/2017

A pequena aldeia foi bombardeada. Entre muitas casas destruídas, também a capela foi atingida. Na primeira semana o povo se empenhou em ajeitar as moradias. Em seguida, formaram um mutirão para dedicar-se à Casa de Deus. Chegando ao altar, encontraram o crucifixo quebrado e espalhado. Porém, por mais que procurassem, não encontraram os braços de Cristo. O que fazer? A capelinha estava em pé. Com utensílios daqui e dali, um pequeno altar foi montado. Mas, era esquisito ver Jesus sem braços. De qualquer forma, naquele domingo o pastor viria de longe para celebrar o primeiro culto após a reconstrução. De antemão, avisaram ao celebrante, que “alguns” detalhes ainda não estavam de acordo... O jovem pregador chegou e logo reparou no crucifixo, mas não disse nada. Contudo, na hora do sermão aproveitou: Cristo nasceu, viveu, pregou, mostrou o amor, morreu, ressuscitou, subiu aos céus, deixando aqui no mundo seus discípulos, que unidos são seus braços e mãos construindo o Reino de Deus. Parabéns amados pela reconstrução dessa Casa! Leia o Salmo 122.


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Testamento: Antigo / Livro: Salmos / Capitulo: 122
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 43604
REDE DE RECURSOS
+
O verdadeiro cristão não vive na terra para si próprio, mas para o próximo e lhe serve.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br