O uso de velas nos cultos e seu significado

13/02/2012

Gostaria de receber informações sobre a utilização de velas em cultos. Qual a simbologia que há atrás delas?

Quando as comunidades cristãs eram obrigadas a reunir-se secretamente, em lugares escuros, as velas eram de suma importância para ler a palavra de Deus, atualizando de forma muito concreta a confissão: Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos (Sl 119.105).

Hoje temos liberdade religiosa, não precisamos celebrar em lugares ocultos, temos fontes de luz muito mais poderosas que velas - mas elas continuam tendo seu lugar e seu valor nos altares e nas casas, nos momentos de celebração. Velas são próprias para iluminar um ambiente de celebração. Sua luz é meiga e suave. Pode-se olhar para ela sem que os olhos cheguem a doer. E nisso podemos nos lembrar de que fomos chamados das trevas para a sua maravilhosa luz (1 Pe 2.9).

Velas acesas favorecem a meditação. Diz-se que três velas sobre o altar representam a Trindade, e que seis velas representam toda a cristandade. Velas não só iluminam, mas são símbolos da fonte de luz e de vida que é o próprio Deus/Cristo. Lembram-nos da presença conosco daquele que diz: Eu sou a luz do mundo (Jo 8.12), o mesmo que fez a luz brilhar em nossos corações (2 Co 4.6), que afirma Vós sois a luz do mundo (Mt 5.14) e nos manda brilhar, dar testemunho da sua luz (Fil. 2.15). Ao brilhar para o mundo, Cristo sacrificou sua vida, a luz iluminou as trevas, mas a vela ao brilhar vai se consumindo. Assim também o nosso brilhar no mundo tem a ver com a cruz, com a disposição para formas de testemunho que também significam sacrifício, por amor de Cristo.

Nas igrejas católicas queima a luz eterna, um símbolo bonito. E mesmo que ela um dia se apague, como tudo que é terreno, ela nos lembra do Pai todo-poderoso e eterno. Por isso é significativo que tenhamos velas acesas no Natal, na Páscoa, no Pentecostes, nos momentos de culto e oração. Pois quando oramos e louvamos, quando vivemos como filhos da luz, cai um raio da luz eterna no mundo.

Há grupos evangélicos que dizem que Lutero não fez reforma completa. Outros reformadores foram mais radicais. Baniram dos templos as velas, cruzes, quadros, símbolos, paramentos. Os assim chamados iconoclastas por vezes fizeram isso de forma violenta e agressiva. Como Igreja Evangélica de Confissão Luterana respeitamos o que outras tradições religiosas têm de positivo. Assim aos luteranos, nos contatos ecumênicos, muitas vezes cabe uma função mediadora, de diálogo, e não de polarização polêmica. As velas, os paramentos e os símbolos que vemos nas igrejas são ajudas concretas para a interpretação e a memorização da mensagem do evangelho.

Veja: Vestes litúrgicas, símbolos e cores


Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Vários
Perfil do Texto: Sala de Tomé
ID: 12681
REDE DE RECURSOS
+
Confie no Senhor. Tenha fé e coragem. Confie em Deus, o Senhor.
Salmo 27.14
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br