Ministérios

“...e nos deu o ministério da reconciliação.” (II Coríntios 5.18)

 

Ministério compartilhado

O testemunho do Evangelho ocorre partir dos dons conferidos pela multiforme graça de Deus. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil instituiu o ministério compartilhado mediante o qual pessoas capacitadas e habilitadas para atuar em diversas áreas com ênfases distintas convivem em igualdade de condições. O ministério compartilhado engloba ministros ordenados e todas as pessoas chamadas para tarefas específicas nos mais diversos campos de trabalho da Igreja. Assim, membros de comunidades no exercício do sacerdócio geral de todas as pessoas batizadas atuam lado a lado com pastores, missionários, catequistas e diáconos ordenados sem o privilegiamento de uns ou de outros.

O ministério compartilhado, portanto, consiste na participação livre e responsável de todo o povo de Deus na sua missão. O sacerdócio geral das pessoas batizadas faz com que haja uma grande partilha de dons no serviço evangélico. O ministério ordenado é uma decorrência deste sacerdócio. Ele é conferido indistintamente a pessoas formadas e habilitadas para este fim.

Ministérios ordenados

O ministério eclesiástico foi instituído para, através da pregação do evangelho e da administração dos sacramentos, despertar e alimentar a fé, edificando comunidade missionária, sendo que todos os ministérios específicos dele derivados estão comprometidos a cooperar com este objetivo.

O exercício do ministério ocorre num espírito de cooperação e respeito mútuos, também quanto aos limites dos campos de trabalho.

A distinção de ministérios específicos tem razão somente funcional, seguindo o propósito de assegurar competência no exercício das atribuições respectivas, cuja meta consiste na capacitação para a vivência do sacerdócio geral de todos os crentes, na formação de lideranças, bem como na manifestação pública da palavra de Deus na sociedade.

Cabe a todos os ministérios, em comum acordo e com o apoio das instâncias responsáveis pelo campo de trabalho, a tarefa de:

• motivar, formar e capacitar os membros a desenvolverem os seus dons para o crescimento da comunidade, o bem-estar integral do ser humano e a manifestação da voz evangélica na vida pública;

• orientar teologicamente os membros, quer em grupos, quer individualmente;

• empenhar-se no aconselhamento, na visitação e na reconciliação das pessoas;

• ativar a consciência missionária, diaconal e ecumênica, bem como a responsabilidade pública da paróquia;

• cooperar com iniciativa missionária além dos limites do seu campo de trabalho;

• empenhar-se em fortalecer a união e a edificação da comunidade;

• buscar a integração dos ministérios através do respeito recíproco, bem como através de trabalho teológico e planejamento conjunto.

• participar, dentro das respectivas atividades específicas, do trabalho do Presbitério e da Diretoria;

• cooperar na administração da comunidade;

• representar o campo de trabalho, dentro das atribuições peculiares, perante outras igrejas e agremiações confessionais e ecumênicas e em atos públicos

 

Ministérios específicos

Os diversos ministérios com ordenação tem competências e atribuições distintas.

O exercício do ministério pastoral consistirá no testemunho da palavra de Deus a serviço da comunhão em Cristo, visando promover o amadurecimento da comunidade, capacitando-a para dar razão de sua fé e para integrar diferenças, cabendo-lhe especial responsabilidade:

• na pregação da palavra, na condução da liturgia e na administração dos ofícios, observada a confessionalidade da IECLB;

• na administração dos sacramentos;

• no ouvir da confissão e na proclamação do perdão;

• na condução e formação teológica da comunidade;

• no aconselhamento, na visitação e na reconciliação das pessoas;

• na organização de promoções especiais de ordem teológica, ecumênica ou cultural.

 

O exercício do ministério catequético tem como específico a educação cristã e consistirá no testemunho do evangelho mediante ensino, instrução, ação pedagógica e discipulado permanente das pessoas, cabendo-lhe especial responsabilidade:

• na orientação catequética de grupos, particularmente famílias, crianças, jovens, idosos, casais;

• na educação cristã em atividades como a escola dominical, o culto infantil, o ensino confirmatório e os grupos de jovens;

• no ensino religioso escolar;

• na representação da comunidade junto às escolas;

• na formação e capacitação teológica e pedagógica dos pais, visando o ensino da palavra de Deus aos filhos e a vivência do evangelho em família e sociedade;

• em cursos para novos membros, promoção e coordenação de eventos que visem a formação continuada dos membros, bem como a preparação e capacitação de grupos;

• na atuação e assessoria em outros contextos educacionais, tais como departamentos, setores de trabalho, centros de formação, instituições públicas e eclesiásticas.
 

O exercício do ministério diaconal consistirá no testemunho prático da fé cristã e se expressará através do serviço à pessoa, visando a sua cura e o bem-estar integral, cabendo-lhe especial responsabilidade:

• no incentivo à prática do amor e no serviço à pessoa necessitada;

• no despertamento e na promoção de uma espiritualidade diaconal entre os membros;

• na criação de grupos de solidariedade ou de serviço na comunidade;

• em atividades diaconais desenvolvidas em instituições diaconais, a exemplo de hospitais, ancionatos, creches;

• nos movimentos ecumênicos em proteção à dignidade humana ou em favor de causas justas, apoiadas pela comunidade;

• em iniciativas da comunidade que visem prevenção e cura do sofrimento humano e a eliminação de suas causas;

• na implementação de projetos de apoio social.


O exercício do ministério missionário consistirá no testemunho e no ensino do evangelho para além dos espaços geográficos, culturais e sociais de atuação já constituídos da IECLB, com o objetivo de despertar fé e de constituir comunhão, cabendo-lhe especial responsabilidade:

• na criação e edificação de comunidade evangélica em campos de trabalho missionário da IECLB;

• na abertura de frentes missionárias em lugares em que a IECLB ainda não esteja presente;

• na administração dos sacramentos no processo de edificação de comunidade em áreas missionárias.

• em atividades consideradas missionárias pela comunidade, paróquia, sínodo ou IECLB;

• no avivamento e reavivamento de comunidades por evangelização;

• no incentivo e na capacitação à atuação missionária, através de uma espiritualidade voltada ao testemunho cristão;

• na promoção de eventos que visem estimular o espírito missionário nos diversos âmbitos da IECLB, em concordância com as instâncias competentes da IECLB.


Veja também:  

O ministério na IECLB – sua teologia e práxis - P. Dr. Gottfried Brakemeier

O Ministério Compartilhado - origem, História e Teologia -  P. Dr. Gottfried Brakemeier

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.
Filipenses 2.4
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br