Mateus 22.15-22 - 20º Domingo após Pentecostes - 22/10/2017

03/07/2017

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10

17 – 20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10 P. Adriel Raach

 

Saudamos a comunidade aqui presente, desejando que todos e todas se sintam bem em nosso meio.
20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10
20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10
17 – 20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10
17 – 20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10

Sejam todos bem-vindos para este culto, que é onde Deus se encontra conosco. Saúdo a cada um e a cada uma com as palavras bíblicas de Atos 2.33, que dizem: “Jesus foi levado para sentar-se ao lado direito de Deus, o seu Pai, o qual lhe deu o Espírito Santo, como havia prometido. E Jesus derramou sobre nós esse Espírito, conforme vocês estão vendo e ouvindo agora”.

Estamos no 20º domingo após Pentecostes. O nosso Deus se revela a nós desde o ato da Criação, e através dos profetas do Antigo Testamento como o Deus-Pai, Criador, mantenedor de tudo, o mesmo que se fez carne em Jesus Cristo, o Filho, que morreu por todos nós e ressuscitou para a vida eterna e, ao ascender aos céus, não nos deixou a sós, pois enviou-nos o Espírito Santo, vivificador, consolador. Assim é o nosso Deus. Nessas três pessoas Ele revela a sua unidade. Um único Deus, mas que se revela a nós em três Pessoas. E é pelo poder do Espírito Santo que nós estamos aqui, reunidos, reunidas, vendo e ouvindo o que Deus tem feito por nós. 

(...) Se há visitantes entre nós, podem se identificar? (...) Sejam bem-vindos, sejam bem-vindas! Desejamos que se sintam bem aqui conosco.

CANTO DE ENTRADA
Nº 123 – HPD 1 – O nosso encontro vai ser abençoado

Ou: Nº 332 – HPD 2 – Deus está aqui
17 – 20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10

SAUDAÇÃO
Nós nos reunimos aqui em nome do trino Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 350 – HPD 2 – Que a graça do Senhor Jesus

Ou: Nº 321 – HPD 2 – Vento que anima

CONFISSÃO DE PECADOS
O nosso auxílio vem do Senhor que fez o céu e a terra ... A festa de comunhão quer nos lembrar que Deus quer estar conosco. Comunhão pede que sejamos sinceros, autênticos e que saibamos reconhecer nossos pecados. Por isto, quero convidá-los para confessarmos nossos pecados:
Oremos: Deus de bondade e misericordioso. Nós nos dirigimos a ti neste momento como pessoas pecadoras e pedimos que nos perdoe os nossos pecados. Somos egoístas e nos esquecemos de seguir o exemplo que teu Filho, Jesus, nos deixou. Ajuda-nos a renovar nossa vida a cada dia e seguir sempre no caminho certo, servindo ao nosso próximo, estando sempre em dia com nossas responsabilidades como cidadãos e podendo também amar e perdoar-nos uns aos outros, assim como tu nos amas. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
ANÚNCIO DO PERDÃO
...“e o amor de Deus é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho para que, por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados” (1 Jo 3.10). Fundamentados nesse amor, podemos confiar no perdão de Deus, em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, Amém.

KYRIE
Por ainda haver tanta injustiça neste mundo, por ainda haver pessoas que se afastam da presença de Deus é que vemos tanta violência, guerras, discriminação, tanta pobreza, miséria, corrupção, ganância e hipocrisia. Jesus disse que veio ao mundo para que nós tenhamos vida, e a tenhamos em abundância. Por isso, queremos pedir a Deus tenha pressa em enviar o Reino que será justo a todos. Fazemos isso cantando:

“♫ Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinam ao clamor,
Desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita e irmanada com a justiça.
Abrace o mundo inteiro, tem compaixão.
O teu poder sustente o testemunho do teu povo.
Teu reino venha a nós. Kyrie Eleison0. ♫”

ORAÇÃO DO DIA
Oremos: Trino Deus, tu desejas que vivamos bem, e por isso deste o teu Filho em nosso favor. Neste encontro viemos a ti suplicando por ajuda para sermos corretos no pensar e agir. Pela tua palavra que se fez verbo e nos encheu da verdade, permita que permaneçamos firmes, escutando o que queres nos ensinar, pois sabemos que tu és um Deus de amor e paz e que desejas o melhor para todos nós. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Is 45.1-7

2ª Leitura Bíblica: 1Ts 1.1-10

Aclamação do Evangelho:
Convido à comunidade a se colocar de pé, em respeito à leitura do Evangelho.

3ª Leitura Bíblica: Mt 22.15-22

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 379 – HPD 2 – Estou pronto, Senhor

PREGAÇÃO

Oremos: Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo. Pedimos-te, faça-te presente aqui neste momento em que queremos meditar sobre a tua Palavra. Amém.

Gostaria de iniciar esta prédica com uma pergunta a vocês, uma pergunta bem polêmica, aliás: - Qual é a diferença entre pagar impostos (ao governo de modo geral) e contribuir para a igreja? Pensem para vocês, ou se alguém gostaria de responder em voz alta, fique à vontade.

Bem. Estamos aqui diante de um texto clássico do Evangelho de Mateus, em que os membros do partido de Herodes vêm testar Jesus com relação ao pagamento de impostos. Esse era um grave problema social na época, em que o povo era sempre obrigado a pagar altas taxas de impostos ao império... as taxas chegavam à abusiva marca de 30%, até 40% do que eles ganhavam. Hoje nós chegamos a pagar mais de 50%, ironicamente, o que revela o quão atual é este texto para nós.

A revolta do povo, na época, era porque eles não queriam ser obrigados a pagar os impostos. Além disso, haviam aqueles que cobravam impostos, que adicionavam taxas extras para enriquecerem... o que chamaríamos hoje de corrupção. Hoje isso é feito através de licitações fraudulentas, superfaturamento de obras, lavagem de dinheiro, etc. Mas, há uma diferença! Sinto que o povo, hoje, em geral não se nega a pagar impostos. Há reclamações das altíssimas taxas, porém, nós sabemos o quão é importante pagar impostos para que os serviços públicos sejam realizados. Acontece que, assim como no tempo do império, o dinheiro vai ficando nas mãos de alguns poucos, geralmente aqueles em quem confiamos para administrar esses recursos, e os serviços públicos não são feitos, ou são de má qualidade, incompatível com a quantidade de impostos que é arrecadado para tanto. Mas, se é tão atual assim, o que esse texto tem para nos dizer com relação à situação que estamos vivendo hoje, especialmente no Brasil? Nessa pergunta eu quero fazer um gancho com a pergunta que fiz no início: “Qual é a diferença entre pagar impostos (ao governo de modo geral) e contribuir para a igreja?” Eu responderia da seguinte forma: - Imposto eu pago para ter direito, acesso... pago para usufruir! Contribuição eu dou porque já recebi! Ou seja, é uma resposta do amor que já recebi de Deus! Logo, minha contribuição não tem a ver somente com o dinheiro que entrego à igreja. Tem a ver com a minha oração de gratidão, com a participação ativa na vida da igreja, com a minha ação solidária em favor do próximo... e tem a ver, até mesmo com o cumprimento dos meus deveres como cidadão, como cidadã! Entre os deveres está o dever de pagar impostos! Mas, não para por aí! Entre os deveres está também o de cobrar das autoridades, fiscalizar, não vender meu voto, pesquisar a vida de quem vou confiar nossos impostos e, até mesmo, quem sabe, envolver-me na política, candidatar-me, administrar esses recursos que devem ser para o bem de todos e todas, e nunca apenas de alguns poucos.
A contribuição na igreja é uma resposta de gratidão! Agora, vocês imaginem se assim também fosse no que diz respeito aos impostos! Muitos talvez diriam que o Brasil não iria sobreviver! Mas, a igreja está sobrevivendo. Vejam, a diferença está justamente no que Jesus responde ao membros do partido de Herodes, no versículo 21: - “Deem ao imperador o que é do imperador e deem a Deus o que é de Deus.” Deus não está interessado em dinheiro, em riquezas materiais. Na igreja, precisamos da contribuição para promover aquilo que Deus quer, como a pregação da Palavra, a comunhão, o ensino... isso é inegável... Contudo, o que Deus nos ofereceu e continua oferecendo é impagável! Ele nos entregou seu Filho, Jesus, para morrer numa cruz, em favor de todos nós... e pra quem tem filhos, sabe o que significa dizer: “não tem preço!”
Há uma história que conta que:
- Certo dia, um homem, casado e preocupado com seu futuro profissional se dirigiu ao seu pastor e perguntou o que deveria fazer para ficar muito rico. O pastor disse que antes de se preocupar com essas coisas, era para ele ter um filho com sua esposa. O homem achou estranho, pois sua lógica era bem ao contrário. Mas, como ele era um homem temente a Deus, e confiava no que o Pastor lhe dizia, ele resolveu seguir o conselho. Um ano mais tarde, ele retornou ao pastor e disse: - Pastor, segui o teu conselho! Tivemos nosso filho. Como faço para ficar muito rico? – O Pastor respondeu: tenham outro! - O homem se assustou! Mas, pacientemente, resolveu seguir o conselho do Pastor novamente. Dessa vez alguns anos se passaram, e o homem se lembrou dos conselhos do pastor e resolveu falar de novo com ele sobre o assunto: - Pastor, já tivemos nosso segundo filho! O senhor vinha me instruindo em como ficar muito rico! O que devo fazer agora? – O Pastor respondeu: faça o seguinte, você me dê um de seus filhos para nunca mais vê-lo, apenas um! – Ao que o homem, imediatamente respondeu: Isso não, Pastor! Nem pensar! Nem toda a riqueza desse mundo poderia pagar um de meus filhos! – o Pastor então disse: Se você tem algo mais valioso do que toda a riqueza deste mundo, porque ainda quer saber como ficar rico! Você já é rico!

Nós todos somos ricos, tendo filhos ou não! Temos a vida, a nossa maior riqueza! Temos nossa família que não há dinheiro no mundo que pague! Deveríamos retomar bons costumes e reaprender a dizer: “temos nosso caráter, nossa honestidade, nosso orgulho de ser cristão, e não há dinheiro no mundo que tire isso de nós!” Quantos ainda são capazes de dizer que não se vendem! Quantos ainda podem dizer que nunca se venderam, que nunca se corromperam? São poucos. Mas precisamos continuar cultivando o caráter, a honestidade como um valor em si mesmo! O valor da honestidade é a satisfação de agir honestamente! Não há como cobrar por isso. Assim como não há preço na gratidão que tenho a Deus! Vamos cumprir nossos deveres de cidadão, cidadã, e demonstrar nossa gratidão a Deus na prática, especialmente na nossa comunidade de fé... nossa fé, aliás, também nunca estará à venda!

Que o Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo nos abençoe em nossa comunhão de irmãos e irmãs na fé! Amém.

HINO
Nº 443 – HPD 1 – Resistência

CONFISSÃO DE FÉ
Movidos pelo amor de Deus por nós, e pela fé que Ele mesmo nos concede, confessemos juntos a nossa fé através das palavras do credo apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 359 – HPD 1 – Te ofertamos nossos dons


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Senhor nosso Deus e Pai. Nós te rendemos graças pela nossa vida, por nos ter abençoado com a saúde, o vigor para o trabalho, com anos e anos de vida, com colheitas fartas, com ensinamentos e, somos imensamente gratos por teres se revelado a nós em Jesus Cristo, teu Filho amado, pelo qual enviaria o Espírito Santo ao mundo.
Faz-te presente entre nós comunidade, nas vidas de cada um e cada uma. Tantas são as pessoas que sofrem por doenças, depressão, solidão, negação do perdão. Nós intercedemos por todas elas, especialmente pelos nossos próximos mais próximos ...
Em especial, nós pedimos que olhes por todos os seus filhos e filhas, em tempos de violência, guerras e acidentes de trânsito. Nós pedimos que nos conceda a sua Paz. Neste país, que está carente de cidadãos e cidadãs honestas, de caráter, éticos... em sua igreja, onde a contribuição deve vir como uma resposta de gratidão e, esses recursos também devem ser usados com responsabilidade, faz-te presente com teu Espírito Santo, Senhor.
Fica conosco, óh Deus! Guarda-nos em todos os momentos de nossa vida.
Por Cristo, nosso Senhor, que nos ensinou a orar....

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor, sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
Assim, abençoe-te o Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

ENVIO
Vão em paz e Sirvam ao Senhor com alegria, podendo sempre dar graças a Deus!

CANTO FINAL
Nº 206 - HPD 1 – Quão bondoso amigo é Cristo


Autor(a): P. Adriel Raach
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 42910
REDE DE RECURSOS
+
Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.
Salmo 100.2
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br