Lutero se arrependeu de ter feito a reforma?

13/02/2012

Acabei de chegar do curso pré-vestibular. Lá o professor disse que Lutero, antes de morrer, se arrependeu de ter feito a reforma.
Isso é verdade?

R., a sua questão é interessante. Eu diria inicialmente que quem fez a afirmação também precisaria provar o que diz.

Martim Lutero tinha um compromisso com a verdade evangélica e correu enormes riscos por causa da dedicação a essa causa. Foi mal sucedido no seu intento de reformar a sua própria igreja de origem - a Igreja Católica Romana. Não houve espaço para a eliminação de desvios por ele denunciados. Como havia na sociedade de seu tempo uma grande efervescência e uma grande animosidade por parte de diversos segmentos sociais, a sua pregação encontrou um terreno propício para a aglutinação das forças políticas que deram sustentação ao movimento.

Movimento - essa palavra é muito importante - movimento da Reforma. Lutero foi um dos tantos que se voltou contra os desmandos dentro de sua Igreja - a Igreja Católica. Antes dele várias pessoas (John Huss, por exemplo) foram mortas por causa disso.

A institucionalização do movimento em torno das teses de Lutero e outros teólogos importantes de seu tempo foi bem sucedida graças à sustentação dada pelos príncipes. Ou seja, Lutero foi mal e bem sucedido ao mesmo tempo. Mal sucedido por não conseguir reformar a sua Igreja. Bem sucedido porque não encontrou o destino de seus antecessores.

Com a abertura da panela de pressão muitas tensões sociais vieram à tona. Destaque-se a articulação dos camponeses que foram massacrados violentamente pelos príncipes, apoiados por Lutero. Este foi um erro imperdoável. ( Lutero provavelmente via que todos os esforços de afirmação do movimento de reforma estava indo água a baixo e queria preservá-lo. )

Lutero ficou fiel à questão teológica central por ele redescoberta na Bíblia, a saber, a justificação por graça e fé. Todas as reflexões teológicas posteriores decorrem desta afirmação. Isso vale para a ética, para a organização comunitária e assim por diante. Lutero pregou até o fim de sua vida e, ao que consta, em nenhum momento afirmou que o movimento não teria valido a pena.

Eu recomendo o filme Lutero que é facilmente encontrado nas locadoras. Você poderá se localizar no cenário histórico e depreender facilmente que a afirmação de seu professor não procede.


Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Vários
Perfil do Texto: Sala de Tomé
ID: 12668
REDE DE RECURSOS
+
Quando Deus não está no barco, não se navega bem.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br