João 12.24

Caderno de Celebrações - 2017-2018

01/04/2018

Abril de 2018
Pregação: João 12.24
Pa. Jandira Keppi

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Querida comunidade! Como é bom nos reunirmos na casa de Deus para celebrar este culto. Que a paz do Senhor Jesus esteja com todos nós! Estamos alegres em ver esta comunidade reunida e de ver você aqui neste culto. Sejam bem vindos e bem vindas à casa de Deus. Como é bom saber que Deus está conosco nos abençoando neste momento.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Entre Nós Está

N. 269 – canção da chegada

SAUDAÇÃO
Estamos aqui reunidos e reunidas na presença de Deus, de seu Filho Jesus Cristo e do Espírito Santo o Consolador.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Entre Nós Está Nº - 154- Senhor, meu Deus

CONFISSÃO DE PECADOS

Querido Deus chegamos perante ti para confessarmos nossos pecados cometidos por ação ou omissão. Perdoa- nos Deus pelas nossas fraquezas e comodismo , por deixarmos as sementes de grãos guardada, sem nos preocuparmos em semeá-las em terras férteis. Morrestes e ressuscitastes para nos dar Vida Nova, no entanto, não nos preocupamos em semear esta novidade de vida.
Por isso, perdão Senhor!
Canto: perdão Senhor, perdão.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Quem com sinceridade reconhece e confessa os seus pecados a Deus com alegria recebe a palavra de graça e perdão. Deus é um Deus da misericórdia e da compaixão. Por isso, Ele sempre estende sua poderosa mão àqueles e àquelas que Nele confiam.


KYRIE
Vivemos num mundo muito perverso, especialmente para as crianças e mulheres. A violência assola a humanidade. Todos nós de certa forma tem culpa pelo o que a nossa espécie humana faz contra ela mesma. Oremos por todas as pessoas que sofrem, cantando pelas dores deste mundo.

Pelas dores deste mundo, ó Senhor!
Imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação.
Teus ouvidos se inclinem ao clamor
Desta gente oprimida.
Apressa-te com a tua salvação!

A tua paz, bendita irmanada
Com a justiça
Abrace o mundo inteiro.
Tem compaixão!
O teu poder sustente
O testemunho do teu povo.
Teu Reino venha a nós!
Kyrie eleison!
________________________________________
GLÓRIA IN EXCELSIS
O Deus da misericórdia sempre acolhe os nossos clamores, por isso cantamos:
Gloria, Gloria, Gloria a Deus nas alturas, Glória, Gloria paz entre nós, paz entre nós.

ORAÇÃO DO DIA

Querido Deus, abre nossos corações e mentes para que nesse momento possamos ouvir a Tua Palavra. Concede-nos sabedoria para que possamos permitir que os teus ensinamentos nos modifique, nos façam pessoas melhores, com senso da Justiça e da Paz.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Hebreus 13. 20-21

2ª Leitura Bíblica: Evangelho: Marcos 16.09-11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº - 195 A Tua Palavra é Semente


PREGAÇÃO

Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos/as nós.

Prezada Comunidade aqui reunida, hoje refletiremos sobre o grão que deve morrer para depois viver e dar bons frutos; Aquele que morreu, ressuscitou e nos trouxe vida plena.

Para a nossa reflexão trago apenas um versículo, que encontramos no Evangelho de João, capítulo 12, versículo 24, que assim nos diz: Eu afirmo a vocês que isso é verdade: se um grão de trigo não for jogado na terra e não morrer, ele continuará a ser apenas um grão. Mas, se morrer, dará muito trigo.

Estamos no período da Páscoa e Pós-Páscoa. É um tempo que dedicamos a refletir sobre a ressurreição de Jesus Cristo. As mulheres que primeiro receberam a notícia de sua ressurreição repassaram-na aos discípulos e com eles foram repassando a outras pessoas e assim ela continua sendo transmitida de século em século.

Disseram elas: Ele não está mais aqui, Ele ressuscitou. Essas são palavras de mudanças. A novidade da morte de Jesus é justamente a ressurreição. A morte foi vencida. Ele ressuscitou, semeando Sementes de Esperança.

E falando em sementes, o texto do Evangelho de João traz a reflexão sobre o grão de trigo, se ele não for jogado na terra e não morrer, continuará a ser apenas um grão, se morrer, dará muito trigo.

Na nossa realidade brasileira, e especialmente na Amazônia, podemos substituir, para uma melhor aproximação, o grão de trigo pelo grão de milho. Porém, independente do grão, importa que o grão morra debaixo da terra para que possa germinar, crescer e dar bons frutos.

Depois de enterrada a semente, ficamos na espera, como no Sábado Santo, e sorrimos quando no domingo a vemos brotar com uma folhinha verde. Se o grão de milho não morrer, não vai virar a espiga tão saboreada. Se guardamos o milho no bolso ou no depósito, nada mudará, mas se o enterrarmos numa terra fértil, então teremos um belo milharal, cujos grãos devem ir à mesa para saciar aqueles e aquelas que tem fome.

Para os povos indígenas o milho faz parte da alimentação diária. O milho mole ou milho massa, como é conhecido, é tradicional desses povos. É um tipo de milho que mesmo seco pode ser comido. E ele é muito mais saboroso do que o milho híbrido. E o mais importante: é puro, limpo, e sem agrotóxico. Milho cozido, assado na brasa, pamonha, mingaus e a famosa chicha são os pratos favoritos dos povos indígenas. O milho representa a vida que sempre brota da terra, uma terra sem agrotóxico e trabalhada manualmente e comunitariamente. Quando as mulheres fazem as paneladas de chicha de milho, toda a comunidade se aproxima porque ela é partilha e comunhão.

O povo Arara aqui de Rondônia ainda tem o milho que Totó New ( Deus) deu para eles. Foi o pajé que foi no céu buscar essa semente e o pássaro bico de brasa a trouxe no seu papo e foi espalhando-a pela roça. Eles sempre nos mostram com orgulho essas sementes. Não podem perdê-las porque isso seria uma tristeza e um desrespeito a Deus. As mulheres idosas são suas guardiãs. Penduram os feixes de espigas secas dentro de casa, no telhado, em cima do fogão a lenha. No tempo do plantio, repartem com outras mulheres as sementes guardadas.

Uma Semente deu Vida Nova para todos e todas nós. Morreu e despertou. Foi restituído à vida. Tornou-se Pão para o mundo. A notícia da vida plena precisa ser semeada por homens e mulheres. Não pode ficar guardada. Precisamos semear e compartilhar essa Novidade de Vida.

Semear significa sujar as mãos de terra, cuidar e massageá-la para torná-la um lugar fértil para receber sementes e produzir bons frutos. Isso deve ser prazeroso, mas também exige de nós trabalho. Um mundo de Justiça e de Paz se constrói, como o trabalho na roça, árdua e cotidianamente. Devemos ser bons e boas semeadoras, sair do nosso comodismo e da nossa zona de conforto, procurar terras férteis e semear a boa semente. Diariamente somos enviados e enviadas para semear esta Paz.

Encontramos o lema desse mês de abril de 2018 em João 20.21 — Jesus Cristo diz: — Que a paz esteja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês. Que esta Paz, tão desejada e necessária nesses tempos sombrios nos acompanhe.
Amém


HINO
Nº - 298 Cio da terra ou 115 O grão

CONFISSÃO DE FÉ
Convido a comunidade para confessarmos a nossa fé:

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra.
E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,
o qual foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da virgem Maria,
padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado,
desceu ao mundo dos mortos, ressuscitou no terceiro dia, ,
subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso,
de onde há de vir para julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito, no Espírito Santo,
na Santa Igreja, Santa Igreja cristã, na comunhão dos santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém.

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Destino das ofertas:
Canto: 220


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Graças Senhor , por Tua bondade e Teu amor. Graças porque podemos confiar na Tua Palavra. Agradecemos Te por ter nos guiado até aqui. Oramos por tua Igreja e por todas as autoridades. Oramos por todas as pessoas que sofrem, as adoentadas, as enlutadas, as tristes ( mencionar...) Oramos pelos aniversariantes ( mencionar) . Esteja sempre conosco. Que possamos ser pessoas que semeiam a Justiça e a Paz. Todos os nossos pedidos e agradecimentos colocamos na oração que Tu nos ensinaste: Pai nosso....

PAI NOSSO
Pai Nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
BÊNÇÃO

O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz.

ENVIO

Vamos nesta paz e sirvamos ao Senhor com alegria.

CANTO FINAL
Nº - 224 Abençoa, Senhor, a nossa vida.
 


Autor(a): Pa. Jandira Keppi
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 12 / Versículo Inicial: 24
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 46558
REDE DE RECURSOS
+
Deus, ao atender uma oração, atende-a de modo maravilhoso e rico, assim que o coração humano é por demais apertado para poder compreendê-lo.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br