Isaías 55.1-3

AGOSTO/2017- 9º DOMINGO APÓS PENTECOSTES - P. JORGE KLEIN

06/08/2017

AGOSTO/2017- 9º APÓS TRINDADE
Pregação: Isaías 55.1-3; Leituras: Rm 9.1-5; Mt 14.13-21
P. Jorge Klein – Alta Floresta do Oeste - RO

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Saudação: Jesus Cristo diz a seus discípulos: “A vocês Deus mostra o segredo do seu Reino. Mas para os que estão fora do reino tudo é ensinado por meio de parábolas...” Mc 4.11

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº - Hino: 200 HPD – Cantai e folgai

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos aqui reunidos para celebrarmos o nono domingo após pentecostes e vamos refletir sobre o conveniente, o necessário e o supérfluo.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº - Hino: 254 HPD – Senhor, meu Deus

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Confissão de pecados

ANÚNCIO DO PERDÃO
Bondoso e amado Deus: em humildade nos achegamos a ti para confessar nossos pecados e pedir tua misericórdia. Confessamos que é difícil perceber a diferença entre a tua vontade e os nossos próprios anseios e expectativas. Nem sempre temos clareza sobre quem é Jesus e quais as consequências de confessar Jesus como o Cristo. Oramos para que o teu reino venha e para que seja feita a tua vontade, mas nem sempre aceitamos o teu domínio sobre nós. Por isso a nossa comunhão deixa a desejar e não colocamos nossos dons a serviço de tua comunidade e do próximo. Não amamos os nosso próximo como a nós mesmos e não nos dispomos a servir. Deixamo-nos guiar por valores que são impostos pela sociedade quando deveríamos transformar a sociedade a partir dos valores do teu reino. Por isso te pedimos: perdoa a nossa incompreensão e nossa fraqueza. Dá-nos a disposição para renovar a nossa mente, para viver sob o teu domínio e ser sal e luz do mundo. Assim, te pedimos pelas dores deste mundo

KYRIE
Pelas dores deste mundo, ó senhor....

GLÓRIA IN EXCELSIS
Jesus acabou com o poder da morte e, por meio do evangelho, revelou a vida que dura para sempre - 2 Tm 1.10. Cantemos Glória...

ORAÇÃO DO DIA
Ó Deus, nós agradecemos por tua misericórdia e por teu amor. Agradecemos-te porque enviaste teu filho para inaugurar o teu domínio sobre nós. O teu domínio significa amor, cura, justiça, paz, alegria. Permita que vivamos sob o teu domínio, refletindo e vivendo de acordo com a tua vontade. Por Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo nos congrega e nos anima a perceber os sinais do teu reino neste mundo. Amém.


LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Romanos 9,1-5

2ª Leitura Bíblica: Salmo 145.8-9, 15-21

3ª Leitura Bíblica: Mateus 14.13-21

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 449 HPD – Que estou fazendo se sou cristão

PREGAÇÃO
Texto da Pregação: Isaías 55.1-3
A passagem lembra o apelo de um vendedor, tentando convencer os passantes de uma oferta especial.
A palavra: “Venham” aparece 3 vezes e a palavra: “Comprem” aparece duas vezes.
O produto oferecido é alimento: água e pão. O verbo hebraico sabar significa “comprar cereal”. Junto a isso ainda há vinho e leite.
Gêneros de primeira necessidade e que representam fartura e festa.
A passagem sugere uma promoção imperdível: tudo de graça (v. 1). Ele chama justamente os necessitados: “os que não têm dinheiro” (v. 1).
No início a gente não sabe quem faz a oferta. Mas no v. 3 vem a descoberta: quem faz a oferta é Deus. Portanto, Deus também oferta. Por que, então, nós também não podemos ofertar?
O que Deus oferta são justamente as necessidades básicas que temos na vida: água e alimento.
Santo Tomás de Aquino (1225-1274) elaborou uma tese sobre o destino dos bens sobre a organização privada da propriedade. Ele distingue três do que cada um possui: 1. O necessário – é o que cada pessoa precisa para viver humanamente; 2. O conveniente – é o que cada um precisa para estar de bem consigo e com o mundo; 3. O supérfluo – é o que excede, o que não se precisa. Por justiça, quem não tem o necessário tem direito ao supérfluo. Para Tomás de Aquino, adonar-se do supérfluo é consumismo; já partilhar o conveniente é o início da caridade.
Se colocamos esta questão em nível de Igreja, somos chamados a ofertar o que é básico para ela.
A partir do v. 3 a gente começa a entender qual é o “produto” básico que está sendo ofertado: a palavra que pode saciar e dar vida.
A palavra é comparada com a neve e a chuva, que não volta sem primeiro ter regado a terra, como ele relata no v 10.
“Se ouvirem o que eu ordeno” (v. 2). O simples ouvir produz vida e sacia a fome de fé.
A palavra pronunciada por Deus realiza tudo aquilo que ela diz. Ela não é apenas comunicação a respeito de algo, mas ela própria é acontecimento. A palavra é como a chuva que faz a semente brotar do chão e dá comida ao que come e se sacia. Lutero, sobre essa pregação, chegou a dizer: “a palavra de Deus é Cristo e ele é a comida e a bebida, o cozinheiro e o garçom”. Amém.


HINO
Nº 328 – Um só rebanho, um só Pastor

CONFISSÃO DE FÉ
Motivação para Confissão de fé.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 241 HPD – Com gratidão ao nosso Deus


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2. Pessoas doente
3. Pessoas em recuperação
___________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

Amado Pai, tu nos amas com a mesma intensidade com que a mãe ama seus filhos. Agradecemos-te por esse amar que tens por nós e por toda a tua criação. Agradecemos-te por aquilo que já criaste, pela vida que estás cuidando, e ainda irás criar. Agradecemos-te por poder ser teus colaboradores e tuas colaboradoras no ato de criar e dispomo-nos a assumir essa tarefa com carinho, responsabilidade e firmeza. Queremos ser coerentes com teu evangelho:
- Queremos deixar de nos acovardar diante de poderes que oprimem e que eliminam o que é criado e amado por ti, pois participar de tua criação significa, antes de mais nada, evitar a destruição impiedosa das muitas formas e ciclos da vida;
- queremos superar a passividade diante de ideias, projetos e estilos de vida que significam vida para alguns poucos e morte para muitos;
- queremos assumir um jeito de viver sóbrio e parcimonioso, que procura respeitar o todo de tua criação e que não acontece às custas das gerações futuras.
Pedimos-te em nome de teu filho, que por nós viveu e morreu:
- Ajuda-nos a encontrar as respostas e alternativas certas quando estamos diante de problemas difíceis relacionados com a preservação de tua criação;
- Dá-nos discernimento para que preservemos o que deve ser preservado e modifiquemos o que precisa ser mudado;
- Faze-nos permanentemente inquietos para não nos conformarmos com a destruição, exclusão e injustiça;
- Dá-nos coragem para não fugir de tua cruz e dá o teu santo espírito às nossas comunidades para que a tua palavra crie vida nova em nosso meio;
- Ajuda-nos a achar o nosso lugar como partícipes da tua criação.
Agradecemos por continuares a apostar em nós. É por isso que oramos

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Senhor, tu que és fonte de bênção, abençoa-nos.
Tu que és fonte da força, fortalece-nos.
Tu que és fonte de amor, anima-nos para amar todas as tuas criaturas e, confiantes, seguir por teus caminhos.

ENVIO
Envio

CANTO FINAL
Nº - 417 – Igreja que serve, serve
 


Autor(a): P. Jorge Klein
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Testamento: Antigo / Livro: Isaías / Capitulo: 55 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 3
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 42848
REDE DE RECURSOS
+
Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br