Isaías 49. 1-7 - Epifania do Nosso Senhor - 06/01/2019

Caderno de Cultos 2019

06/01/2019

06/01/2019- EPIFANIA DO NOSSO SENHOR
Pregação: Is.49. 1-7
Leituras: 2 Coríntios 4.3-6, João 1.43-5
Pastora Bruna Schneider Belard – SINOP - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Lema da Semana:
Bom Dia! Bem-vindos e bem-vindas! Estamos em tempo de Epifania, palavra que significa revelação. Celebramos, pois a revelação de Deus na pessoa de Jesus Cristo.

Acolher os/as visitantes
Os hinos podem ser escolhido conforme o uso nas comunidades.
CANTO DE ENTRADA
Nº 05 – LCI – Aqui chegando Senhor

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
(Invocação Trinitária)
É por Deus que aqui estamos, por Cristo, seu Filho, que se revela a nós, do jeito que nós somos, independente de onde venhamos, e pelo Espirito Santo que vem como auxilio e consolo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
460 - LC – Espirito Santo de Deus

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS:
Bondoso e amado Deus, em humildade nos achegamos a ti para confessar nossos pecados e pedir tua misericórdia. Confessamos que é difícil perceber a diferença entre a tua vontade e os nossos próprios anseios e expectativas. Nem sempre temos clareza sobre quem é Jesus e quais as consequências de confessar Jesus como o Cristo. Oramos para que o teu reino venha e para que seja feita a tua vontade, mas nem sempre aceitamos o teu domínio sobre nós. Por isso a nossa comunhão deixa a desejar e não colocamos nossos dons a serviço de tua comunidade e do próximo. Não amamos os nosso próximo como a nós mesmos e não nos dispomos a servir. Deixamo-nos guiar por valores que são impostos pela sociedade quando deveríamos transformar a sociedade a partir dos valores do teu reino. Por isso te pedimos: perdoa a nossa incompreensão e nossa fraqueza. Dá-nos a disposição para renovar a nossa mente, para viver sob o teu domínio e ser sal e luz do mundo. Amém

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça”. Nessa confiança eu vos anuncio a remissão dos pecados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

KYRIE
Ao Senhor confiamos nosso clamor. Há pessoas pelas ruas que já não tem mais esperança, que experimentam injustiça, que são esquecidas e que não são alvos de um olhar de misericórdia. Clamamos ao Senhor denunciando que sofremos com corrupção, com leis que privilegiam os mais fortes, com descaso em relação às pessoas idosas ou pouco investimento para garantir vida digna a todas as pessoas. Ao Senhor elevamos nossas vozes, junto com pessoas que são ameaçadas porque anunciam o evangelho, porque são cristãs. Juntamos nossas vozes às de tantos mártires, clamando a Deus: “Compadece-te de teu povo, ó Senhor.” Clamemos juntos cantando:
LC – 56 – Pelas dores deste mundo

GLÓRIA IN EXCELSIS
Ao Deus que perdoa os nossos pecados e ouve o clamor de seu povo, nós rendemos glória a Deus cantando:
70 – LC – Glória

ORAÇÃO DO DIA
Querido Deus. Damos-te graças porque tu és um Deus que perdoa o nosso pecado e ouve o nosso clamor. Damos-te graças por estarmos reunidos e reunidas aqui, em comunhão contigo e com o nossos irmãos e irmãs. Dá-nos agora a presença de teu Santo Espírito para que possamos compreender a tua palavra. Revela-te a nós Senhor! Revela a beleza da tua palavra. Palavras de salvação e de vida eterna. Assim oramos em nome de Jesus Cristo, teu filho, que contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, eternamente. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: 2 Coríntios 4.3-6

2ª Leitura Bíblica: João 1.43-5

3ª Leitura Bíblica: Isaías 49.1-7

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
150 – LCI – Buscai Primeiro

PREGAÇÃO
Texto da Pregação: Isaias 49. 1-7

Prezada comunidade!
Como já foi mencionado estamos em tempo de Epifania, isto é, tempo de meditar sobre a revelação de Deus por meio de seu Filho Jesus Cristo. Logo podemos nos perguntar, mas porque então um texto do AT para pregação, se a vida de Cristo está nos evangelhos?
Simplesmente porque o evangelho, ou seja, a boa nova que Cristo veio nos revelar, já vinha sendo anunciada desde o início da criação.
Os textos apontam para o compromisso de cada pessoa cristã precisa em colaborar para o Reino de Deus, para que outras não tenham que fazer aquilo que cabe a mim.
O texto de Isaías 49.1-7 mostra o servo de Deus e seu relacionamento com as nações gentias, bem como mostra que por meio desse relacionamento com o Senhor o povo de Deus é chamado a refletir a luz e a glória de Deus aos gentios. Também o texto de João 1.43-51 mostra a oportunidade que todos tem para ajudar nessa tarefa. Por meio desse texto é importante mostrar que Cristo chama cada pessoa a envolver-se nessa obra, segui-lo e servi-lo. O texto de 2 Coríntios 4.3-6, apresenta os servos da igreja de Cristo como bons mordomos de Cristo.
Diante disso cabe nos questionar: O que é um servo? Geralmente pensamos num escravo, obrigado a efetuar serviços ao seu senhor. Sob esse aspecto, ele não é livre. Porém, servo também pode ser aquela pessoa que presta serviço, que serve voluntariamente (diaconia).
O profeta inicia lembrando que Deus já o chamou pelo nome desde o ventre de sua mãe. Ele tem total clareza a respeito de sua existência! Quando eu ainda não havia nascido, o Senhor me escolheu para ser o seu servo a fim de que reunisse o seu povo e o trouxesse de volta para ele (v. 5). Aqui se apresenta alguém que sabe a respeito de sua missão! Ele foi chamado e preparado para isso. E mais ainda: este servo do Senhor será uma luz para os outros povos a fim de levar a salvação ao mundo inteiro (v. 6b).
Diante disso podemos nos questionar: E nós temo clareza da nossa missão como cristãos e cristãs, como comunidade de Cristo?
A missão do servo do Senhor, portanto, é dupla, uma voltada para dentro, para o próprio povo de Deus. E a outra voltada para fora do povo de Deus, para os outros povos. Dito de uma forma bem simples: Deus tem um plano para com o seu povo e também com os demais povos do mundo inteiro. Para realizar este plano, ele chama e encarrega alguém com a tarefa. O texto base da nossa prédica define este enviado como servo do Senhor. Encontramos esta designação várias vezes ao longo da Escrituras.
Isaías sabe que foi escolhido é só é capaz de exercer sua missão porque foi preparado pelo Senhor e protegido pela mão do próprio Deus. Nesse preparo, a ênfase está nas palavras que ele pode pronunciar, que se comparam a uma espada, ou seja, são penetrantes e atingem as pessoas. A imagem da espada cortante é algo bem original e tem um sentido forte, pois mostra que o profeta tornou-se hostil aos seus devido à sua mensagem. Sua mensagem apresenta o servo como uma flecha usada pelo Senhor para atingir as pessoas, flecha essa que fica coberta ou protegida pelo Senhor, bem como escondida em uma aljava até o momento em que começará a desenvolver sua tarefa. Essa simbologia indica que, assim como a flecha, o servo será usado no momento propício e de forma eficaz.
Por vezes Isaías desanimou, chegou a pensar que seu trabalho não adiantou em nada, que seu esforço foi à toa. Mas, mesmo assim ele não desistiu não desistiu pois confiava na promessa de que Deus o defenderia e recompensaria, sabia-se amado e fortalecido por Deus.
Toda essa responsabilidade do servo diz respeito a ele ser para o mundo aquilo que Israel deveria ter sido para as nações gentias: luz.
Desanimo é algo que também ocorre conosco servos dos tempos de hoje. Muitas vezes parece que falamos para as paredes, ou que não enxergamos os frutos do nosso trabalho.
Certa vez conversei com um pastor que cultivava morangos com muita dedicação. Perguntei qual era a motivação dele para o plantio. Ele me respondeu podia ver rapidamente os frutos do seu trabalho.
Isso não significa que não haja frutos no trabalho para o Reino, com certeza eles são muitos, mas nem sempre os vemos com clareza nem no tempo que esperamos.
Prezados irmãos e prezadas irmãs! Você e eu, individualmente, como também todos nós, Comunidade de Jesus Cristo, somos chamados a sermos servos de Deus. Em nós e através de nós Deus quer buscar o afastado do seu rebanho e quer presenteá-lo com nova vida, uma vida que deixa guiar-se por Ele e segue os Seus caminhos.
É tarefa de todos e todas nós anunciar as boas-novas e falar de salvação. Os servos de Deus são anunciadores às nações de que Ele traz salvação e socorro diante das dificuldades. Nesse sentido, a missão daquele que anuncia é semelhante à do profeta: consiste em falar da salvação e por meio dessa trazer consolo e conforto aos cansados e principalmente ser luz para o mundo.
Encerro com as últimas palavras do texto de Isaías que com certeza são palavras de Deus para cada um e dada uma de nós: “Pois eu, o Senhor, cumpro as minhas promessas; eu, o Santo Deus de Israel, escolhi você para ser meu servo. Amém.

588 – LCI – Quem quer cantar do amor

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta a palavra de Deus anunciada, vamos confessar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
596 – LCI – Mutirão da vida

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Deus de amor! Nosso coração se alegra por ouvir novamente a tua palavra. Nosso coração se alegra porque através das ofertas destinadas para ................................. podemos contribuir para tua missão e para a promoção do teu reino aqui na Terra. Graças pelos aniversariantes e por cada motivo de gratidão expressado neste culto.
Obrigado por tua palavra que em tempo de Epifania chama a confiar em Deus que se revela em Jesus como o nosso salvador e que nos chama a servir e anunciar ao mundo as boas novas de tua palavra.
Intercedemos por nossa Igreja, por teus ministros e ministras e por tuas lideranças. Permita que tenham um ouvido aberto e atento para a tua palavra. Dessa forma, poderão proclamar a tua palavra e realizar a tua vontade junto as pessoas que necessitam dela.
Intercedemos pelas autoridades de nossa nação. Principalmente aquelas que iniciaram os seus mandatos nesse ano de 2019. Dá que possam ouvir a tua voz e possam governar e legislar com justiça e ética, sem interesses pessoais e visando o bem comum. Dá a elas também a sabedoria que vem do alto para discernir entre o que é bom e mau.
Intercedemos por todas as pessoas que sofrem por doença e pelas famílias enlutadas. Lembramos de cada pedido de oração feito nesse dia........................................................................................................ e entregamos tudo em tuas mãos quando oramos conforme teu Filho Jesus Cristo nos ensinou:


PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que ele faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. Que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Assim te abençoe o Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

ENVIO
Vamos na paz do Senhor e sirvamos a ele com alegria.

CANTO FINAL
632 – LCI – Se eu tiver Jesus ao lado
 


Autor(a): Pastora Bruna Schneider Belard
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania

Testamento: Antigo / Livro: Isaías / Capitulo: 49 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 7
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 50504
REDE DE RECURSOS
+
Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria nem o forte na sua força nem o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia.
Jeremias 9.23-24
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br