Isaías 42.1-9 - 1° Domingo após Epifania (Batismo do Senhor) - 08.01.2017

Caderno de Cultos 2017

08/01/2017

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Tornem-se filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo (Fp 2.15). Com esta palavra desafiadora, mas que também nos impulsiona convidando-nos a sermos luz neste mundo somos acolhidos neste culto. Queremos também desejar as boas vindas às pessoas que nos visitam neste culto.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 336 – HPD 2 – Quando o povo se reúne

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos aqui em nome do Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 123 – HPD 1 – O nosso encontro

Ou: Nº ____________________________________________________
CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor nosso Deus. Reconhecemos que inúmeras vezes falhamos em ações e pensamentos. Nos esquecemos de ter comunhão contigo. Somos filhos e filhas desobedientes. Tu nos chamas a sermos luz para o mundo e ao invés disso, acabamos não olhando as pessoas ao nosso redor que precisam da nossa ajuda. Somos egoístas. Clamamos por justiça no mundo em que vivemos, pedimos pela tua justiça, mas, em vários momentos nós temos práticas injustas em relação ao nosso próximo. Perdoa-nos quando não zelamos pela maravilhosa criação que Tu deixaste a nós para que a cuidássemos. Ouve ó Deus a nossa confissão e te pedimos, perdoa-nos e nos ajude a não cometermos os mesmos erros. É em nome do Teu Filho Jesus Cristo que nós oramos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza (2 Coríntios 12.9). Em meio a nossa fragilidade percebemos o quão dependentes somos de Deus e diante do sincero arrependimento dos pecados, experimentamos o perdão de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém.

KYRIE
Enquanto pessoas cristãs, somos chamados a olhar para o mundo em que vivemos. Há sofrimento por todos os lados. Tantas pessoas sofrem injustiças e opressões sentindo-se como galhos quebrados, com o seu brilho enfraquecido. Por todas as pessoas que sofrem neste mundo, seja qual for o seu sofrimento, intercedemos cantando Pelas dores deste mundo, ó Senhor.

HINO
Pelas dores deste mundo, ó Senhor

GLÓRIA IN EXCELSIS
Ó Senhor Deus, eu sempre cantarei a respeito do teu amor e anunciarei a tua fidelidade a todas as gerações (Salmos 89.1). Por tudo aquilo que Deus fez, tem feito e fará por nós, louvemos a Ele cantando Damos graças ao Senhor.

HINO
Nº 239 – HPD 1 – Damos graças ao Senhor

ORAÇÃO DO DIA
Deus de amor. Agradecemos-te pela oportunidade de podermos nos reunir mais um domingo para prestarmos culto a Ti. Obrigado por nos trazer em segurança até aqui. Te agradecemos por nos oferecer o perdão dos pecados, vida nova e salvação. Pedimos-te que o Senhor venha a nos falar através do teu Espírito Santo neste culto e no momento da pregação da Tua palavra. Por teu Filho Jesus Cristo que contigo e o Espírito Santo vive e reina eternamente, Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Atos 10.34-43

2ª Leitura Bíblica: Mateus 3.13-17

3ª Leitura Bíblica: Isaías 42.1-9

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 381 – HPD 2 – Pela palavra de Deus

PREGAÇÃO
Isaías 42.1-9
Queremos justiça! Quantas vezes já ouvimos esta frase nos meios de comunicação. Vemos todos os dias milhares de situações injustas que nos levam a clamar para que a justiça seja feita. Em algumas situações o pedido de justiça é mais um desejo de vingança do que um pedido por um julgamento justo. Imaginem que vocês são juízes. Na sua frente há uma pilha de processos para você julgar. Você conseguiria agir com justiça em todos os casos? Nós inúmeras vezes queremos que a justiça seja feita, mas na maioria delas, nós mesmos não conseguimos ser justo com aqueles que se encontram ao nosso redor.
Com toda a certeza o clamor por justiça ecoava dentre o povo de Israel. Estavam enfrentando o exílio babilônico. Além do sofrimento de ser levado ou ter seus familiares levados para outra terra, ainda havia o peso da culpa, pois, o exílio era entendido como castigo divino pela desobediência do povo. O que o povo mais desejava era justiça. Estavam como galhos quebrados e como lâmpadas a ponto de se apagar. Estavam fragilizados, desorientados, desanimados. Diante de tantas injustiças, às vezes começamos a questionar se a justiça de fato existe ou se algum dia ela será feita. Deus então promete a este povo que enviaria o seu servo para trazer justiça ao mundo.
Qual seria o perfil de uma pessoa capaz de realizar tamanho desafio? Pela lógica, tem que ser alguém muito influente. Precisa estar na mídia, mandar prender um monte de gente. Construir presídios. Pensando nos últimos acontecimentos, talvez seríamos tentados a dizer que essa pessoa deveria ser igual ao Sérgio Moro. Alguém que luta contra a corrupção e manda prender quem for necessário independentemente de posição ou status. El está constantemente aparecendo nos noticiários, dando entrevistas, comparecendo a lugares importantes. Para muitos, é visto como aquele que irá colocar ordem em nosso país e fazer justiça condenando os corruptos que aqui se encontram.
O texto de Isaías nos apresenta um perfil diferente de pessoa. Essa pessoa não gritará, não clamará, não fará discursos nas ruas. Por meio dele vai haver salvação a todos os povos. Essa pessoa vai abrir os olhos dos cegos, pôr em liberdade os prisioneiros e soltar os que estão em prisões escuras. Seria o Sérgio Moro ou qualquer um de nós capaz de realizar tudo isso? Será que muitas vezes a nossa justiça não é injusta?
No Novo Testamento, Jesus assume esta função de servo. A cruz se torna o maior exemplo da justiça de Deus. Seria justo Deus nos condenar pelos nossos pecados assim como era justo Deus disciplinar o povo de Israel pela sua desobediência. A Lei que é santa, justa e boa, se tornou em instrumento de morte para o ser humano, pois, o pecado se torna revelado. Ou seja, se Deus se limitasse a julgar o ser humano apenas de acordo com a justiça, todos, sem exceção estariam condenados à morte eterna.
Mas Deus é amoroso e não julga apenas de acordo com o que é justo ao ser humano. Ele vai, além disto, Ele envia um justo, mesmo que este fosse o seu único Filho, Jesus Cristo é enviado a terra. Deus entregou o seu Filho para morrer numa cruz, em favor dos pecados de toda a humanidade, justificando a todos quanto creem. Se tiver alguma coisa que o ser humano poderia questionar é isto: porque um justo deveria morrer por todos os pecadores? Isto de fato não é justo. Justo seria cada indivíduo ser condenado à morte pelos pecados que cometem, mas, Deus é Deus e está bem além do entendimento limitado do ser humano.
Deus é como um juiz julgando um amigo seu de infância. Pela lei, o réu precisa ser condenado, mesmo sabendo que a quantia a ser paga é altíssima e sem condições de pagamento, porém, ao condená-lo culpado, Deus aparece para o réu no final do julgamento e diz: fique tranquilo, aqui está o valor a ser pago por sua dívida, como seu amigo, estou lhe dando a absolvição da condenação. Com a vinda de Jesus Cristo, em primeiro lugar não se pergunta ao pecador o que ele fez, mas se anuncia o que Deus lhe fez e pode ainda lhe fazer. Isso é graça.
O quer seria injusto é se nós pecadores que recebemos liberdade e vida nova em Jesus, não nos dispormos a levar a mensagem da salvação a quem ainda não a conheceu. Da mesma forma, nós somos chamados a lutar pela justiça na terra e denunciar as injustiças. Assim como servo em Isaías assumido pelo próprio Senhor Jesus Cristo somos chamados a não machucar e nem ofender os mais fracos, afinal como o próprio Pedro disse em Atos, Deus trata a todos de igual modo e quer salvar a todos. Não devemos nos promover, desanimar nem desfalecermos, até que a justiça seja estabelecida na terra. Que possamos seguir o exemplo de Jesus Cristo, o Servo por excelência e que Deus nos auxilie nessa tarefa, de sermos promotores da justiça e da paz onde estivermos, Amém.

HINO
Nº 413 – HPD 2 – Senhor, se tu me chamas

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta à Palavra que nos alcança e convida a fazer missão, queremos nos colocar de pé e professar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 419 – HPD 2 – Na mesa do Senhor


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Todas as outras coisas que não expressamos em palavras, mas que estão em nossa mente e coração queremos traze-las agora na oração que o nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou dizendo: Pai Nosso...

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Queremos sair daqui sob a bênção do nosso bondoso Deus. O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.

ENVIO
Vamos em paz e sirvamos ao nosso Deus com alegria.

CANTO FINAL
Nº 373 – HPD 2 – Deus te abençoe
 


Autor(a): P. Gustavo Griggio
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: 1º Domingo após Epifania
Testamento: Antigo / Livro: Isaías / Capitulo: 42 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 9
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2017
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 40726
REDE DE RECURSOS
+
Deus é maior do que o nosso coração e conhece todas as coisas.
1João 3.20
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br