Filipenses 4.4-7 - 3º Domingo de Advento - 16/12/2018

Caderno de Cultos 2018

29/10/2018

16/12/2018 - 3º Domingo de Advento
Pregação: Filipenses 4.4-7; Leituras: Sofonias 3.14-20; Lc 3.7-18
Rosimere M. Ramlow Becker – Paróquia de Matupá - MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Que sejamos aqui acolhidos pelo próprio Deus que nos convidou a estar neste lugar para adorá-lo!

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº18 – Livro de Canto – O Nosso Encontro vai ser

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Nos reunimos aqui em nome de Deus Pai, Criador e mantenedor de todas as coisas. Em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador e em nome do Espírito Santo, o nosso Auxiliador! Amém!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 03 – Livro de Canto – Deus trino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Querido Pai de amor, aqui nos colocamos reunidos como filhos e filhas tuas, irmãos e irmãs que reconhecem suas falhas, suas limitações, seus pecados. Por isso, juntos queremos reconhecer que sem a tua divina graça e misericórdia seriamos consumidos. Olhamos mais uma vez para a cruz do Calvário que nos lembra que foram os nossos pecados que crucificaram Jesus. E diante dessa cruz depositamos todos os nossos pecados e culpas. Tem misericórdia de nós e nos perdoe! Agradecemos-te pelo teu imenso amor que vem ao nosso encontro para nos transformar. Louvados sejas, Pai, por nos aceitar e perdoar! Em nome de Jesus: Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
Queremos nos alegrar juntos pelo amor misericordioso de Deus que nos alcançou e perdoou. E assim diz Lamentações 3.22-23: “O amor do SENHOR Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs; e como é grande a fidelidade do SENHOR!”

KYRIE
Juntos com todos aqueles e aquelas que estão passando por momentos difíceis, como doenças, perdas, guerras, maldades queremos nos unir cantando: Tem Piedade de Nós (Livro de Canto Nº32)

ORAÇÃO DO DIA
Te agrademos Senhor pelo dia, pelo ar que respiramos, pelo nosso lar e tudo que tens nos presenteado graciosamente. Aqui estamos porque o Senhor nos trouxe e quer falar aos nossos corações. Pedimos que fale a cada um de nós conforme a tua vontade, nos revelando o que necessitamos aprender e sermos transformados. Que a Palavra seja dirigida pelo teu Santo Espírito! Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Sofonias 3.14-20

2ª Leitura Bíblica: Lucas 3.7-18


CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº - Hinário – Título do Hino

PREGAÇÃO
Filipenses 4.4-7
Preocupar-se ou orar

Certa vez pediram ao psiquiatra Augusto Cury porque atualmente as pessoas vivem tão ansiosas, inclusive as crianças. Cury então respondeu: “pelo excesso de informações não elaboradas, compromissos, pressões e uso de computador e celular. No passado, o número de informações dobrava a cada dois séculos; hoje, a cada ano. O exagero de dados é registrado involuntariamente por um fenômeno inconsciente – o registro automático da memória”. Ou seja, ela pode estar presente no excesso de informações que o nosso cérebro registra e nossa incapacidade de lidar com elas. Podemos ler mais a respeito em seu interessante livro intitulado: Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século.
Alguém uma vez disse “Ansiedade é quase como sentir um elefante sentado em cima de seu peito”.
Numa época em que a ansiedade está tão presente em nosso meio, a palavra bíblica de hoje quer nos convidar a nos alegrar em Deus. A ansiedade pressupõe medo. Medo diante de tantas informações e tarefas e a incapacidade de digeri-las e lidar com tudo. Medo do futuro incerto. E o medo impede qualquer tipo de paz ou alegria.
Principalmente em finais de ano o que mais ouvimos é que não se tem tempo para nada. Isso devido às correrias de encerramentos, formaturas, acúmulo de trabalhos e etc. Temos facilidade em nos preocupar com várias questões do dia a dia. E Jesus conhecia muito bem o ser humano e então disse “Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades.” (Mateus 6.34).
Muitas vezes sofremos antecipadamente diante do filho que demora a voltar pra casa depois da aula. Angustiamo-nos na expectativa de saber o resultado de um exame médico. Afligimo-nos diante de questões básicas como o vestir e o comer. Em vez de colocarmos tudo em oração diante de Deus, nos pré ocupamos em ansiedades e medos.
O apóstolo Paulo nos exorta a colocar tudo que precisamos diante de Deus em oração. Ele nos pede que oremos sempre e não de vez em quando como muitas vezes fazemos. Buscamos a Deus em oração somente no aperto. Fazendo de Deus um prestador de serviços apenas. E deixamos de colocar a devoção diária no Criador do Universo que alimenta a alma e nos preenche de uma paz indescritível.
Claro que temos que trabalhar, lutar, agir. Mas que o façamos na submissão a Cristo que nos salvou de todo o pecado e mal. Que tirou de nossos ombros o desejo de sermos deuses da nossa própria vida. E que assim sejamos servos e amigos amados dele e que pode sempre se aproximar num relacionamento de amor. Lembremos da palavra de Deus em Sofonias 3.17: “Pois o SENHOR, seu Deus, está com vocês; ele é poderoso e os salvará. Deus ficará contente com vocês e por causa do seu amor lhes dará nova vida. Ele cantará e se alegrará, como se faz num dia de festa.”
Que possamos aprender mais com Martim Lutero que afirmava: “É bom que, de manhã cedo, se faça da oração a primeira atividade, e da noite, a última. E previne-te muito bem desses pensamentos falsos e enganosos que dizem: 'Espera um pouco, daqui a uma hora vou orar, mas antes ainda tenho que resolver isto ou aquilo.'”
Quando não priorizamos o tempo de oração facilmente entramos na corrida desvairada deixando Deus de lado e buscando novamente colocar tudo em nossas próprias mãos. Daí resulta o sentimento de que não conseguimos realizar, ficamos inquietos e irritados. A ansiedade novamente nos engole.
Cada filho e filha de Deus necessita de comunhão profunda e real com o Senhor para ter a verdadeira paz e alegria ao qual Paulo fala. Facilmente encontramos cristãos tristes, carrancudos e perdidos. Por quê? Porque infelizmente tem-se deixado o essencial de lado. Neste período de Advento somos convidados a refletir como estamos nos preparando para o encontro com Cristo. Temos dado frutos de arrependimento?
Assim como Jesus priorizava o tempo a sós com Deus e nos deu vários ensinamentos a respeito da oração nós precisamos nos perguntar: Que lugar em minha agenda diária tenho deixado o tempo de diálogo com Deus? Quanto tempo eu tenho dedicado a Deus para ouvi-lo ao ler a Sua Palavra?
Diante de um tempo de qualidade em oração somos preenchidos de uma paz inimaginável e alegria contagiante que nos leva a sermos amáveis com todos. E essa paz que Cristo nos dá, notemos que é na mente e no coração. Ou seja, o Senhor dá tranquilidade e direcionamento no jeito de pensar. Nosso raciocínio será guiado por Ele. E nossa alma estará gozando de paz pois estamos unidos com Cristo! Isso é motivo de alegrar-se! E que essa alegria contagie a todos a nossa volta! Amém!


HINO
Nº640 – Livro de Canto – Cada dia o dia inteiro

CONFISSÃO DE FÉ
Diante da Palavra pregada e ouvida queremos juntos confessar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº626 - Hinário – Conta as bênçãos


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
Que o Senhor abençoe cada pessoa aqui lembrada em situação de doença, sofrimento e que completam mais um ano de vida. Louvamos a ti que nos revelaste a tua Palavra e nos dá um coração disposto a te obedecer e servir. Ensina-nos a dedicar tempo contigo em oração para descansar nossa alma confiantes de que tens cuidado de tudo. Queremos neste tempo de advento realmente nos preparar para a vinda do Senhor Jesus. Permanece conosco e nos abençoe nesta semana que se inicia. E assim juntos queremos orar:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que Deus te abençoe dando a direção na caminhada. Que Ele te mostre a cada dia a sua graça e amor e assim lhe dê de sua infinita paz: Amém!

ENVIO
Que Deus abençoe a sua vida e assim possamos ir e servir ao Senhor com ânimo e gratidão contagiando a todos com a paz e alegria que o Senhor nos dá!

CANTO FINAL
Nº 287 - Livro de Canto– Cuida bem


Autor(a): Missionária Rosimere M. Ramlow Becker
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Advento
Perfil do Domingo: 3º Domingo de Advento
Testamento: Novo / Livro: Filipenses / Capitulo: 4 / Versículo Inicial: 4 / Versículo Final: 7
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2018
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 49703
REDE DE RECURSOS
+
A misericórdia de Deus é como o céu, que permanece sempre firme sobre nós. Sob este teto, estamos seguros, onde quer que nos encontremos.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br