Filipenses 2.5-11 - Ano Novo (Nome de Jesus) - 01/01/2019

Caderno de Cultos 2019

01/01/2019

01/01/2019 - Ano Novo (Nome de Jesus)
Pregação: Fp 2.5-11; Leituras: Sl 8; Lc 2.15-21
P. Gustavo Griggio – Paróquia de Matupá - MT

LITURGIA DE ABERTURA
ACOLHIDA
Saúdo a todos/as com as palavras do salmista que diz: Ó Senhor, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! Pois expuseste nos céus a tua majestade (Sl 8.1). Com estas palavras também queremos acolher a todas as pessoas que nos visitam desejando as boas-vindas.
Obs. Os hinos podem ser escolhidos conforme o hinário que usam.
CANTO DE ENTRADA
Nº 473 - HPD 2 – Jesus em tua presença
SAUDAÇÃO
Reunimo-nos aqui em nome do Trino Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo, Amém.
CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 350 - HPD 2 – Que a graça do Senhor Jesus
CONFISSÃO DE PECADOS
Em Romanos 6.23, o apóstolo Paulo escreve: Pois, o salário do pecado é a morte, mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna, que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor. Oremos confessando os nossos pecados a Deus!
ANÚNCIO DO PERDÃO
O apóstolo Paulo nos afirma em Romanos 4.7 o seguinte: Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga! Uma vez se arrependidos em humildade e sinceridade de coração, declaro o perdão dos pecados em nome deste Deus que é Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém.
KYRIE
Enquanto pessoas cristãs, somos chamados a olhar para o mundo em que vivemos. Há sofrimento por todos os lados. Tantas pessoas sofrem injustiças e opressões sentindo-se como galhos quebrados, com o seu brilho enfraquecido. Por todas as pessoas que sofrem neste mundo, seja qual for o seu sofrimento, intercedemos cantando Pelas dores deste mundo, ó Senhor.
GLÓRIA IN EXCELSIS
Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! Pois expuseste nos céus a tua majestade. Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força, por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e o vingador. Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, que dele te lembres E o filho do homem, que o visites? Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste. Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste: ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo; as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares. Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! (Salmo 8). O salmista nos convida a louvarmos o nome do nosso Deus. Queremos fazer isto cantando Senhor meu Deus.
HINO
Nº 254 - HPD 1 – Senhor meu Deus
ORAÇÃO DO DIA
Deus de amor. Agradecemos-te pela oportunidade de podermos nos reunir mais um domingo para prestarmos culto a Ti. Obrigado por nos trazer em segurança até aqui. Te agradecemos por nos oferecer o perdão dos pecados, vida nova e salvação. Pedimos-te que o Senhor venha a nos falar através do teu Espírito Santo neste culto e no momento da pregação da Tua palavra. Por teu Filho Jesus Cristo que contigo e o Espírito Santo vive e reina eternamente, Amém.
LITURGIA DA PALAVRA
LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Lucas 2.15-21
CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 380 - HPD 2 – A tua palavra é semente
PREGAÇÃO
Estamos iniciando mais um ano. Com ele, trazemos juntos sonhos, expectativas, planejamentos e metas para que ele venha a ser melhor que o ano anterior. Com certeza todos nós já temos pensado sobre os objetivos para este ano novo, como por exemplo: comprar um carro, fazer uma viagem em família, conseguir um novo emprego que me traga uma melhor estabilidade financeira ou ainda a tão sonhada perda de peso. São tantos os objetivos que desejamos realizar que por vezes, perdemos o foco e basta uma ou duas semanas para já tê-los esquecido até o próximo final de ano, onde novamente os objetivos são retomados mas nunca executados.
Normalmente as metas almejadas por nós, dizem na maioria das vezes sobre o meu próprio bem-estar físico, emocional, relacional. Há alguns dias celebramos o natal, onde ainda se vê uma ou outra atitude voltada para o bem-estar do próximo, daquele que possui menos ou nenhuma condição de vida digna. Mas como conversamos certo dia em um grupo de estudo bíblico, se limitam a uma ou duas semanas por ano e na grande maioria das vezes, buscam a autopromoção e o orgulho de poder dizer que ao menos em algum momento no ano, se olhou para o próximo com o intuito de ajudar. Este olhar e servir não deveria ser limitado ao Natal ou até a chegada do ano novo, muito menos buscando a autopromoção.
Vamos fazer um pequeno exercício. Pense nas metas e objetivos que você colocou para este ano. Em algum momento, alguma dessas metas tem alguma relação com o servir ao outro sem esperar algo em troca? Ou apenas visam o meu próprio bem-estar, o destaque no meu emprego ou entre o meu círculo de amizade?
O apóstolo Paulo escreve esta carta a comunidade de Filipos. Havia sérias dificuldades entre os cristãos bem como falsas doutrinas estavam sendo ensinadas. A carta mostra o carinho que Paulo tinha pelos filipenses e fala da confiança, alegria, união e firmeza que devem ser marcas dos seguidores de Jesus Cristo.
Ainda não traçou nenhum objetivo para este ano? O apóstolo Paulo faz um convite. Tenham o mesmo sentimento que Jesus Cristo teve. Ter o mesmo sentimento não significa uma simples imitação, onde me esforço ao máximo para tentar ficar um pouco parecido com Cristo, mas sim, algo que está em nós, que determina a nossa forma de agir e pensar. Em Cristo somos novas criaturas.
Talvez alguns apenas conseguem enxergar o Jesus Glorioso e tenham como principal objetivo o prosperar, ser grande. Acham que a vida cristã é feita apenas de momentos maravilhosos e felizes. Qualquer coisa que não tenha relação com isso, não provém de Deus. Enxergam apenas um Jesus Cristo glorificado, um rei vitorioso. Por vezes, se esquecem ou simplesmente desprezam o Jesus servo, que abriu mão do conforto e se esvaziou assumindo a forma de servo.
O texto em questão, em especial os versículos 6-11 nos convidam a olhar o que Cristo fez pela humanidade. Deus se esvaziou em Jesus Cristo. Ele desceu até nós. Ele se fez servo enquanto poderia exigir que o servissem, se fez semelhante a homens falhos e pecadores para que ninguém pudesse afirmar que Deus vive isolado no céu e que não se preocupa ou não sabe aquilo que os seres humanos passam aqui na terra. Ele se humilhou ao invés de exigir a glória que lhe era devida.
Um belo exemplo, não para ser imitado, mas para ser vivido de forma natural. É para isso que Deus nos chamou enquanto seus filhos e filhas. Somos chamados ao serviço, a abrir mão dos nossos próprios sonhos e interesses para viver servindo as pessoas que Deus colocou em nossa vida.
Além disto, Jesus não assume essa natureza humana de total escravidão por obrigação ou imposição, mas por obediência. E essa obediência é mantida até a última consequência, a morte. Exteriormente esse caminho é idêntico ao que todos os homens têm que ir. O que o torna diferente é a maneira de como ele o segue: não em resignação ou rebelião, mas em obediência.
Enquanto antes Cristo era o sujeito, agora ela passa a ser objeto da ação: o obediente é exaltado. Na fraqueza Jesus se tornou forte. Ele morreu, mas não permaneceu morto. Ele foi exaltado. Tornou-se o Senhor sobre todos os senhores. Diante deste Senhor todo joelho se dobrará nos céus, na terra e debaixo da terra. Este Deus, que se tornando pobre, humilde e sofredor, trouxe nova esperança para tudo e todos. Pois Ele, venceu em Jesus Cristo a escuridão deste mundo. Ele desmascarou as falsas seguranças, os falsos deuses. Somente diante de Jesus, que agora assumiu todo o poder, podemos existir dobrando nossos joelhos. Confessamos que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus Pai. Esta obra de Deus em Jesus Cristo tem consequências para o nosso viver e agir. É colocá-lo acima de tudo e todos.
A teóloga Dorothee Sölle afirmava que Jesus Cristo foi a pessoa mais feliz da história. E ela chegou a esta conclusão depois de refletir muito sobre o nosso texto. Somente é feliz quem é capaz de se doar.
Certo dia conversava com um senhor de setenta e dois anos. Ele me contava como planejava investir o dinheiro da sua aposentadoria. Em todas as suas palavras, não se percebia em nenhum momento uma idéia de investir em si mesmo o dinheiro que conquistou. Ele sonhava e planejava em investir o seu dinheiro nas outras pessoas. Perguntei a ele o por que dele se preocupar tanto com o outro ao invés de se preocupar consigo mesmo. Ele me surpreendeu em sua resposta: Pastor, nós estamos aqui nesse mundo para servirmos as pessoas que Deus coloca no nosso caminho. Quem não vive para servir, não serve para viver. Esta frase me fez refletir durante um bom tempo. De fato é assim. Uma vez que Jesus Cristo transformou a nossa forma de viver, o servir já não é mais visto como uma ordem ou como um sacrifício, mas como gratidão, pois, Deus nos serviu primeiro. Que toda a nossa vida possa ser voltada para o servir a Deus e ao próximo assim como Cristo o fez. Que Deus nos ajude nessa tarefa, Amém!
HINO
Nº 314- HPD 2 – De bons poderes
CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta à Palavra que nos alcança e convida a termos o mesmo sentimento de Cristo e a servirmos em obediência aquele que é o nosso Senhor e Salvador, queremos nos colocar de pé e professar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...
CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 419 - HPD 2 – Na mesa do Senhor
ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
PAI NOSSO
Todas as outras coisas que não expressamos em palavras, mas que estão em nossa mente e coração queremos traze-las agora na oração que o nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou dizendo: Pai nosso ...
LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________


BÊNÇÃO
Queremos sair daqui sob a bênção do nosso bondoso Deus. O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
ENVIO
Vamos em paz e sirvamos ao nosso Deus com alegria.
CANTO FINAL
Nº 373 - HPD 2 – Deus te abençoe


Autor(a): Pastor Gustavo Griggio
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Ano Novo

Testamento: Novo / Livro: Filipenses / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 5 / Versículo Final: 11
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 50503
REDE DE RECURSOS
+
A Bíblia é uma erva: quanto mais se manuseia, mais perfume ela exala.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br