Encontros e conversas - pela cultura da paz e superação da violência doméstica

Cartilha de Estudos e Celebrações - As Igrejas dizem NÃO à violência contra a mulher

08/03/2007

 

A incidência da violência doméstica é ainda altamente preocupante na nossa sociedade. As estatísticas e os registros disponíveis revelam que 70% das práticas de violência acontecem dentro de casa, sendo agressor o próprio marido ou companheiro. Mais de 40% destas ações violentas resultam em lesões corporais graves decorrentes de socos, tapas, chutes, queimaduras, espancamentos e até estrangulamentos. A cada quatro minutos, uma mulher sofre violência e, em média, ela denuncia o fato só depois da décima agressão. Em 2006, deu-se um passo significativo em nosso país no enfrentamento à violência contra a mulher, com a promulgação da Lei Maria da Penha (Lei nº. 11340, de 07/08/2006), que coíbe a violência doméstica e familiar contra a mulher. A promulgação da nova lei é um forte incentivo a que as mulheres rompam o silêncio, que é o maior aliado da violência e da impunidade.


Baixe a publicação anexa ou leia clicando no quadro abaixo.
 

 

Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Mulheres
Título da publicação: Encontros e conversas - pela cultura da paz e superação da violência d / Editora: Con-Texto Gráfica e Editora / Ano: 2007
Natureza do Texto: Vários
Perfil do Texto: Livro
ID: 12753
REDE DE RECURSOS
+
Cristãos que oram são verdadeiros auxiliares e salvadores.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br