Dízimo III

13/02/2012

Estou desempregada. Não sou luterana, mas eu gostaria de saber se eu preciso contribuir com o dízimo na minha igreja?

Estimada K..
A questão que você propõe é complicada e contraditória. Tudo depende da experiência de fé e de igreja que você tem. Depende também da leitura e compreensão bíblica que você julga pertinente para a sua vida. Por isso não posso responder a sua pergunta de forma simplista (sim ou não).

A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (para cujo portal você escreveu) evita ao máximo o termo dízimo porque ele tem uma conotação legalista, ou seja, ele lembra obediência à lei. Ela prefere usar o termo contribuição.

Os cristãos das primeiras comunidades experimentaram a fé de forma nova em que a sua relação com a causa evangélica passava por um profundo espírito de liberdade. Eles contribuíam espontaneamente e não por obrigação. Repito: contribuíam. Isso quer dizer que eles davam recursos não segundo uma lei previamente estabelecida, mas segundo o que estava proposto no coração (2 Coríntios 9.7).

Não sei de qual igreja você participa e, por isso, eu não quero me intrometer na sua compreensão ou na perspectiva e orientação de sua igreja. A contribuição é sempre resposta livre de gratidão por aquilo que Deus nos tem dado. Se reconhecemos a partir da fé que Deus, como criador e mantenedor da vida, é responsável por tudo o que somos e por tudo o que temos, então nada é nosso. Tudo lhe pertence. Podemos ser gratos por tudo o que ele nos proporciona como experiência de vida.

Se estamos em crise (desemprego, dívidas, doença, etc.) carecemos de uma análise para ver o que isso significa para a nossa vida (não perguntar somente pelo por quê das coisas, mas mais pelo para quê). Sei que quando a gente está no meio da tempestade isso fica difícil. Geralmente a gente só pode ver o significado depois que tudo passou. Por isso é importante contar com a ajuda de Deus para ter forças para persistir no enfrentamento das dificuldades, pedindo sempre que a sua luz nos conduza e não apague a chama da confiança e da esperança.

Estimada K., você e mais ninguém pode avaliar a situação e verificar o que é justo e correto. Ore a Deus e analise tudo dentro da perspectiva que cala mais fundo no seu coração. Assuma essa decisão e siga em frente.
 


Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Vários
Perfil do Texto: Sala de Tomé
ID: 12678
REDE DE RECURSOS
+
Anunciarei o amor de Deus, o Senhor, e darei graças por tudo o que Ele tem feito.
Isaías 63.7
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br