Crucificado!

26/02/2018

Creio no Ressuscitado, mas não nego o Crucificado! Percebo que, nos últimos anos, há um forte movimento nas igrejas que procura tirar Cristo da cruz, destacando somente a glória da ressurreição. É melhor (ou mais fácil) ficar pregando a vitória e a bênção, esquecendo que, também nas derrotas, Deus molda nosso caráter. A cruz sem Cristo é apenas um objeto de tortura do Império Romano, destinado aos criminosos. Jesus – aquele que assume o nosso crime - é quem dá novo significado à cruz. Aquela trave vertical que liga céu s e terra... Aquela trave horizontal que une a humanidade e estabelece a necessidade de comunhão sob o perdão... Tem como centro o corpo pendurado de Cristo, o qual foi satirizado como “Rei dos Judeus” (INRI). Mas que, de fato, quer ser o único Senhor, começando seu reinado em nosso coração. Nele há conexão entre a humanidade e Deus, entre as pessoas, independente de sexo, classe social, cor ou religião. Se tirarmos Jesus do centro, o mundo está “lascado”. Também, nós estamos “perdidos”. Leia Marcos 8.31-38.


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Testamento: Novo / Livro: Marcos / Capitulo: 8 / Versículo Inicial: 31 / Versículo Final: 38
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 46058
REDE DE RECURSOS
+
Deus diz: sou o seu Criador e o tenho ajudado desde o dia em que você nasceu. Não fique com medo, pois eu o amo e o escolhi para ser meu.
Isaias 44.2
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br