Colossenses 3.12-17 - 1º Domingo após o Natal - 30/12/2018

29/10/2018

30/12/2018 – 1º Domingo após o Natal
Pregação: Cl 3.12-17; Leituras: 1Sm 2.18-20,26; Lucas 2.41-52
Ari Schneider Sobrinho – Cuiabá – MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Bom dia (boa noite). Sejam todos bem vindos ao nosso culto. É com alegria que nos reunimos para louvar ao Senhor e ouvir a sua palavra. Que o desejo de nosso coração seja o mesmo que as palavras do Rei Davi, no Salmo 27.4: “A Deus, o Senhor pedi uma coisa. E o que eu quero é só isto: que me deixe viver em sua casa todos os dias da minha vida, para sentir, maravilhado, a sua bondade e pedir a sua orientação.”
Acolhemos as pessoas que hoje nos visitam. Agradecemos a presença de cada um de vocês, desejamos que se sintam bem em nosso meio e voltem sempre.
CANTO DE ENTRADA
Nº 29 – Senhor tu nos chamaste

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos em culto atendendo ao chamado do Trino Deus, do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ele se dirige diariamente a nós: nos chamou à vida como nosso criador, nos chama à nossa salvação como nosso redentor e nos chama a comunhão como nosso Santificador.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 18 – O nosso encontro

CONFISSÃO DOS PECADOS
Queremos nesta hora curvar-nos diante de Deus e confessar nossos pecados. Senhor nosso Deus amado Pai, tu enviaste teu filho a nós, para libertar-nos do pecado, porém confessamos a ti, ó Deus eterno, que temos dificuldade de compreender o teu gesto de amor, continuamos nos sentindo abandonados, como se nossos pecados não fossem perdoados; e por conta disto; nos deixamos vencer pelo desanimo, como se nossa vida não tivesse sentido. Queremos e te buscamos, ó Senhor, mas nos falta fé, para colocarmos sobre ti as nossas cargas. Nos apegamos demais nas coisas materiais. Deste modo, ainda temos medo de seguir teu chamado. Reconhecemos os nossos pecados e nos entristecemos, pois fazem parte do nosso dia a dia e por conta deles deixamos de viver as alegrias da salvação. Mas ó Senhor Deus, tenha piedade de nós, perdoa nossa falta de fé. Por Jesus Cristo nos liberte de toda nossa culpa. E faça com que, pelo teu perdão tenhamos uma vida diferente. Pedimos misericórdia, por Jesus Cristo teu Filho amado e nosso Salvador. Amém

ANÚNCIO DO PERDÃO
A parábola do fariseu e do publicano (Lc 18.9-14) ensina que o homem que se humilhou e confessou o seu pecado com sinceridade, dizendo: “Deus tem misericórdia de mim, que sou pecador” voltou para casa justificado, Deus nos concede perdão em Cristo. Creia em Cristo e no seu sacrifício por ti e saiba que os teus pecados foram jogados no mar do esquecimento.

KYRIE

Pela paz no mundo, pela proclamação e divulgação do evangelho e pelos oprimidos cantemos:

Nº 61 – Compadece-te de teu povo

GLÓRIA IN EXCELSIS

Confiamos no amor e na graça de Deus. Ele ouve as nossa suplicas e nossos pedidos. Deus é atencioso e justo. Ele é maravilhoso, sua glória enche a terra e o céu, por isso cantemos “Glória”
Nº66 – Glória

ORAÇÃO DO DIA
Pai querido, nós te somos gratos pelo dia de hoje, por ter nos dado a vida e porque a tem sustentado. O Senhor começou uma boa obra em nossas vidas e pedimos-te, complete-a. ajuda-nos a vestir-nos de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência. Que hoje possamos ouvir a tua Palavra e sermos consolados, exortados, transformados, desafiados conforme o teu propósito. Nada te oferecemos mas com nossa vida queremos te servir. Assim oramos em nome de Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo reina eternamente. Amém

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS

1ª Leitura Bíblica: 1 Samuel 2.18-20,26
Aclamemos e evangelho cantando Aleluia
2ª Leitura Bíblica: Lucas 2.41-52
3ª Leitura Bíblica: Colossenses 3.12-17

CÃNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 152 – Pela Palavra de Deus

PREGAÇÃO
Colossenses 3.12-17
Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus Pai e a comunhão do Espírito Santo esteja com todos nós...
Ler o texto

Poderíamos dizer que os três textos previstos para esse domingo falam de crescimento. Samuel crescia diante de Deus e era estimado por Deus e pelo povo. Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e das pessoas. A comunidade cristã de Colossos, da mesma forma é estimulada a crescer diante de Deus e das pessoas, cultivando aquilo que recebeu de Cristo: perdão, graça, sabedoria, amor, paz.
Este domingo situa-se entre o Natal e Ano Novo. Nesse contexto, o tema comum dos três textos, especialmente o da prédica, pode contemplar votos, desejos, esperanças e compromissos para o futuro – em nosso caso, o novo ano. Vemos nessa época as pessoas desejando-se mutuamente paz, saúde, prosperidade, felicidades...” Muito dinheiro no bolso, saúde para dar e vender.” No entanto, muitas vezes, quando falta o aspecto comunitário, os desejos acabam se tornando lutas pessoais e não comunitárias.
Até que ponto existe na comunidade um convívio que promove a ajuda mútua ou a mobilização focada em causas comunitárias?
Ninguém se reveste da nova humanidade sozinho. Vestir-se de “sentimentos de compaixão, bondade, humildade, mansidão, paciência”, suportar-se e perdoar-se mutuamente “do mesmo modo que o Senhor nos perdoou”, vestir-se com amor, a paz de Cristo reinar no coração, permanecer na palavra de Cristo, nada disso se vive sozinho. Somente permanecemos assim em Cristo se vivermos como “membros de um mesmo corpo”, ou seja, auxiliando-nos e encorajando-nos mutuamente. Nossa comunidade tem sido espaço de auxílio e encorajamento mútuo para essa vivência em Cristo?
Colossos e diversas outras comunidades da época viviam em crise, rodeados de incertezas. Foi para ajudar as comunidades a sobreviver a essa crise que nasceram esses escritos: para ser apoio e luz num período de incerteza e insegurança quanto à continuidade da caminhada.
Embora seja chamada de carta aos Colossenses é um verdadeiro tratado teológico-pastoral, que não só serviu para as comunidades da época, mas encaixa muito bem nos nossos dias atuais.
Nos versículos que antecedem os da nossa pregação, o Apostolo conclama os colossenses a abandonarem a velha natureza e se vestirem com uma natureza nova, uma vida limpa e pura, mas não é fácil despojar-se do “homem velho” e revestir-se do “homem novo”. Em outras palavras, os próprios colossenses perderam de vista o significado do batismo, de modo que o “depois” em muitos casos era a mesma coisa que o “antes”. É a grande tentação e o maior risco dos que se dizem cristãos: transformarem o projeto de Deus em nada, de modo que aderir ou não a Jesus sejam a mesma coisa com os mesmos resultados.
A mensagem do texto de colossenses nos convida a receber alegremente o presente do Batismo em nossa vida e usufruí-lo (utilizá-lo) a cada dia do nosso viver. Se soubermos aproveitar a dádiva (o presente) que é o batismo, então no dia- a -dia, estaremos crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e da comunidade. Ao abandonarmos a roupagem da velha natureza humana e assumirmos a nova natureza o foco deve ser Cristo e sua palavra tanto na vida individual como comunitária.
O texto nos mostra a identidade do cristão, ou seja, o que significa ser Batizado. Notemos, antes de tudo, que o homem novo é, também ele, um ser de relações com as pessoas e com Deus. E o lugar dessas relações novas é a comunidade. É nela que aos poucos vai aparecendo uma nova imagem de Deus e um novo tipo de arranjo social: “Vocês são o povo de Deus, Ele os amou e os escolheu para serem dele” (cf 3.12ª).
A seguir o texto nos mostra que revestidos com o amoroso presente de Deus, que é o batismo, podemos desenvolver em nossa vida os carinhos e afetos da misericórdia, da bondade, da humildade, da mansidão e da paciência.
a) Ter misericórdia - é o mesmo que ter compaixão. É importar-se e preocupar-se pelos outros, ser solidário;
b) Ter bondade - significa que além de ter compaixão é preciso agir e ajudar nossos irmãos e irmãs em suas necessidades;
c) Ter humildade – Na vida cristã todos temos valor semelhante, ninguém é mais ou menos que o outro. O humilde age com simplicidade é uma qualidade positiva e benéfica, onde ninguém é pior ou melhor do que os outros, estando todos no mesmo nível de dignidade, de cordialidade, respeito, simplicidade e honestidade. Segundo a bíblia “quem se humilha será exaltado, e quem se exalta será humilhado”.
d) Ter mansidão - segundo Lutero, “é a virtude pela qual alguém não se deixa provocar facilmente para a ira” precisamos aprender isto com Jesus, porque ele inúmeras vezes foi provocado e até insultado, mas Ele nunca se irritou. Ele era manso e humilde de coração;
e) Ter paciência - na vida de fé é preciso exercitar a paciência. Somente assim conseguimos conviver em comunidade. Somente assim conseguiremos viver em paz conosco mesmos. Sobre paciência Lutero escreveu assim “Quando o diabo não consegue vencer os que são tentados pela força, ele os vence pela persistência, pois sabe que somos como vasos de barro que não podem suportar frequentes e contínuos golpes [...] Para vencer sua persistência é preciso paciência.”
São as novas relações e valores que ajudam a construir uma sociedade nova. O ponto de referência para acabar com as discriminações é a prática de Jesus, sua morte e ressurreição: “Cada um perdoe o outro, do mesmo modo que o Senhor perdoou vocês. Acima de tudo vistam-se com o amor, que é o laço da perfeição. O que torna uma comunidade perfeita não é a ausência de falhas e limites de seus membros, e sim a capacidade de amar sem medidas, apesar dos limites e falhas de cada pessoa (cf 1 Pedro 4.8 “Acima de tudo, amem sinceramente uns aos outros, pois o amor perdoa muitos pecados”. O amor gera paz e torna as pessoas membros do mesmo corpo. (3,15)
Com a imagem da roupa velha jogada fora e da roupa nova que é vestida Paulo quis expressar e nos mostra a transformação radical que acontece na comunidade dos que seguem a Jesus. Como vimos, o batismo é o divisor de águas entre um passado comprometido com a injustiça e um presente e futuro de comunhão e compromisso com o novo que surge do projeto de Deus. A comunidade é o lugar onde se experimenta e se celebra o novo. Paulo deseja que nela reine a plenitude dos bens que Deus destinou para todos.
Quando percebemos a importância do presente que Deus deu para cada um de nós, através do Batismo, então conseguimos conviver mais facilmente como irmãos e irmãs na fé. Conforme o texto, conseguimos nos suportar uns aos outros, bem como nos perdoar mutuamente, quando aproveitamos diariamente o presente do Batismo, o amor de Deus se torna o critério base do nosso agir e a paz, que vem de Deus, conduz nossas atitudes e os nossos relacionamentos; porque somos integrantes de um mesmo organismo: o corpo de Cristo (a igreja a comunidade).
É importantíssimo destacar que para saber usufruir do presente que Deus nos deu é necessário viver em Comunidade. É preciso participar da vida da comunidade. Não conheço sinceramente, ninguém que consiga vivenciar os dons apontados neste texto sem conviver com outras pessoas na comunidade (igreja).
O autor do texto sabe muito bem disto, por isto exorta para que a Palavra de Deus habite ricamente em nós. Devemos nos instruir, nos aconselhar, louvar a Deus e ser gratos de coração. Ora, o texto é bem claro. Está dizendo: você recebeu o presente do Batismo. Vivencie este presente na comunidade. Participe dos cultos, vá aos estudos bíblicos, aprenda mais da bíblia, ore, louve a Deus, cante hinos com muita alegria, seja uma liderança na comunidade, coloque-se a serviço do evangelho.
Mas quero finalizar, pensando em uma palavra que é usada no versículo 15, 16 e no 17, “agradecer”; “gratidão”. Um coração grato é falar do que Deus fez o tempo todo. Devemos buscar o céu e ter mente e coração voltados para o céu. Dar graças é uma das maneiras que fazemos isso. Sempre que fazemos isso estamos expressando nossa confiança em sua bondade e soberania. Queremos que nossa gratidão saia do nosso coração o tempo todo. Podemos agradecer por tudo que Deus nos dá e nos faz. Tudo, mas tudo mesmo vem de Cristo. Quando reconhecemos isso, expressamos este reconhecimento por meio da gratidão.
Devemos ser gratos a Deus mesmo nos momentos difíceis, quando as coisas não andam de acordo com nossa vontade, Deus não deseja o mal de ninguém, mas muitas vezes ele permite que as coisas aconteçam em nossas vidas, para dessa forma redirecionar nossos caminhos, não podemos também nos esquecer que o tempo de Deus não é nosso tempo, e nem sempre a vontade de Deus é nossa vontade.
Não precisamos ficar nos martirizando com o que fizemos ou deixamos de fazer no passado, Cristo na cruz apagou os nossos pecados e nos deu a vida nova de que precisamos. Ele nos tirou a velha vida ela já está morta. Agora temos a oportunidade de matar a velha vida todo o dia, porque Cristo já nos deu tudo. Cristo é tudo e nos deu tudo, nós de fato podemos ser bondosos e compassivos, podemos perdoar e amar os outros e só podemos fazer isso, pela força de Jesus. Estas são as maneiras específicas para andar com Cristo. Quando temos comunhão com ele. Quando sou tentado a ter raiva, lembro-me da Palavra e renuncio a ira. Deus me ajuda a ser compassivo e bondoso.
Que unidos com Cristo em um só corpo, possamos viver o Batismo todos os dias de nossas vidas. Amém.

HINO
Nº 320 – Senhor, se tu me chamas

CONFISSÃO DE FÉ
Motivados pela Palavra de Deus, queremos confessar juntos nossa fé com as palavras do Credo Apostólico:
Creio em Deus Pai...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 479 – Graças dou por esta vida

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Motivos da oração:
1. Aniversariantes
2. _________________________________________________________________________
3. _________________________________________________________________________
4. _________________________________________________________________________
5. _________________________________________________________________________
6. _________________________________________________________________________
Ó Deus, obrigado pelas bênçãos derramadas em nossas vidas nesse culto, Ajuda-nos a abandonar a velha natureza humana e viver o Batismo todos os dias de nossas vidas, tendo como foco a Ti e tua Palavra. Faz com que nos sintamos confortados, amparados e amados por ti, ainda que as circunstâncias nos digam o contrário. Isso é viver pela fé e é assim que queremos viver. Ajuda-nos em nossa falta de fé! E também como comunidade cristã aqui reunida, possamos viver unidos ao mesmo corpo que é: Cristo. Queremos colocar em tua presença às pessoas que precisam de oração ou querem te agradecer (orar pelos pedidos da comunidade).
Oramos pelas autoridades de nossa cidade, estado, e país, que todos possam governar com justiça e retidão. Esteja ao nosso lado em mais uma semana e no novo ano que se inicia, protegendo a todos nas mais diversas atividades, tanto individualmente quanto em nossa comunidade e paróquia. E tudo mais que queremos incluir na oração que nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou:

PAI NOSSO
Pai nosso......

LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS
Próximo culto: ___/___/____às _____:____h.
Oferta último culto: R$____________ destinados para ...
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________

BENÇÃO
Querida comunidade, recebam agora a benção de Deus:
Que Deus nos abençoe e nos proteja. Que possamos sentir a sua presença em nossa vida. Que Deus te dê a sua paz hoje e sempre. Amém.

CANTO FINAL
Nº 300 – Deus vos guarde pelo seu poder

 


 


Autor(a): Ari Schneider Sobrinho
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 49705
REDE DE RECURSOS
+
Quem quiser ser importante, que sirva aos outros.
Mateus 20.26
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br