Atos 10.44-48 - 6º Domingo da Páscoa - 06/05/2018

Caderno de Cultos 2018

06/05/2018

06/05/2018 - 6º Domingo da Páscoa
Pregação: At 10.44-48; Leituras: Sl 98; João 15.9-17
P. Gustavo Griggio – Paróquia de Matupá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Saúdo a todos/as com o lema da semana das senhas diárias: “Jesus Cristo diz: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” (Jo 14.23). Com estas palavras também queremos acolher a todas as pessoas que nos visitam desejando as boas-vindas.

CANTO DE ENTRADA
Nº 333- HPD 2 – Estamos aqui, Senhor – Canção da chegada

SAUDAÇÃO
Reunimo-nos aqui em nome do Trino Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo, Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 350 - HPD – Que a graça do Senhor Jesus

CONFISSÃO DE PECADOS
Em Romanos 6.23, o apóstolo Paulo escreve: Pois, o salário do pecado é a morte, mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna, que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor. Oremos: Senhor nosso Deus, clamamos neste momento pelo teu perdão e pela tua misericórdia para conosco. Inúmeras vezes queremos exercer o papel de juiz sobre a vida das pessoas que nos cercam. Julgamos de forma errada, somos preconceituosos, discriminamos e excluímos pessoas que pensam diferente de nós. Perdoa-nos ó Deus quando não zelamos pela tua maravilhosa criação. Perdoa-nos quando não buscamos comunhão contigo e com irmãos e irmãs na fé. Assim clamamos pelo teu perdão e pela tua misericórdia ó Deus. Em nome do teu Filho Jesus Cristo que nós oramos, Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
O apóstolo Paulo nos afirma em Romanos 4.7 o seguinte: Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga! Uma vez arrependidos em humildade e sinceridade de coração, declaro o perdão dos pecados em nome deste Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo, Amém.

KYRIE
Queremos enquanto cristãos, interceder pelo mundo em que vivemos. Há muitas pessoas vivendo de forma indigna, sofrendo diversos tipos de preconceito, discriminação e exclusão. Por isso intercedemos pelo nosso mundo cantando Senhor, oramos agora.

CANTO
Nº 427 – HPD 2 – Senhor, oramos agora

GLÓRIA IN EXCELSIS
Louvamos a Deus pelo seu agir em nossas vidas. Por tudo o que ele fez, faz, e continuará a fazer por cada um e cada uma de nós. Por isto, como forma de gratidão ao nosso Deus amoroso que vem ao nosso encontro e nos perdoa e que também ouve o nosso clamor pelo mundo em que vivemos queremos cantar o hino de número 471. - ou nº-----

CANTO
Nº 471 – HPD 2 – Glória ao cordeiro

ORAÇÃO DO DIA
Ó Pai amado. Nós te louvamos e te agradecemos por mais um dia de vida. Obrigado porque o Senhor nos despertou mais uma manhã e nos trouxe aqui para termos comunhão contigo e com irmãos e irmãs na fé. Agradecemos-te por ser um Deus presente em nossas vidas. Obrigado ó Deus, por nos oferecer tua graça e o seu perdão. Pedimos-te que nos auxilie a compreender a tua palavra para que a possamos colocar em prática. É em nome do nosso Senhor Jesus Cristo que nós oramos e pedimos. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 98

2ª Leitura Bíblica: João 15.9-17

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 379 – HPD 2 – Pronto para ouvir

PREGAÇÃO
Leitura Atos 10.44-48.
Como seria a igreja dos sonhos para você? Creio que a maioria de nós gostaríamos de uma igreja com pessoas que pensam e agem iguais a nós em todos os aspectos. Tudo estaria resolvido. Não haveriam conflitos de ideias, amar o meu próximo seria tarefa simples de ser executada.
Porém como todos sabem, isto não acontece. Hoje vemos inúmeras comunidades com o mesmo problema: não há pessoas dispostas a receber visitantes; pessoas que discordam ou questionam algo não são bem vindas, ou ainda são julgadas e condenadas pelo seu modo de pensar e agir. Certa vez li parte de um livro que me chamou a atenção pelo seu título: Proibida a entrada de pessoas perfeitas: um chamado a tolerância na igreja. O que me parece é que há uma substituição da palavra “perfeitas” por “imperfeitas”. Ou seja, pensamos que a igreja está aí para as pessoas perfeitas, sendo que na maioria das vezes, também colocamos o nosso nome nessa categoria exclusiva das “pessoas perfeitas”. E é justamente o contrário, a igreja é o local de encontro de pessoas imperfeitas que buscam uma mudança de vida.
Interessante que o texto de hoje afirma que a salvação é oferecida a todas as pessoas. Não há um formulário ou uma lista de aspectos a serem preenchidos ou observados que nos tornam mais ou menos merecedores da salvação do que qualquer outra pessoa. Ela é um presente de Deus para todo/a aquele/a que o confessa como Senhor e Salvador.
Voltando um pouco no texto, observamos em Atos 1.8, a conversa de Jesus com os que estavam reunidos com ele antes de subir ao céu. Ele diz: Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até os confins da terra. Mais tarde, com o evento de Pentecostes descrito em Atos 2.1ss vemos uma comunidade cristã sendo formada.
Esta comunidade tinha tudo em comum. Pessoas iam sendo batizadas e dessa forma, se tornavam membros do Corpo de Cristo. A igreja estava vivendo um processo missionário de crescimento e expansão. Ela havia começado em Jerusalém, mas, acabou se espalhando nas regiões da Judeia e Samaria em função das perseguições. Ali, a palavra começou a ser pregada a judeus e não judeus.
A transição para a missão aos gentios, é realizada, segundo Atos, por Pedro. Um visão faz com que o centurião Cornélio envie mensageiros a Pedro. Esse é instruído por intermédio de uma tripla visão (lençol cheio de animais impuros e a recomendação de comê-los) de que Deus tem poder para declarar tudo como puro. Até então, Pedro bem como os judeus compreendiam que a palavra de Deus deveria ser exclusividade do povo judeu. É por intermédio dessa visão que Pedro abre mão dos seus pré-conceitos. Ele entende através desta visão que não cabia aos seres humanos julgar ou fazer acepção de pessoas, muito menos identificar e rotular alguém como sendo puro ou impuro.
Orientado pelo Espírito Santo, Pedro vai até a casa de Cornélio, come com ele e prega aos que ali se encontram. Durante a sua pregação, o Espírito Santo desce sobre todos os que o ouviam. Agora a salvação é oferecida a todas as pessoas, quer judeus ou não judeus, circuncidados ou incircuncisos.
Os judeus que estavam com Pedro admiraram-se. Como também os não judeus receberam o Espírito Santo a pergunta era como agir agora em relação a eles. Negar o batismo depois de eles terem recebido o Espírito Santo não era uma boa opção. A partir desse momento também os não judeus que ali estavam são alvo do amor de Deus e também a eles, a salvação é estendida. Não há mais espaço para o preconceito. A partir do Batismo, todos se tornam irmãos e irmãs na fé e parte do Corpo de Cristo.
A condição para pertencer ao povo de Deus não é mais a identidade racial, mas a fé e a conversão. Fé é adesão sincera e total a Deus que se revelou agora em Jesus como Deus fiel e salvador; é a acolhida à pessoa de Jesus e do seu Evangelho como novo centro de toda a existência. A conversão é a ruptura com um passado de infidelidade e de recusas para os judeus, e uma separação do mundo absurdo da idolatria para os pagãos; positivamente, é um voltar-se ao Deus vivo e verdadeiro, e a Jesus como o único Senhor. Esta escolha e passagem à vida nova acontecem num ato inicial, o batismo no nome do Trino Deus.
O meu desejo é que assim como Cristo nos alcançou e nos ofertou gratuitamente a salvação, também nós possamos ser porta-vozes da sua palavra a todas as pessoas, inclusive aquelas que talvez não pensem igual a mim. Lembrem-se, a igreja é o encontro de pessoas imperfeitas, como eu e você, e que buscam viver uma vida nova, deixando morrer todos os dias a nossa velha natureza pecadora através da vivência diária do nosso Batismo. Que Deus nos inspire e nos capacite a sermos uma igreja acolhedora e livre de preconceitos, Amém.

HINO
Nº 325 – HPD 2 – Aqui você tem lugar

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta a palavra que nos alcança e nos impulsiona a uma mudança de vida, queremos confessar nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 412 – HPD 2 – Amizade


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz.

ENVIO
Vamos nesta paz e sirvamos ao Senhor com alegria. Um bom domingo e uma abençoada semana a todos/as nós.

CANTO FINAL
Nº 373 – HPD 2 – Deus te abençoe, Deus te proteja


Autor(a): Pastor Gustavo Griggio
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2018
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 45602
REDE DE RECURSOS
+
A Palavra de Deus é a relíquia das relíquias, a única, na verdade, que nós cristãos reconhecemos e temos.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br