As dores do mundo!

25/08/2017

Era aniversário do Rodrigo. Ele pediu para sua mãe e ganhou um tênis novo. Era de marca e caro. Sentia-se orgulhoso em usá-lo na escola. Exibia-se, mostrando a todos. Todavia, confessou para Alberto - seu melhor amigo - que estava decepcionado com o tênis, pois estava “um pouco” apertado. Por certo porque é novo... Disse Alberto, tentando consolar. Mas, o menino continuou a resmungar: Que desgraça... Ele me incomoda. De repente, Alberto apontou o dedo em direção à escadaria, dizendo: Veja lá o Ricardo em sua cadeira de rodas. A sala de aula dele fica aqui no térreo, pois seria difícil ter de leva-lo todos os dias às salas de cima. Ele está “de boa” conversando com os colegas. Em seguida, apontou noutra direção: Veja a Ana com seu braço quebrado. Não pode pular corda com as amiguinhas. Mas, está ali cantando com as outras. Rodrigo pensou melhor e disse baixinho: Que vergonha! Eu me queixando dos tênis novos... Meus colegas - mesmo na cadeira de rodas ou com o braço machucado - tão felizes! Leia Lamentações 3.39 e 40.


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Testamento: Antigo / Livro: Lamentações de Jeremias / Capitulo: 3 / Versículo Inicial: 39 / Versículo Final: 40
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 43455
REDE DE RECURSOS
+
Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br