Amós 5.18-24 - 23° Domingo após Pentecostes - 12/11/2017

Caderno de Cultos 2017

04/07/2017

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Um bom dia/noite! Nosso Deus, através de Jesus, possibilitou que as pessoas mantivessem a comunhão com ele, através da disposição de se encontrarem como irmãos. Uma comunhão/união onde Cristo se manifesta. Por isso, estamos aqui para ouvir a palavra que nos diz: Fiquem vigiando, pois vocês não sabem em que dia vai chegar o seu Senhor. (Mateus 24.42) Com essas palavras, desejo um bom e abençoado culto a todos e todas vocês.
Acolher os/as visitantes
Cantemos, louvando o Deus que se faz presente no nosso encontro de fé e amor: Sejam todos bem-vindos e bem-vindas! Que a graça e o amor do Bondoso Deus esteja conosco!

CANTO DE ENTRADA
N° 333 – HPD II – Canção da chegada

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos neste culto não em nosso nome, mas em nome e na presença do Deus que é Pai criador dos céus e da terra, do seu filho Jesus Cristo, nosso irmão e salvador, e do Espírito Santo que nos congrega e nos impulsiona a vivermos em comunidade. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 321 – HPD II – Vento que anima

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor, nosso Deus, tua ajuda e tua ternura curam nossas feridas; tua bondade e tua generosidade enriquecem a nossa pobreza; tua proteção nos liberta do medo; tua força reanima nossa fraqueza; teu amor generoso satisfaz nossa carência; tua riqueza cumula de bens nosso nada.
Acalma a sede que temos de ti! Consola nossas tristezas. Ameniza nossos sofrimentos. Cura nossas doenças. Tu que respondes ao clamor dos pobres, Senhor generoso e rico em misericórdia, nós te pedimos, mergulha-nos na água viva dos teus dons, derrama tua graça sobre o povo que te pertence. Eis nós aqui à porta da tua generosidade, amor e perdão: (adaptado de Paulo Roberto Rodrigues)
Comunidade: Pedimos perdão porque somos vorazes, mas falhamos em alimentar de amor nossa vida. Somos egoístas, mas não amamos a nós mesmos como tu, bondoso Deus, nos ama. Somos humanos, mas falhamos em amar e cuidar da humanidade. (adaptado de Luiz Carlos Ramos)
Momento de Silêncio
Perdoa-nos e restaura-nos para o amor e a gratidão.
Estamos e nos colocamos diante de Ti, bondoso Deus com nossas falhas, fraquezas e medo; mas com o coração aberto para a mudança que Deus quer fazer em nós mediante o seu perdão. Por isso clamamos:
Perdão, Senhor perdão. Perdão, Senhor perdão.

ANÚNCIO DO PERDÃO
O Apóstolo João, na sua 1º carta, escreve: “Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo o pecado. Mas se confessamos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda a maldade.”
Amparados nesta palavra podemos crer que nossos pecados foram perdoados em nome do Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

KYRIE
No mundo em que vivemos faltam sinais do reino de Deus. Ao invés das pessoas serem instrumentos de paz, amor e justiça, tantas vezes são instrumentos de destruição, guerras e violência.
Por isso nós queremos clamar a Deus:
Pelas pessoas que diariamente são violentadas pelas relações de poder, pela exclusão, pela falta de oportunidades.
Clamamos pelos países onde faltam a dignidade de vida, onde as pessoas são oprimidas por guerras, conflitos e destruições.
Clamamos por toda a criação de Deus, por lugares dominados pela seca, outros dominados pelas enchentes, pelo desmatamento, poluição e queimadas.
Nós precisamos da misericórdia e piedade de Deus. Sozinhos nada somos e podemos, por isso clamamos....

♫ Pelas dores deste mundo, ó Senhor.
Glória

GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus é fiel. Ele nos enviou seu Filho, Jesus Cristo, para lavar nossos pecados. Enviou o Espírito Santo para nos consolar, animar e capacitar. Ele escuta o clamor do seu povo e vem através da Sua palavra e da Ceia. Por esta boa notícia nós o louvamos, cantando glória a Deus.

Nº 345 – HPD II – Glória

ORAÇÃO DO DIA
Deus, Todo Poderoso, Tu que enviaste teu filho, Jesus Cristo, e o Espírito Santo para transformar e encher de esperança este mundo, em todos os tempos e em todos os lugares, nós te pedimos: capacita-nos com este espírito para proclamarmos a reconciliação entre todas as pessoas, principalmente entre pais e filhos e ilumina nosso coração e nossa mente para reconhecermos tua palavra orientadora também aqui entre nós. Por teu filho, Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina eternamente. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
A palavra de Deus é orientação no caminho da vida. Por isto a ouçamos com devoção.
1ª Leitura Bíblica: Amós 5. 18-24

2ª Leitura Bíblica: 1º Tessalonicenses 4. 13-18

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 451 – HPD II – Meu coração transborda


ACLAMAÇÃO DO EVANGELHO
Convido os que puderem, que se coloquem de pé, para aclamarmos o Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo cantando:
Canto: Aleluia

Evangelho: Mateus 25. 1-13

PREGAÇÃO

Culto e Vida
“Quero que haja tanta justiça como as águas de ema enchente e que a honestidade seja como um rio que não para de correr” amém. (Am 5.24).

Hoje é domingo e antes do culto tive um encontro muito especial. Entrevistei o grande profeta Amós. Enquanto me dirigia para o templo de nossa comunidade, onde combinamos nos encontrar, a ansiedade tomava conta de mim.
Ao chegar, depois de saudá-lo, combinamos que nossa conversa seria sobre o culto: o culto que se rende a Deus e o culto que Deus quer. Logo vi que a objetividade do assunto agradou o profeta Amós.
Assim, logo lhe perguntei: - Amós, que disse Deus sobre o culto que lhe rendem?
Observando as pessoas que entravam e saíam do templo, de onde nos chegavam os sons de harpas e o murmúrio dos cantos, Amós respondeu, dirigindo-se ao povo e a mim:

21 – O Senhor diz ao seu povo: - Eu odeio, eu detesto as suas festas religiosas; não tolero as suas reuniões solenes. 22 – Não aceito animais que são queimados em sacrifício, nem as ofertas de cereais, nem os animais que são queimados em sacrifício, nem as ofertas de cereais, nem os animais gordos que vocês oferecem como sacrifícios de paz. 23 – Porém com o barulho das suas canções religiosas; não quero mais ouvir a música das harpas. 24 – Em vez disso, quero que haja tanta justiça como as águas de ema enchente e que a honestidade seja como um rio que não para de correr. (Am 5.21-24).

Observei que enquanto falava, os sentimentos de Amós se revelavam nos gestos e nos tons de voz que acompanhavam cada uma de suas afirmações. Aborrecido e irritado, quando condenou a prática exterior de culto, sem a correspondente prática da justiça. E me disse mais: Recordou com saudade o tempo que Deus conduziu o povo pelo deserto, durante quarenta anos, sem exigir dele sacrifícios ou solenidades. Ameaçador, quando anunciou como castigo a deportação do povo para muito além de Damasco.
Fiquei perplexo com as palavras duras do profeta. Se despediu e desejou a todos um bom e agradável culto a Deus. E pediu honestidade quando cultuamos a Deus.

Prezados irmão e irmãs. As vezes escutamos coisas que não queremos escutar. Mas ao analisarmos nossa vida, percebemos que era necessário ouvir mesmo sendo palavras duras e pesadas.
Os anúncios de Amós, dividem as opiniões. Uns acham que o profeta é contra o culto; outros acham que ele defende o culto, já que ele afirma que o que legitima o culto é a prática efetiva do direito e da justiça. Antes de optar por uma destas opiniões, acho mais prudente, saber um pouco mais sobre o culto dentro da caminhada do povo de Deus.
O culto na caminhada do povo de Deus está intimamente ligado à revelação de Deus e é o elemento religioso do movimento de libertação do Egito. Há uma relação íntima entre libertação e culto a Deus, como se fosse um estribilho ao longo da caminhada.
Outro elemento importante é que o destinatário do culto, Deus, apresenta-se como Deus dos antepassados, mas também como Deus pessoal, conhecido pelo povo oprimido (Ex 6.2-3). O culto do povo deveria ter como objeto esse Deus pessoal e único, de Abraão, de Isaac, de Jacó, de Moisés e de cada pessoa do povo de Deus. Trata-se, portanto de um Deus que entrou na história das pessoas e continua entrando na vida de cada um. Essa é característica única do Deus vivo e verdadeiro. A intenção de Deus é que o culto alcance a totalidade da vida. Ou melhor, que a vida de todo o povo seja um grande culto a Deus.
É essa também a afirmação do apóstolo Paulo: “Portanto, meus irmãos, por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a ele. Esta é a verdadeira adoração que vocês devem oferecer a Deus”. (Rm 12.1).
Prezada comunidade, assim como Amós, também Jesus condena a separação de culto e vida. No texto do evangelho que lemos, vemos que Jesus conta uma parábola das dez moças (Mateus 25. 1-13). E essa parábola nos ensina que devemos ser ajuizados como as 5 moças que levaram oléo de reserva. Na vida-culto, não podemos somente levar o óleo para um momento determinado, pode ser que falta e não mais consigamos nos encontrar com o noivo conforme a palavra do evangelho. Contextualizando esta parábola para o nosso tema Vida e Culto, não podemos separar a nossa vida do culto que rendemos a Deus. Se fizermos isso, o nosso óleo acabará. Quem age dessa maneira, diferenciando o culto a Deus da nossa vida, usando aquele velho chavão. “ No culto é assim, na vida é bem diferente” vai perdendo a fé (óleo) da vida. Jesus também falou com dureza aos fariseus e saduceus por causa da hipocrisia que eles estavam vivendo. Dentro do templo queriam ser as pessoas mais fiéis, mais piedosas e no cotidiano eram as pessoas mais injustas, mais exploradas. Isso Deus não aceita. Ele condena esse tipo de vida.
Por isso, para nós comunidade cristã o culto não pode estar separado de nossa vida e nem nossa vida separa do culto. Deus através do Santo Batismo nos fez parte de seu povo e é ele mesmo que nos convida para o culto, para a comunhão dos santos. Assim no culto Deus nos possibilita de maneira especial comunhão consigo e consequentemente comunhão com os irmãos e irmãs. Para o culto trazemos nossas cargas e do culto levamos perdão, reconciliação, animo, fortalecimento de fé, de amor, de esperança, ...
O “nossa fé, nossa vida” que é um guia da vida comunitária na IECLB nos orienta assim: A bênção, no fim do culto, nos assegura que Deus está conosco em todas as situações.
Incumbe-nos de passar adiante o que recebemos e APRENDEMOS.sob a bênção, saímos da reunião
dispostos a viver o culto no serviço de Deus no mundo.

Vamos, sem medo, deixar que nossa vida seja um grande culto a Deus. Tudo o que vivemos com Deus, possamos viver com nossos irmãos. Certamente assim, Deus se agradará de nossas festas, nossos cantos, nossas músicas, ... Pois a justiça será como uma enchente, inundando todos os lugares e, a honestidade será como um rio que não para de correr.
Que a graça e a paz de Deus sempre nos ensinem a sermos esta comunidade! Amém.

CONFISSÃO DE FÉ
Coloquemo-nos de pé, e professemos a nossa fé no Deus triúno, com as palavras do Credo Apostólico; Creio em Deus Pai.....

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS-CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 456 – HPD II – Deus é meu amparo


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
Querido e amado Deus! Achegamo-nos a Ti com alegria e esperança, pois, Tu mesmo crias, sustentas e impulsionas a Igreja. Tu nos redimiste de nossos pecados através de Jesus Cristo e nos acolhe como Teus filhos e filhas, através do batismo. Suplicamos, nosso Deus, para que nunca nos esqueçamos de Tua misericórdia e bondade. Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.
Canto: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica....

Senhor, Te pedimos pela nossa Igreja, para que seus membros estejam sempre firmes na Tua fé. Que teus obreiros possam ensinar com clareza a Tua palavra e exercer tuas atividades de forma justa e honesta para com o Teu povo. Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.
Canto: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica....

Senhor, intercedemos pelo mundo e por suas autoridades. Esteja com elas nos momentos de dificuldades, angústias e temores. Coloca Tua mão protetora sobre cada uma, para que, quando tomarem suas decisões, não seja em beneficio próprio, mas, para o bem de todos. Pedimos pelo fim das guerras em todo mundo. Intercedemos para que seja feita a Tua vontade por primeiro, ó Senhor, e não a nossa. Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.
Canto: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica....


Senhor, Te pedimos pelas pessoas enfermas, com dificuldades e privações, para que, pela nossa presença diaconal, a Tua mão bondosa ampare cada uma e restaure suas forças e suas esperanças, dando ânimo para continuar a vida, mesmo diante das dificuldades e privações. Pedimos-te, também, pela diversidade e pelo multiculturalismo que se estende aos quatro cantos do mundo, para que possam se manter unidos, respeitando as particularidades de cada um. Tudo mais que está nossas mentes e corações que te entregar através da oração de Jesus Cristo nos ensinou a dizer. Pai nosso.......

PAI NOSSO

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta do último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Saiamos deste culto do dia dos pais, guardados, amparados, protegidos e cuidados pela Bênção de Deus: Que a bênção do Deus de Sara, Abraão e Agar, que a bênção do Filho nascido de Maria, que a bênção do Santo Espírito de amor, que cuida com carinho, qual mamãe cuida da gente, esteja sobre todos nós. Em nome do Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém

ENVIO
Que o Espírito Santo vos acompanhe. Vão em paz e sirvam ao Senhor com alegria.

CANTO FINAL
Nº 411- HPD II – Jesus ao lado


Autor(a): P. Valmiré Littig
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 23º Domingo após Pentecostes
Testamento: Antigo / Livro: Amós / Capitulo: 5 / Versículo Inicial: 18 / Versículo Final: 24
Título da publicação: Caderno de Cultos / Ano: 2017
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 42945
REDE DE RECURSOS
+
Quando eu sofro, eu não sofro sozinho. Comigo sofrem Cristo e todos os cristãos. Assim, outros carregam a minha carga e a sua força é também a minha força.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br