A fonte do testemunho cristão é a ação do Espírito Santo

06/05/2018


“Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas.” (At 1.8)


O Espírito Santo instaurou um “tempo” completamente novo na vida das amigas e dos amigos de Jesus. Estabeleceu o tempo da “igreja”, instrumento para agraciar toda a humanidade com a obra redentora concretizada em Jesus Cristo. A descida do Espírito Santo reuniu, reintegrou e restaurou a identidade das pessoas dispersas como discípulas e discípulos. A evangelização para a construção do corpo de Cristo foi encetada.


Para efetivar a missão, há necessidade do “poder do alto”. Não bastam o poder do intelecto, da vontade, da eloquência humana. Somente por meio do “poder do Espírito que desce sobre vós” é possível desincumbir-se dessa tarefa. Como se trata de realidade divina não bastam todos os testemunhos humanos para convencer o próximo dos fatos. Somente o poder do Espírito Santo pode atestar o testemunho de Jesus de forma que atinja a consciência da pessoa e ela creia na verdade.


Pelo poder do Espírito, as pessoas cristãs são tornadas “testemunhas” eficazes de Jesus. Não lhes cabe externar sua opinião, nem relatar seus pensamentos, nem expressar seus desejos, mas “falar das coisas que viram e ouviram”. Na qualidade de testemunhas, as pessoas que falam a respeito de Jesus devem ater-se ao que aconteceu na realidade, a intervenção do Senhor na busca do seu povo amado para junto de si. A ação do Espírito Santo garante a fidelidade e o êxito da missão cristã. O Espírito Santo promove condições para que a pregação esteja enraizada na soberana palavra do Senhor, e bloqueia missões enganosas, que sirvam a projetos humanos.


Os apóstolos não receberam do Espírito novos ensinamentos misteriosos, nem vislumbram novos projetos de Reino de Deus, mas são imbuídas de desejo, de sabedoria e de coragem para o testemunho eficaz de Jesus, nas palavras e nas ações. Também hoje o Espírito Santo revela e incumbe discípulas e discípulos a manifestarem sinais do Reino de Deus em suas realidades, a partir do verdadeiro amor, o amor de Jesus, que oferece a própria vida em favor do próximo.
No Espírito de Deus, os fracos são apoiados e fortalecidos para sinais de um novo jeito de ser e viver. O Espírito Santo capacita todas as pessoas que se reconhecem dependentes de Deus e que estão vazias de si mesmas. Ele age na solidão, na fraqueza, no cansaço, no desânimo do ser humano. E, aos seguidores da Palavra, aos do Caminho, o Espírito Santo age para que sejam proclamadores da mensagem da salvação em Cristo Jesus.


É isso que devemos celebrar em Pentecostes: o poder do Espírito Santo que veio sobre nós e nos tornou testemunhas da salvação, em Cristo Jesus. Deixemo-nos moldar e usar inteiramente pelo Espírito Santo para mostrar ao mundo o amor incondicional de Deus. Roguemos para que o Espírito Santo nos capacite para viver a misericórdia de Deus junto às pessoas. Deixemo-nos moldar na ação do Espírito Santo para que as palavras de Vida sejam anunciadas ao mundo. Vivamos a justiça e a verdade que nos são reveladas pela manifestação maravilhosa, suave e constante do Espírito de Deus.
Viva o Pentecostes! 
 


Autor(a): P. Everton Luiz Knaul
Âmbito: IECLB / Sinodo: Brasil Central / Paróquia: Brasília (DF)
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 47261
REDE DE RECURSOS
+
Um pregador deve estar ciente que Deus fala pela sua boca. Caso contrário, é melhor silenciar. 
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br