1 Coríntios 1.10-18 - 3º Domingo após Epifania - 22.01.2017

Caderno de Cultos 2017

22/01/2017

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/ Boa noite! Sejam bem vindos à casa do Senhor para celebrarmos mais um culto. Gostaria de saudá-los com o versículo de João 15.5: “Eu sou a videira, e vocês os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada.” E é nessa alegria de anunciar a esperança em Cristo, celebramos mais um culto.

Gostaríamos de acolher as pessoas que nos visitam. Que vocês possam se sentir bem entre nós.

CANTO DE ENTRADA
Nº 473 – HPD 2 – Jesus em tua presença

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Lembramos que nos reunimos aqui no nome do trino Deus que é: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 85 – HPD 2 – Vem Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Em 1 João 1.8 diz: “Se afirmamos que estamos sem pecado, enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.” Por isso, oramos ao Senhor:
Senhor, nosso Deus, quando chegamos diante da tua cruz, lembramo-nos da semana que se passou e de tantos pecados que cometemos. Pecamos por palavras, ações e pensamentos. Queremos trazer a nossa angústia, e o nosso desespero diante da cruz, pois por nossas próprias obras não teremos o perdão. Por isso socorremos a ti e a tua cruz vazia. Escute Senhor, o nosso pedido de perdão. Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
Na continuidade do capítulo, em 1 João 1.9 diz: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça.” Portanto, se você confessou seu pecado de todo o coração, Jesus Cristo é fiel e justo para purificá-lo.

KYRIE
Por ter tanta injustiça nesse mundo, pessoas se acham autossuficientes e buscam solução para a vida. Por isso, a criação geme. A injustiça está em todos os lugares: nas famílias, nas ruas, nos governos, na indiferença com o próximo. Sendo assim, queremos te pedir que assuma o Teu reino e que a tua justiça seja feita. Fazemos isso cantando:
“♫ Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação.
Teus ouvidos se inclinam ao clamor,
Desta gente oprimida.
Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita e irmanada com a justiça.
Abrace o mundo inteiro, tem compaixão.
O teu poder sustente o testemunho do teu povo.
Teu reino venha a nós. Kyrie Eleison. ♫”

GLÓRIA IN EXCELSIS
Queremos glorificar o Deus que perdoa e que não abandona o mundo. Cantamos o hino:
Nº 471 – HPD 1 – Glória para sempre

Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO DO DIA
Oremos: Obrigado Deus pelo teu perdão e pela tua misericórdia. Mesmo sem merecermos tu vens ao nosso encontro com amor e bondade. Obrigado, por olhar o mundo que tanto precisa de ti. Pedimos-te que abençoe esse momento de culto, especialmente agora, no momento da palavra, e que a partir do que o Senhor tem para nos dizer, possamos ser sal e luz nesse mundo. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 9.1-4

2ª Leitura Bíblica: Mateus 4.12-23
Em respeito ao evangelho, convido aqueles que podem a se colocar em pé.

3ª Leitura Bíblica: 1 Co 1.10-18

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
381 - HPD 2 – Pela palavra de Deus

PREGAÇÃO
Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus o Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam com cada um de nós. Amém.
Quantas vezes nós discordamos das coisas da nossa comunidade? Quantas vezes discordamos do nosso (a) pastor (a)? Quantas vezes reclamamos do culto? Qual têm sido as principais discussões nas reuniões da comunidade?
Infelizmente, muitas vezes, essas reclamações fazem outras pessoas perceber situações que desanimam, e acabam formando uma nova comunidade, uma nova igreja. Aliás, em qualquer cidade, por menor que seja, há diversas igrejas.
A comunidade de Corinto era complicada. Os cristãos estavam discutindo por diversas coisas, uma delas era quem era mais “espiritual” (1 Co 12-14). No texto que acabamos de ler, percebemos que eles estavam discutindo sobre quem pertencia a quem. Paulo, como um bom pastor, escreve pedindo que as “coisas se acalmem” o quanto antes. Pois o resultado dessas discussões não seria nada bom.
Assim fala para que os irmãos estejam unidos e de comum acordo. Antes do texto que nós lemos, Paulo fala das bênçãos de Deus por meio de Cristo. Ele inicia dessa forma, justamente para apontar para o foco principal, Cristo. O evangelho de Cristo, a morte e ressurreição de Cristo são mais importantes que qualquer discussão.
Mas, os coríntios estavam discutindo por coisas inúteis. Pelo teor da carta, dá para desconfiar que exista uma briga de egos. Onde os membros defendem seus pregadores favoritos. Havia provavelmente um grupo que dizia: nós pertencemos ao líder que nos batizou (v.14;16). Com isso, colocavam a figura do “pastor” no centro e não Cristo. Consequentemente, não compreenderam o que é o batismo e nem o que é uma comunidade.
No versículo 13, Paulo questiona: “Por acaso Cristo foi dividido em várias partes? Será que Paulo morreu crucificado em favor vocês? Ou será que vocês foram batizados em nome de Paulo?” Percebe-se que os coríntios tinham esquecido qual era o centro, Jesus Cristo. Assim, a divisão da comunidade é a divisão do corpo de Cristo.
Muitas vezes nossas comunidades passam por discussões. E há todos os tipos de discussões: gerações (jovens/idosos); político (direita/esquerda); formas de liturgia (tradicional/livre); hino (com banda/somente o violão ou teclado); etc. Essas diferenças de opinião são boas e enriquecem a igreja. Porém, quando Cristo é deixado de lado, prevalecem somente as discussões, e consequentemente acabam em divisões, infelizmente.
Se lembrarmos da história da reforma, Lutero não quis criar uma igreja. Mas queria dialogar/reformar a igreja que ele pertencia.
No início da prédica foi questionado: Quantas vezes nós discordamos das coisas da nossa comunidade? Quantas vezes discordamos do nosso (a) pastor (a)? Quantas vezes reclamamos do culto? Qual têm sido as principais discussões nas reuniões da comunidade?
Creio que temos que rever algumas coisas. Questionar sempre é importante. Mas o que eu faço com esse questionamento? Eu tenho levado as minhas questões para o (a) pastor (a)? Ou para os (as) presbíteros (as)? Ou apenas critico sem dar sugestão? A comunidade é um corpo que não pode ser dividido. Tenho certeza que cada um que está sentado me ouvindo tem ótimas sugestões para a comunidade. E com essas sugestões podemos engrandecer a igreja. Por que não conversar? Por que não dialogar? Lembrando que a igreja não é do presidente, do presbitério e nem do (a) pastor (a). Mas é de Cristo. E nós fazemos parte desse corpo.
Jesus nos pede unidade. Por exemplo, em João 15.5, que foi o versículo que nos acolheu, ele diz: “Eu sou a videira, e vocês os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada.” Ou seja, sem Cristo estamos perdidos e sem direção. É isto que Paulo quer alertar. Não ir atrás de pregadores ou membros da comunidade (Apolo, Pedro, Paulo). Mas vamos ficar unidos em Cristo. Por isso, o texto que lemos termina dizendo: “De fato, a mensagem da morte de Cristo na cruz é loucura para os que estão se perdendo; mas para nós que somos salvos, é o poder de Deus”
Paulo aponta para a cruz, pois nela não há divisões. A palavra da cruz, para Paulo, é o fundamento sólido de tudo na igreja cristã. Se esta palavra da cruz for esvaziada, tudo será vazio na igreja cristã. Assim, Paulo quer reafirmar que discussões que fogem da palavra da cruz são tolas. Nós devemos sempre voltar para o centro, que é Cristo.
Querida comunidade, muitas vezes podemos pensar diferente uns dos outros, isso não é um problema, é a riqueza da diversidade de Deus. Porém, se em momento algum deixarmos Cristo de lado, tornará apenas discussões “bobas”. Não podemos esquecer da palavra da cruz que é salvação. Que Jesus Cristo seja o centro do nosso pensar. Que Deus nos auxilie para crescermos como igreja sem dividir o corpo. Amém.
CONFISSÃO DE FÉ
Diante da prédica, confessamos a fé. E lembrando que esse credo deve ser pronunciado no nosso dia a dia, não somente aqui na comunidade, mas sim na nossa casa, família e trabalho. Confessamos dizendo:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
440 – HPD 2 – Somos igreja


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
Senhor Deus, nosso Pai. Nós temos muito a te agradecer. Obrigado por mais um ano de vida ___________________. Que o Senhor continue abençoando a vida dele.
Obrigado pela palavra, e que a partir do que ouvimos podemos nos desafiar.
Pai Celeste, queremos trazer diante de ti nossas preocupações, nossos pedidos.
Colocamos inicialmente, as pessoas citadas anteriormente.
Pedimos pelas pessoas que sofrem por causa de doenças, nos hospitais ou em casa. Que Senhor olhe por elas. Também queremos pedir pelas pessoas que estão longe do teu amor e do teu evangelho.
Lembramo-nos de pessoas que vivem o luto, e passam a vida sofrendo com saudades de um ente querido.
Queremos entregar em tuas mãos a nossa comunidade, a nossa Paróquia e a nossa IECLB em tuas mãos, que nós possamos ter sempre o teu evangelho e o teu amor no centro de tudo.
Também entregamos as nossas famílias, trabalho e estudo em tuas mãos.
Lembramos também, Senhor, dos nossos políticos.
E tudo mais que temos em nossos corações colocamos na oração que teu filho amado nos ensinou dizendo:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor, sobre ti levante seu rosto e te dê a paz.
Assim, abençoe-te Pai, Filho e Espírito Santo. Amém

ENVIO
Que Deus possa estar conosco nessa nova semana. E que possamos, diariamente, lembrarmos dEle. Amém

CANTO FINAL
206 – HPD 1 – Quão bondoso amigo é Cristo
 


Autor(a): PPHM Jean de Borba
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: 3º Domingo após Epifania
Testamento: Novo / Livro: Coríntios I / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 10 / Versículo Final: 18
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2017
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 40729
REDE DE RECURSOS
+
Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido.
Filipenses 4.6
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br