1 Coríntios 15.1-11 - Domingo de Páscoa - 01/04/2018

11/01/2018

01/04/2018 – Domingo de Páscoa:
Pregação: 1 Co 15.1-11; Leituras: Sl 118.1-2,14-24; Mc 16.1-8
Pa. Christa S. B. de Arruda – Lucas do Rio Verde – MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Querida comunidade! É com grande alegria que nos reunimos na casa de Deus para celebrar este culto de Domingo de Páscoa. Um dia muito especial para nós cristãos, porque Jesus cristo vive. Aleluia. Que a paz do Senhor Jesus esteja com todos nós! Estamos alegres em ver você aqui neste culto. Sejam bem vindos e bem vindas à casa do Senhor! Jesus disse que: “Porque onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, lá estarei no meio deles”. (Mt 18:20). Como é bom saber que Deus está conosco, porque nos reunimos aqui não por nossa causa, mas por causa de Jesus e sua obra por nós. E, hoje é um domingo especial, o mais especial e importante de todos os dias. Hoje é Páscoa. De nada valeria Jesus ter nascido, se não tivesse obedecido a Deus, seu Pai, e morrido na cruz. Ser ressuscitado, tendo a certeza da salvação, que é graça, presente de Deus através de Jesus.

Bem vindo/a você que nos visita, é bom saber que estás em nosso meio. Fazemos votos de que possamos reconhecer conosco a presença real do Senhor Jesus em meio à simplicidade do serviço diário do amor. Iniciamos cantando:

CANTO DE ENTRADA
Nº 332 – HPD 2 – Deus está aqui.

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Celebramos este culto em nome do Pai: que nos criou e deseja que ouçamos a sua Palavra. Em nome do Filho Jesus: Que se entregou para nos salvar e em nome do Espírito Santo: Que nos dá entendimento da Palavra de Deus e a crermos Nela e no seu Filho Jesus. Amém

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 318 – HPD 2 – Vem Espírito de Deus.

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Pai amado, nosso criador. Chegamos humildemente diante de ti pedindo o teu perdão, pois pecamos contra ti, contra o nosso próximo e contra nós mesmos. Sabemos que, sem ti nada somos e nada podemos fazer. Perdoa a nossa falta de amor e cuidado para com o próximo. Perdoa-nos quando nos afastamos de Ti e não buscamos Tua Palavra. Tem misericórdia de nós e nos perdoa. Oramos em nome de Jesus. Amém

ANÚNCIO DO PERDÃO
Deus o Todo-Poderoso teve piedade de nós, entregou o seu próprio Filho à morte para a nossa salvação. E, por amor dele, nos perdoou. Deu também a todos os que creem em seu Nome, poder de tornarem-se filhos e filhas de Deus, e prometeu-lhes o amparo do Espírito Santo. Deus está perto dos que tem o coração humilhado. E ao que confessou sinceramente seus pecados, creia, Deus em Jesus Cristo te perdoou. Amém.

KYRIE
O nosso Deus não se alegra com os sofrimentos e injustiças que há no mundo. Já no Antigo Testamento está escrito: “Ouvi o clamor do meu povo”. Levemos a Deus o clamor do povo sofredor. Peçamos que ele se volte aos que clamam porque sofrem.
Cantemos: Tem Senhor piedade...

GLÓRIA IN EXCELSIS
Temos a plena certeza de que Deus nos ouve e o louvamos por isso. Ele se volta para nós e vem por meio dos Sacramentos e da sua Palavra.
Nós te adoramos por isso, nós te bendizemos, te glorificamos e te damos graças pela tua infinita glória.

ORAÇÃO DO DIA
Oremos: Ó Pai amado! Graças te damos pela tua bondade para conosco. Pela fé que nos presenteias gratuitamente e que por meio dela somos justificados. E hoje podemos comemorar a vida, a vitória, o grande dia da ressurreição. Te pedimos que continues nos abençoando neste culto de uma maneira bem especial. Precisamos de ti e da tua benção. Em nome de Jesus. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 118.1-2,14-24

2ª Leitura Bíblica: 1 Coríntios 15.1-11

Aclamemos o Evangelho cantando: Aleluia

3ª Leitura Bíblica: Marcos 16.1-8


CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 381 – HPD II – Pela palavra de Deus

PREGAÇÃO (1ª Coríntios 15.1-11)

Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos/as nós.
Um presente nos foi dado e não deve ser esquecido. Presente é, normalmente, algo que não esperamos, algo que é feito a nosso favor, que nos causa grande alegria, que queremos compartilhar rapidamente com as pessoas. O apóstolo Paulo lembra a Comunidade de Corinto do Evangelho, que ele recebeu a boa nova que precisa compartilhar: Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados. Ele anunciou: Cristo morreu pelos nossos pecados, foi sepultado, ressuscitou e foi visto por muitas pessoas. Essa Boa Nova, que é um presente, encoraja, motiva dá ânimo e esperança verdadeira aos cristãos de todos os tempos.
No versículo 1, Paulo lembra aos Coríntios que eles são salvos pela graça e pelo Evangelho e nele perseveravam e viviam. Mesmo tendo mais a ensinar aos Coríntios, Paulo diz que nada é mais importante que o evangelho. Ele predomina no ensino cristão. Palavras centrais do credo apostólico: Cristo morreu... segundo as escrituras – Era um resumo do evangelho para os 1º s cristãos (v.3) que são salvos pela fé perseverando no evangelho, mas há o perigo de perde-lo (v.2). Paulo mesmo afirma: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação. O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”. Estava anunciado nas Escrituras do Antigo Testamento e se cumpre em Jesus Cristo. Porque um credo é tão importante? Para afirmar a fé dos cristãos em divergências entre outras teologias, como a dos Saduceus que não criam na morte e ressurreição de Jesus. Ao próprio Paulo, Jesus não apareceu ressuscitado como para as outras pessoas que ele cita. “Quando diz: depois de todos, foi visto também por mim, como por um nascido fora de tempo” (v.8), ele se refere a uma experiência vivenciada em Atos capítulo 9, quando viu uma luz e ouviu uma voz.
Essa experiência de fé foi tão marcante que Paulo a menciona dizendo que Jesus também apareceu a ele, como a um abortivo. Portanto, os relatos das aparições de Jesus querem apenas dizer que Jesus ressuscitou que Jesus ressuscitou de fato, que não foi uma aparição, nem um fantasma. Nós também somos convidados a crer que Jesus está vivo. Isso faz toda a diferença. Só se fala com quem está vivo. Assim, podemos falar com Jesus, adorar a Jesus, servir a Jesus, e falar dele aos outros.
Um professor de teologia dizia: “Se alguém entender a graça de Deus, merece um doutorado em teologia”. Como poderia ser dado um diploma a alguém que só entendesse a graça, sem ter estudado?
Essa é a realidade que mudou profundamente a vida de Paulo. Ela o motivou a trabalhar mais do que todos os outros apóstolos. Paulo chama essa realidade de graça. Como podemos entender melhor o que é graça (lembremos que salvação é presente)? Um rapaz cometeu um crime. Levado a corte, foi julgado e condenado a cinco anos de cadeia. Antes de entrar no corredor que o levaria à sua cela, o juiz manda chama-lo. Ao voltar, desnorteado, recebe uma carta do mesmo juiz. Ao lê-la, fica muito confuso! O juiz pergunta se ele entende o que lê. Ele diz que não: “O senhor acabou de me sentenciar a cinco anos de cadeia, agora essa carta assinada pelo senhor diz que posso sair pela porta da frente, que estou livre”! O juiz responde: “Tem razão, essas duas sentenças partiram de mim mesmo. Você pode escolher em qual delas quer acreditar”.
Recebemos a boa notícia da ressurreição. Da salvação em Jesus Cristo que morreu na cruz e foi ressuscitado por Deus. A partir desta noticia somos convocados por Deus para viver uma nova vida. Deus nos envolve com seu amor concreto e caminha conosco. Assim podemos nos atirar em seus braços no abismo escuro, confiando que Deus irá nos amparar. Somos chamados a crer no que não se pode ver e nem apalpar, muito menos comprar. Como diz em Hebreus 11:1 “A Fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. Acreditar na ressurreição é ousar arriscar tudo na promessa de Deus transmitida pelo apóstolo. Lutero diz que, para Paulo, a ressurreição de Cristo é “O tópico principal da doutrina cristã, o que ninguém pode negar, se é que pretende ser cristão ou pregador do Evangelho”.
Paulo mais adiante do nosso texto diz que se Cristo não ressuscitou é vã a nossa pregação, é vã a nossa fé (v.14), e se Jesus não ressuscitou os que já morreram, mesmo crendo nele, estão perdidos. Por isso é tão importante crer na ressurreição, é base da vida cristã e da salvação. Assim Paulo ainda fala de que temos de pensar na vida eterna. Afirma que: “Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens” (v.19). Com certeza não queremos ser as pessoas mais infelizes, tanto homens como mulheres, por isso a verdadeira esperança está em Cristo o crucificado ressurreto, o ressurreto crucificado que vai além desta vida. Crer na ressurreição é preparar-se para ela, para que depois dela eu esteja na eternidade com Deus, pois cri em Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, que me perdoou dando-me nova vida e a esperança da ressurreição para a vida eterna. Por isso crer na ressurreição é dádiva do Espírito Santo, e tem consequências: é doar-se ao próximo sem perguntar o que se ganha com isso; é saber que se luta contra este mundo e suas estruturas de morte do nosso tempo, apesar de senti-las presentes nos dia a dia; é confiar que, repartindo e doando a vida, vivendo a fé da ressurreição, que dá a verdadeira esperança da vida eterna. Vamos presentear outros com o presente. O Evangelho não deve ser guardado, mas deve ser divido.
Obrigada, Senhor, pelo teu amor para conosco. Que enviaste Jesus, teu único Filho, para nos salvar. E, hoje comemoramos a vitória, a ressurreição de Jesus. Impele-nos para te seguir e servir. Afirmamos e reafirmamos com alegres e jubilosos: “Jesus ressuscitou! Ele verdadeiramente ressuscitou!”. Amém.

HINO
Nº 200 – HPD I – Cantai e folgai

CONFISSÃO DE FÉ
O Credo Apostólico resume o que nós acreditamos. Ele, na verdade, fala onde está depositada a nossa fé. Por isso que se chama confissão de fé. É o que Deus nos ensina. Não são palavras vazias. É a resposta a todo mundo sobre o que eu creio. Por isso confessemos a nossa fé com estas palavras:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO
Deus tem sido misericordioso conosco e não tem-nos deixado faltar nada. Neste momento queremos agradece-lo com aquilo que Ele nos deu.
Vamos recolher as ofertas que tem como destino ____________________________________ Rogamos que Deus abençoe dádivas e doadores. Cantamos para recolher as ofertas o hino:

Nº 286 – HPD I – Obrigado Pai celeste


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Obrigado Pai celeste por estares presente em nossas vidas. Obrigada por nos dares o dom da fé que nos faz viver e andar nos teus caminhos. Agradecemos-te pela morte e ressurreição de Jesus. Ajuda-nos a nunca deixar os teus caminhos. Agradecemos de uma maneira muito especial pela obra de Jesus em nosso favor, e pela ação do Espírito Santo em nossas vidas. Assim oramos por...
Motivos de Oração: (pedir antes quem tem motivos para a oração)
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Senhor Deus, tudo mais o que estiver dentro do nosso coração, nós te entregamos quando juntos oramos a oração que Jesus Cristo nos ensinou dizendo:
PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde; Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; Que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Que assim te abençoe o Trino Deus: Pai+Filho+Espírito Santo. Amém.

ENVIO
Vá na certeza da ressurreição do presente que recebemos

CANTO FINAL
Nº 207 – HPD I – Sem Jesus tudo está perdido


Autor(a): Pastora Christa S. B. de Arruda
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 45597
REDE DE RECURSOS
+
Portanto, a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta.
Tiago 2.17
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br